AVALIAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE JOVENS E ADULTOS NA PERSPECTIVA DE FORMAÇÃO AO LONGO DA VIDA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2010.3034

Palavras-chave:

Educação de Jovens e Adultos, Educação ao longo da vida, Capitalismo Internacional

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir a função qualificadora proposta pelo Parecer nº 11/2000 do Conselho Nacional de Educação, o qual prevê que a Educação de Jovens e Adultos –EJA- propicie a atualização de conhecimentos, numa perspectiva de educação ao longo da vida, visto que somos seres em permanente educação. Neste direcionamento, a discussão abordará propostas políticas de relatórios (Faure e Delors) da Unesco diante da materialidade do capitalismo internacional e como isso repercute nas formulações de políticas públicas relativas à educação básica de Jovens e Adultos articulada à Educação Profissional no Brasil, sobretudo, no que se refere ao Programa de Educação Profissional Integrada à Educação Básica na Modalidade de Jovens e Adultos - PROEJA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

AFONSO, Almerindo Janela. Avaliação educacional: regulação e emancipação. 3. Ed. São Paulo: Cortez, 2015.

CABRAL NETO, Antônio. Gestão e qualidade do ensino: um labirinto a ser percorrido. IN: SOUSA JUNIOR, Luiz de; FRANÇA, Magna; FARIAS, Maria Salete Barboza de. Políticas de gestão e práticas educativas: a qualidade do ensino. Brasília. LiberLivro/ANPAE, 2011.

CANÁRIO, Rui. A aprendizagem ao longo da vida: análise crítica de uma política. In CANÁRIO, Rui (org.) Formação e situações de trabalho. Porto: Porto Editora, p.189-207,2003.

CHRISTOFOLI, Maria C.P. A sala de aula como espaço rico de aprendizagem ou do óbvio. In SCHWARTZ, Suzana. Alfabetização de Jovens e Adultos: teoria e prática. Rio de Janeiro: Vozes, 2010.

DI PIERRO, Maria Clara. Notas sobre a redefinição da identidade e das políticas públicas de educação de jovens e adultos no Brasil. Educação & Sociedade. Campinas, v.26,n.92, p.1115-1139, out. 2005.

GRABOWSKI, Gabriel; RIBEIRO, Jorge Alberto Rosa. Reforma, legislação e financiamento da educação profissional no Brasil. In: MOLS, Jaqueline. Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010.

IANNI, Octavio. Estado e planejamento econômico no Brasil (1930-1970). 2.ed. Rio de Janeiro: Civilização brasileira,1977.

RUMMERT, Sônia Maria; VENTURA, Jaqueline. Políticas públicas para a educação de jovens e adultos no Brasil: a permanente (re) construção da subalternidade – considerações sobre os Programas Brasil Alfabetizado e Fazendo Escola. Educar em Revista, Curitiba/PR: Ed. UFPR, n.29, p.29-45, jan/jun, 2007.

UNESCO. Declaração de Hamburgo sobre Educação de Adultos – V CONFITEA. V Conferência Internacional sobre Educação de Adultos/Julho de 1997. In: Educação de jovens e adultos: uma memória contemporânea 1996-2004, Brasília: MEC/UNESCO, p. 41-49, 2004.

Downloads

Publicado

18/01/2016

Como Citar

CACHO, M. V.; MOURA, D. H. AVALIAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE JOVENS E ADULTOS NA PERSPECTIVA DE FORMAÇÃO AO LONGO DA VIDA. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 3, p. 2–10, 2016. DOI: 10.15628/rbept.2010.3034. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/3034. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>