A PRODUÇÃO DO TEXTO ARGUMENTATIVO: análise a partir de uma experiência de extensão em uma turma de EJA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2018.6888

Palavras-chave:

Trabalho colaborativo, Extensão, Educação de Jovens e Adultos, Ensino de Língua Portuguesa.

Resumo

Este artigo apresenta reflexões sobre uma experiência do Projeto de Colaboração Pedagógica entre IFRN e Escolas Públicas Estaduais do RN desenvolvida pelo Grupo de Pesquisa em Multirreferencialidade, Educação e Linguagem (GPMEL) sob a perspectiva do trabalho colaborativo (DAMIANI, 2008). O IFRN, em seu Projeto Político Pedagógico (PPP), apresenta perspectivas de formação de professores indicando a necessidade de que os estudantes em formação conheçam a realidade das regiões onde estão inseridos. Projetos de extensão como o apresentado aqui permite essa inserção dos estudantes na realidade da educação pública e os prepara, no caso específico, para lidar com as necessidades dos estudantes da modalidade EJA. A experiência em foco traz os resultados de uma oficina de Língua Portuguesa focada no desenvolvimento do texto argumentativo. Analisa-se, a experiência e os textos à luz de autores como Cerqueira (2007), Lucena (2004) e Arroyo (2005). A análise da redação produzida pelos estudantes no âmbito da oficina é avaliada a partir da tentativa de compreender a heterogeneidade do grupo de EJA e suas dificuldades mais recorrentes e visando não só contribuir para a prática da escrita, mas para a formação dos estudantes envolvidos e para a organização de futuros trabalhos de extensão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

José Marcelino Ferreira Júnior, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Graduado em Letras/Português pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Mestre em Literatura Comparada pela mesma instituição.

Referências

AZEVEDO, I. B. O prazer da produção científica: diretrizes para a elaboração de trabalhos científicos. 10. ed. São Paulo: Hagnos, 2004.

ARROYO, Miguel Gonzáles. Educação de Jovens-Adultos: Um campo de direitos e de responsabilidades públicas. In: SOARES, Leôncio et al. Diálogos da educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica. 2005.

BARREYRO, Gladys Beatriz. "Programa Alfabetização Solidária": terceirização no contexto da Reforma do Estado. In: Educar em Revista, Curitiba: Editora UFPR, n. 38, set./dez. 2010, p. 175-191.

BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

BRASIL. Parâmetros curriculares Nacionais para o ensino médio. Brasília: MEC/SEMTEC, 1999.

______.Decreto 5.154/2004. In. Educação profissional e tecnológica: legislação básica. 6. ed. Brasília: SETEC, 2005.

______. Relatório Educação para todos no Brasil: 2000-2015 [versão preliminar]. MEC: Brasília, Junho, 2014. Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=15774-ept-relatorio-06062014&Itemid=30192 Acesso em 30 de maio de 2015.

______. Plano Nacional de Educação. Lei Nº 13.005, de 25 de Junho de 2014. Disponível em http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm. Acesso 31 de maio de 2016.

______. Política Nacional de Extensão Universitária. Disponível em: http://www.renex.org.br/documentos/2012-07-13-Politica-Nacional-de-Extensao.pdf. Acesso em: 09 mar. 2016.

______. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília: MEC/SEB/DICEI, 2013. Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13448-diretrizes-curiculares-nacionais-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em 01 de novembro de 2017.

BRASIL/MEC/SETEC. Decreto 5.154/2004. In. Educação profissional e tecnológica: legislação básica. 6. ed. Brasília: SETEC, 2005.

BRASIL/MEC/SETEC. Trabalhando com a educação de jovens e adultos: alunas e alunos da EJA. Brasília: SETEC, 2006.

CERQUEIRA, Teresa Cristina Siqueira. O professor em sala de aula: reflexão sobre os estilos de aprendizagem e a escuta sensível. In: Psic. [online]. jun. 2006, vol.7, no.1, p.29-38. Disponível em: http://pepsic.bvspsi.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S167673142006000100005&lng=pt&nrm=iso ISSN 1676-7314. Acesso: 08 de setembro, 2007.

CIAVATTA, Maria. A formação integrada: escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. (Orgs.). Ensino médio integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

D’AMBRÓSIO, U. Educação para uma sociedade em transição. Campinas: Papirus, 1999.

DAMIANI, Magda Floriana. Entendendo o trabalho colaborativo em educação e revelando seus benefícios. Revista Educar: Curitiba: Editora da UFTPR, n.31, p. 213-230, 2008, p. 12-13.

DEMO, Pedro. Educar pela pesquisa. Campinas: Editora Autores Associados, 2000.

DIONÍSIO, Ângela Paiva; MACHADO, Anna Rachel; BEZERRA, Maria Auxiliadora (org.). Gêneros textuais e ensino. 3. ed. Rio de Janeiro, Lucerna, 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1970, 23ª Edição, 1996.

______. Extensão ou comunicação? 12 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

GIROUX. Henry. Teoria crítica e resistência em educação. Tradução de Ângela Maria B. Biaggio. Petrópolis: Vozes, 1986.

IBAIXE, Carmensita de Souza Bueno; SOLANOWSKI, Marly; IBAIXE JR., João. Preparando aulas: manual prático para professores, passos para a formação do educador. São Paulo: Madras, 2006.

IFRN. RESOLUÇÃO Nº. 35, de 22 de novembro de 2006. Disponível em: http://portal.ifrn.edu.br/extensao/resolucoes/resolucao-no-35-de-22-de-novembro-de-2006/view. Acesso em: 09 mar. 2016.

______. Projeto Político Pedagógico. Disponível em: http://portal.ifrn.edu.br/institucional/projeto-politico-pedagogico. Acesso em: 29 de março de 2016.

LUCENA, Ivone Tavares de. Fiando as tramas do texto. João Pessoa: Edições CCHLA, 2004.

MELLO, Guiomar Namo. Cidadania e competitividade. 9 ed. São Paulo: Cortez, 2002. MORIN. E. A cabeça bem feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 200O.

NOVA Escola online. Edição 167. Novembro de 2003. Disponível em: http://antigo.revistaescola.abril.com.br/edicoes/0167/aberto/mt_247721.shtml Acesso: 23 de agosto de 2008.

Downloads

Publicado

20/06/2018

Como Citar

FERREIRA JÚNIOR, J. M.; CAVALCANTE, I. F. A PRODUÇÃO DO TEXTO ARGUMENTATIVO: análise a partir de uma experiência de extensão em uma turma de EJA. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 14, p. e6888, 2018. DOI: 10.15628/rbept.2018.6888. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/6888. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)