ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA ACERCA DA FORMAÇÃO CONTINUADA DE DOCENTES DOS INSTITUTOS FEDERAIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2020.9097

Palavras-chave:

Formação Continuada. Docência. Educação Profissional.

Resumo

Este trabalho apresenta o estado do conhecimento a respeito da formação docente continuada na Educação Profissional dos Institutos Federais, buscando identificar as perspectivas teóricas e características específicas de cada artigo publicado entre 2010 e 2018. A necessidade de investigação surge da problemática apresentada na formação pedagógica dos docentes dos Institutos Federais, considerando que a maioria, ao ingressar, não possuem formação pedagógica.  Os dados levantados foram analisados e interpretados à luz da análise de conteúdo. Os resultados apontam para um crescimento nas pesquisas sobre formação docente na Educação Profissional, após a criação dos Institutos Federais. Foram identificados poucos relatos de práticas formativas e a necessidade de aprofundamento da teoria sobre formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Danise Vivian Gonçalves dos Santos, INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE

Pedagoga do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe. Mestrado em educação (em andamento) pela Universidade Federal de Sergipe- UFS. Possui especialização em Psicopedagogia pela Faculdade São Luis de França (2015) .Graduação em Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade Estadual da Bahia (UNEB- Campus VIII) (2013). Membro do Grupo de Pesquisa e Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação Profissional e Tecnológica (NEPEPT) do IFS. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem na Educação Profissional. Interesse em pesquisas na área de Formação pedagógica, Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Educação, Educação Inclusiva, avaliação da aprendizagem.

Anne Alilma Silva Souza Ferrete, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Possui doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2007), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (2002), graduação em Tecnologia em Processamento de Dados pela Universidade Tiradentes (1994). Atualmente é professora da Universidade Federal de Sergipe lotada no Departamento de Educação (DED), no Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED). Atuou como coordenadora do Programa Um Computador por Aluno/UFS/MEC (2010- 2012). Membro do Grupo de Pesquisa Educação a Distância e Práticas Educativas Comunicacionais e Interculturais (EDaPECI); Grupo de Pesquisa em Inclusão Escolar da Pessoa com Deficiência, do Núcleo de Pesquisa em Comunicação e Tecnologia (NUCA ? Vice-líder), do Grupo de Pesquisa em Inovação Tecnológica do IFS (GPIT) e do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Ambiental (GEPEASE). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de informação. Atua, principalmente, nas áreas de Educação, com ênfase em Tecnologia Educacional, informática na Educação, Tecnologias Assistivas, Educação Tecnológica, Educação a Distância (EAD), Ambientes Virtuais de Aprendizagem, Aplicativos Educacionais, Educação Ambiental e Formação de Professores

Luiz Anselmo Menezes Santos, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Sergipe. Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Professor Associado do Departamento de Educação Física da UFS. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação. Coordenador do grupo de pesquisa Formação e Atuação de Educadores - INTERAÇÃO. Tem experiência na área de Formação de Professores,Teorias da Aprendizagem, Didática, Filosofia da Educação e Educação Física Escolar.

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70. 2011.

BRASIL, Lei nº 11.892/2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm>. Acesso em: 11 de jun. 2018.

BRASIL. Decreto nº 8.752, de 9 de maio de 2016. Dispõe sobre a Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica. Disponível em:<https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/d8752.htm>. Acesso em: 14 de jul. 2018.

BRASIL. Lei nº 12.772/ 2012. Dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal e dá outras providências. Disponível em < www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12772.htm>. Acesso em: 12 jun. 2018.

BRASIL. Lei nº 9.394/1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 24 de set. 2018.

FRANCO, M. Laura P.B. Análise de Conteúdo. Brasília: Editora Plano, 2003. (Série Pesquisa em Educação, 6).

KOLLER, S. H.; COUTO, P. M. C. P.; HOHENDORFF, J. V. (Org.) Manual de produção científica. Penso Editora, 2014.

KUENZER, A. Z. Formação de professores para a educação profissional e tecnológica. In: DALBEN, Ângela Imaculada Loureiro de Freitas. et al. Convergências e tensões no campo de formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010, p. 497-518.

MENESES F. A; COSTA, M. A. Formação de Professores para a Educação Profissional e Tecnológica: o olhar da legislação (1917 – 2017). In: IV Colóquio Nacional e I Colóquio Internacional- A produção do conhecimento em Educação Profissional, 2017, Rio Grande do Norte: IFRN, 2017. p. 01-12. Disponível em: <https://ead.ifrn.edu.br/coloquio/anais/2017/trabalhos/eixo3/E3A3.pdf>. Acesso em: 10 set. 2018.

MORAES, R. GALIAZZI, M. C. Análise textual discursiva. Injuí. Ed: Unijuí, 2007.

MOROSINI, M. C. Estado de conhecimento e questões do campo científico. Educação. Santa Maria. v. 40.n. 1. p. 101-116. jan./abr. 2015

PERRENOUD et al. Formando professores profissionais: três conjuntos de questões. In: Formando professores profissionais: quais estratégias? quais competências? 2. ed., rev. Porto Alegre, RS: Artmed, 2001.

PIMENTA, S. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, Selma Garrido. (org). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez Editora, 1999. (p. 15 a 34).

ROMANOWSKI, J. Formação e profissionalização docente. 3ª ed. Curitiba: Ibpex, 2007.

SALLES, N.; COSTA, R.; SALLES, F. Docência na Educação Profissional e Tecnológica: uma proposta de formação continuada no âmbito do espaço escolar. Revista Triângulo, v. 9, n. 2, 2016.

SCHÖN, D. A. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Trad. Roberto Cataldo Costa. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2007.

Downloads

Publicado

05/04/2020

Como Citar

SANTOS, D. V. G. dos; FERRETE, A. A. S. S.; SANTOS, L. A. M. ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA ACERCA DA FORMAÇÃO CONTINUADA DE DOCENTES DOS INSTITUTOS FEDERAIS. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 18, p. e9097, 2020. DOI: 10.15628/rbept.2020.9097. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/9097. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.