Iniciação científica como caminho para a emancipação do aluno vinculado ao Ensino Médio Integrado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2022.12031

Palavras-chave:

Ensino Médio Integrado, Pesquisa, Iniciação Científica.

Resumo

O presente trabalho analisa, sob uma revisão literária no campo educacional, conceitos envoltos do Ensino Médio Integrado, da pesquisa como princípio pedagógico e da Iniciação Científica, a fim de relacioná-los com a (trans)formação de estudantes em pesquisadores potenciais, no cenário da Educação Profissional e Tecnológica. A opção metodológica é qualitativa, básica, exploratória, com procedimentos bibliográfico e documental. Destacam-se as modalidades de Iniciação Científica, ou seja, como componente curricular, programa institucional e política pública, que tendem a provocar bons impactos ao aluno em seus processos de ensino e aprendizagem, a exemplo da vontade de aprender, inquietude, criticidade e autonomia e, por conseguinte, sua emancipação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Altino Farias de Morais, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC)

Mestrando em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC), Campus Rio Branco.

Richarles de Araújo Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC)

Mestrando em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC), Campus Rio Branco.

Regiane de Souza Oliveira Farias, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC)

Mestranda em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC), Campus Rio Branco.

Priscila Ferreira Wolter, Universidade Federal do Acre (UFAC)

Doutoranda em Sanidade e Produção Animal (UFAC). Mestre em Ciência, Inovação e Tecnologia (UFAC). Graduada em Ciências Biológicas (UNINORTE). Professora de Ciências da Secretaria Estadual de Educação do Acre.

Mário Sérgio Pedroza Lobão, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC)

Docente do Programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica do IFAC/Campus Rio Branco. Doutor em Desenvolvimento Regional e Agronegócio (UNIOESTE). Mestre em Desenvolvimento Regional (UFAC). Graduado em Ciências Econômicas (UFAC).

Referências

ANTUNES, R. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a qualificação e a negação do trabalho. 5. ed. São Paulo: Boitempo, 2000.

BAZZO, W. A.; PEREIRA, L.T.V.; BAZZO, J. L. S. Conversando sobre educação tecnológica. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2014.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, [2019].

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução nº 2, de 30 de janeiro de 2012: Diretrizes Nacionais para o Ensino Médio. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 31 jan. 2012a.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução nº 3, de 08 de novembro de 2018: Atualiza as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 22 nov. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Parecer nº 11, de 09 de maio de 2012. Atualiza as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 04 set. 2012b.

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO - CNPq. Resolução Normativa n° 017 de 2006. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 13 jul. 2006a.

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO - CNPq. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio. Brasília, DF, [S. I.], 2006b.

DEMO, P. Educar pela pesquisa. 10. ed. Campinas, SP: Autores associados, 2015.

DEMO, P. Iniciação Científica: razões formativas. In: MORAES, R.; LIMA, V. M. R. (org.). Pesquisa em sala de aula: tendências para a Educação em novos tempos. Porto Alegre: PUCRS, 2002.

FERNANDES, F. A revolução burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1974.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. N. (org.). Ensino médio integrado: concepção e contradições. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ - FIOCRUZ. Escola Politécnica de Saúde João Venâncio. Programa de Vocação Científica. Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: http://www.epsjv.fiocruz.br/programa-de-vocacao-cientifica-provoc. Acesso em: 10 set. 2020.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. (org.). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GONÇALVES, D. A. C. A iniciação científica no ensino médio: contexto atual, desafios e perspectivas na área de ciências da natureza. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde) – Centro de Ciências Naturais e Exatas, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/handle/1/16279. Acesso em: 02 set. 2020.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere: os intelectuais. O princípio educativo. Jornalismo. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004, v. 2.

LIMA, K. R.; SOUZA, M.; CARPES, F. P.; MELLO-CARPES, P. B. A iniciação científica sob o ponto de vista de alunos de ensino médio como bolsistas do programa PIBIC-EM na área de neurofisiologia em uma instituição do interior do RS. Revista de Ensino de Bioquímica, São Paulo/SP, v. 15, n. 2, p. 20-35, 2017.

MEDEIROS, C. M. B.; BRAGA, C. N.; SOUSA, I. C. F.; FRUTUOSO, T. M. Reflexões sobre o aprendizado e vivências científicas de jovens residentes em áreas de vulnerabilidade social. In: Encontro Nacional de Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente, 4, 2014. Niterói/RJ, 2014.

NEVES, L. M. W.; PRONKO, M. A. O mercado do conhecimento e o

conhecimento para o mercado: da formação para o trabalho complexo no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: EPSJV/Fiocruz, 2008.

OLIVEIRA, A.; BIANCHETTI, L. Iniciação científica júnior: desafios à materialização de um círculo virtuoso. Ensaio: avaliação e políticas públicas em Educação, Rio de Janeiro/RJ, v. 26, p. 133-162, 2018.

OLIVEIRA, F. P. Z.; CIVIERO, P. A. G.; BAZZO, W.A. A iniciação científica na formação dos estudantes do ensino médio. Debates em Educação, Maceió/AL, v. 11, p. 453-473, 2019.

OLIVEIRA, F. Crítica à razão dualista/O ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, 2003.

PEREIRA, I. B.; LIMA, J. C. F. (org.). Dicionário da educação profissional em saúde. 2. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: EPSJV, 2008.

RAMOS, M. N. História e política da educação profissional. Curitiba, PR: Instituto Federal do Paraná, 2014.

SAVIANI, D. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação. São Paulo, v. 12, n. 34, p. 152-180, 2007.

SÃO PAULO. Governo do Estado de São Paulo. Secretaria da Educação. Pré-iniciação científica: desenvolvimento de projeto de pesquisa. Ensino Médio - Caderno do Professor. São Paulo: SE/SP, 2014.

SILVA, W. R.; SILVA, M. T. B.; ARRUDAS, S. R. Iniciação científica na educação básica: percepção de representantes do Norte de Minas Gerais na SBPC 2017. Revista Educação, Escola e Sociedade, Montes Claros/MG, v. 5, n. 1, p. 45-62, 2017.

VALER, S.; BROGNOLI, A.; LIMA, L. A pesquisa como princípio pedagógico na educação profissional técnica de nível médio para a constituição do ser social e profissional. Revista Fórum Linguístico, Florianópolis, v. 14, n. 4, p. 2785-2803, 2017.

ZOMPERO, A. F.; COSTA, W. L. A iniciação científica no Brasil e sua propagação no ensino médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática (REnCiMa), São Paulo, v. 8, n. 1, p. 14-25, 2017.

ZOMPERO, A. F.; GARBIM, T. H. S.; SOUZA, C. H. B.; BARRICHELO, D. Conhecimentos de alunos de iniciação científica júnior sobre procedimentos em ciência. Revista de Ensino de Ciências e Matemática (REnCiMa), São Paulo, v. 10, n. 1, p. 48-64, 2019.

Downloads

Publicado

05/04/2022

Como Citar

MORAIS, A. F. de; SOUSA, R. de A.; FARIAS, R. de S. O.; WOLTER, P. F.; LOBÃO, M. S. P. Iniciação científica como caminho para a emancipação do aluno vinculado ao Ensino Médio Integrado. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 22, p. e12031, 2022. DOI: 10.15628/rbept.2022.12031. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/12031. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS