Editorial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2018.7666

Resumo

A Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica (RBEPT) é um periódico, exclusivamente eletrônico, de acesso aberto, que está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional do Instituto Federal do Rio Grande do Norte. Publicada desde 2008, a revista aceita manuscritos em português, espanhol e inglês e possui como objetivo a publicação de artigos inéditos na área de Educação Profissional e Tecnológica.  Em comemoração ao seu aniversário de 10 anos, a partir de 2018, a RBEPT ganha novidades na formatação de suas publicações e passa a ser editada de forma contínua.

A RBEPT tem sido, desde sua origem, espaço para publicação de estudos acadêmicos acerca da Educação Profissional. Ao longo de sua história, a revista tem buscado refletir e representar as dualidades da educação brasileira, cindida entre a formação para o trabalho enquanto princípio ontológico do homem ou como instrumentalização das classes menos favorecidas para a manutenção do status quo. Sob essa perspectiva, abrir espaço em um periódico acadêmico para publicar investigações na área específica da educação profissional é possibilitar uma revisão dessa história e procurar caminhos de análise crítica das estruturas sociais e educacionais, contribuindo para a transformação da realidade.

A história da educação profissional no Brasil atravessa a história das escolas da rede federal de educação profissional e tecnológica. A criação dos Institutos Federais mantém o foco da rede federal de educação voltada para a educação profissional, mas essa educação mudou de perspectiva. Sob essa nova perspectiva, os institutos se propõem a ofertar uma educação que forme para a sociedade, com focos tecnológicos específicos, mas com a preocupação maior de prover uma formação integral, verticalizada, para o aluno, permitindo-lhe partir, na mesma instituição, de uma formação básica mais geral, no ensino médio, para uma formação mais especializada em nível de graduação e pós-graduação (lato e strictu senso).

Evidentemente, a criação dos Institutos Federais opta por um modelo em que a formação para o trabalho inclua, também, a formação para o pensar e para a reflexão crítica sobre o mundo. Aparentemente, hoje, a comunidade dos IF parece apontar para a manutenção de uma rede federal de educação profissional, técnica e tecnológica naquilo que uma rede apresenta de mais característico: a identidade, a partilha de aspectos comuns (interesses, valores, objetivos) que estabelecem um limite constantemente negociável entre cada um dos membros que a compõem. Esse é um caminho que, apesar da história dessa instituição, ainda está no início.

Nesse percurso, a existência de um periódico, mantido por um programa de pós-graduação de um Instituto Federal, e voltada para as reflexões e pesquisas na área de Educação Profissional, é necessário e relevante, pois permite ampliar o leque de contribuições da pesquisa em educação no país, além de dar vazão às investigações específicas, que tem seguido um movimento crescente e aprofundado de desenvolvimento no âmbito acadêmico seja na rede federal, seja fora dela.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Olivia Morais Medeiros Neta, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professora dos Programas de Pós-Graduação em Educação (UFRN) e Educação Profissional (IFRN). Graduada e Mestre em História pela UFRN. Doutora em Educação pela mesma instituição. 

Downloads

Publicado

26/08/2018

Como Citar

MEDEIROS NETA, O. M.; CAVALCANTE, I. F.; MOURA, D. H. Editorial. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 2, n. 15, p. e7666, 2018. DOI: 10.15628/rbept.2018.7666. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/7666. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

EDITORIAL

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>