"Educar os educadores": Trabalho, Educação e Práxis no contexto dos Institutos Federais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2020.11251

Palavras-chave:

Formação de professores. Institutos Federais. Trabalho. Práxis.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo apresentar e analisar as características que uma pós-graduação precisa ter para ser compatível com a identidade prevista na política de criação dos Institutos Federais. Para isso, a Especialização Lato Senso em Práticas Pedagógicas na Educação Contemporânea ofertada pelo Campus Santos Dumont do IF Sudeste MG foi usada como realidade motivadora da pesquisa. O artigo buscará nas referências teóricas e metodológicas do materialismo histórico a base para analisar as possibilidades e especificidades de uma proposta de formação de professores coerente com a realidade da Rede Federal de Educação Profissional. Ao final, o texto sinalizará para a superação tanto do pragmatismo quanto do academicismo, num movimento dialético a partir do conceito de práxis, na perspectiva marxiana da educação dos educadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Tiago Fávero de Oliveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais - Sudeste MG

Doutorando do PPFH/UERJ

Mestre em Gestão e Avaliação da Educação Pública (PPGP/CAEd/UFJF)

Filósofo (CES/JF)

Professor do IF Sudeste MG - Campus Santos Dumont

Referências

BARATA-MOURA, José. Materialismo e subjetividade: estudos em torno de Marx. Lisboa: Avante, 1997.

BRASIL. Lei no 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, 30 dez. 2008, Seção 1, p. 1.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A Nova Razão do Mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

FERNANDES, Florestan. A revolução burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1975.

FREITAS, Luiz Carlos de. Crítica da organização do trabalho pedagógico e da didática. Campinas, SP: Papirus, 1995.

FREITAS, Luiz Carlos de. A Reforma Empresarial da Educação: nova direita, velhas ideias. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; CALDART, Roseli Salete (Orgs.). História, Natureza, Trabalho e Educação. São Paulo: Expressão Popular, 2020.

FRIGOTTO, Gaudêncio (Org.). Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: relação com o ensino médio integrado e o projeto societário de desenvolvimento. Rio de Janeiro: LPP/UERJ, 2018.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria. Trabalho como princípio educativo. IN: CALDART, Roseli Salete (Org.). Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro/São Paulo: EPSJV/Expressão Popular, 2012. p. 750 – 757.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (Orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 2012.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva. 9ª ed. São Paulo: Cortez, 2010.

GRAMSCI, Antônio. Cadernos do cárcere. 2ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

IF SUDESTE MG – CAMPUS SANTOS DUMONT. Projeto Pedagógico Curricular: Especialização em Práticas Pedagógicas na Educação Contemporânea. Santos Dumont, 2019. Disponível em: https://www.ifsudestemg.edu.br/santosdumont/institucional/pesquisa/pos-graduacao/especializacao-em-praticas-pedagogicas-na-educacao-contemporanea. Acesso em: 05 set. 2020.

KONDER, Leandro. O futuro da Filosofia da Práxis. São Paulo: Boitempo, 2018.

KUENZER, Acácia Zeneida. As políticas de formação: a constituição da identidade do professor sobrante. Educação e Sociedade. [online]. 1999, vol.20, n.68, pp.163-183. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v20n68/a09v2068.pdf. Acesso em 07 set. 2020.

KUENZER, Acácia Zeneida. Desafios teóricos-metodológicos da relação trabalho-educação e o papel social da escola. In: FRIGOTTO, Gaudêncio (Org.). Educação e crise do trabalho. 11ª ed. Petrópolis: Vozes, 2012, p. 55 – 75.

LUKÁCS, György. Para uma ontologia do ser social. v.1. São Paulo: Boitempo, 2012.

LUKÁCS, György. História e consciência de classe. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

MARX, Karl. O capital. v. 1. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

MARX, Karl. Ad Feuerbach. IN: MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã: crítica da mais recente ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007, p. 533 – 535.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Textos sobre educação e ensino. Campinas: Navegando, 2011.

MÉSZÁROS, István. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2008.

MOLL, Jaqueline. Educação Profissional e Tecnológica no Brasil Contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010.

NETTO, José Paulo. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

PACHECO, Eliezer (Org.). Institutos Federais: uma revolução na educação profissional e tecnológica. Brasília/São Paulo: Santilana/Moderna, 2011.

RAMOS, Marise. Pedagogia das Competências. IN: CALDART, Roseli Salete (Org.). Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro/São Paulo: EPSJV/Expressão Popular, 2012. p. 535 – 359.

SHIROMA, Eneida Oto; MORAES, Maria Célia Marcondes de; EVANGELISTA, Olinda. Política educacional. 4. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.

VAZQUEZ, Adolfo Sanches. Filosofia da práxis. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1968.

Downloads

Publicado

18/12/2020

Como Citar

OLIVEIRA, T. F. de. "Educar os educadores": Trabalho, Educação e Práxis no contexto dos Institutos Federais. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 2, n. 19, p. e11251, 2020. DOI: 10.15628/rbept.2020.11251. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/11251. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊ - Trabalho-Educação: possibilidades investigativas na pós-graduação stricto sensu