ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA NOS CURSOS TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO DO IFRN CAMPUS PAU DOS FERROS: ESTUDO DE CASO DAS TURMAS 2012.1 (2012-2015)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2015.3548

Palavras-chave:

Diagnóstico escolar, Ensino Médio, Iniciação científica

Resumo

O presente trabalho configura-se como resultado de discussões sobre a iniciação científica no ensino técnico e suas implicações no processo de produção cientifica por meio do contato dos alunos com a reunião e análise dados e vivência da escrita acadêmica de projetos e artigos científicos. Nesse contexto, a pesquisa objetivou-se analisar a produção técnica-científica dos cursos técnicos de nível médio do Campus Pau dos Ferros do IFRN, no período de 2012 a 2015. Para realização do estudo, foram aplicados os métodos de pesquisas bibliográfica, qualitativa e de levantamento com 97 alunos dos cursos de Alimentos, Apicultura e Informática. Constatou-se que 38,1% dos alunos participaram de projetos de pesquisa e/ou extensão; 61,9% participaram de eventos científicos; 44,3% publicaram trabalhos em periódicos e/ou eventos científicos; 39,2% submeteram trabalhos para periódicos e/ou eventos científicos; por fim, que 52,6% dos alunos atuaram em onze áreas temáticas diferentes. Conclui-se que a iniciação científica se apresentou como um importante instrumento didático-pedagógico para o contato e experimentação dos alunos com a pesquisa acadêmica desde o ensino médio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Ferreira da Cruz, Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN)

Professor de Língua Portuguesa

Referências

BAUMGARTEN, M. Geopolítica do conhecimento e da informação: semiperiferia e estratégias de desenvolvimento. Liinc em Revista, Rio de Janeiro/RJ, v. 3, n. 1, p. 16-32, mar. 2007.

BIANCHETTI, L.; SILVA, E. L.; OLIVEIRA, A. A iniciação à pesquisa no Brasil: políticas de formação de jovens pesquisadores. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUL, 9., 2012. Caxias do Sul/RS. Anais. Caxias do Sul/RS: UCS, 2012. Disponível em: < http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/paper/viewFile/633/727>. Acesso em: 27 de mai. 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Conselho Nacional de Educação. Câmara Nacional de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília/DF: MEC, SEB, DICEI, 2013. 592 p.

________. Ministério da Educação. Secretaria Executiva. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrada ao Ensino Médio. Documento Base. Brasília/DF: MEC, 2007.

________. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara Nacional de Educação Básica. Resolução CNE/CEB nº 6, de 20 de setembro de 2012. Dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília/DF, n. 6, set. 2012. 12 p.

________. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília/DF, dez. 2008.

FAPESP. Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Pesquisadores brasileiros publicam 56% dos artigos científicos originados na América Latina. Boletim de Indicadores Fapesp de Ciência, Tecnologia e Inovação, n. 3, nov. 2011. Disponível em: < http://www.fapesp.br/indicadores/boletim3.pdf>. Acesso em: 27 de mai. 2015.

FAVA-DE-MORAIS, F.; FAVA, M. A iniciação científica: muitas vantagens e poucos riscos. São Paulo em Perspectiva, São Paulo/SP, v. 14, n. 1, jan./mar. 2000.

FERNANDES, F. C. M. Novo Design para a Rede Federal de Educação Tecnológica. Holos, Natal/RN, v. 3, p. 56-66, 2008.

GRÜMM, C. A. F.; VIEIRA, S. F.; BRITO, L. M. A iniciação científica no ensino médio integrado como possibilidade de uma prática integradora: estudo de caso através do resgaste da memória da vitivinicultura em Videira, Santa Catarina. In: COLÓQUIO NACIONAL – A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL, 2., 2013. Natal/RN. Anais. Natal/RN: IFRN, 2013.

PACHECO, E. (Org.). Institutos Federais: uma revolução na educação profissional e tecnológica. São Paulo/SP: Editora Moderna, 2011.

PEREIRA, L. A. C. A Rede Federal de Educação Tecnológica e o Desenvolvimento Local. 2003. 114 f. Dissertação (Mestrado em Planejamento Regional e Gestão de Cidades) – Universidade Cândido Mendes. Campos dos Goytacazes/RJ, 2003.

POSZTBIEGEL, L.; MATOS, R. P.; TEMOTEO, A. S.; OLIVEIRA, A. R.; CARMO, M. J. Importância da iniciação científica para discentes de instituições de ensino técnico e superior: um estudo de caso de Campus III do CEFET-MG. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA, 39., 2011. Blumenau/SC. Anais. Brasília/DF: ABENGE, 2011.

REALI, N. G. Diagnóstico escolar: implicações político-pedagógicas e questões metodológicas. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO, 4., 2011. Joaçaba/SC. Anais. Joaçaba/SC: Editora Unoesc, v. 1, n. 1, 2011. Disponível em: < http://editora.unoesc.edu.br/index.php/coloquiointernacional/article/view/1267>. Acesso em: 26 de mai. 2015.

SOUZA, E. A.; PENHA, L. S.; QUEIROZ, G. S.; SILVA, A. C. R.; MESQUITA, L. X.; PEREIRA, D. S. O Pensar Cientificamente no Ensino Técnico: Comissão de Co-Orientação Científica em Apicultura - CCoCAp, no IFRN - Campus Pau Dos Ferros. In: SEMINÁRIO BRASILEIRO DE PRÓPOLIS E PÓLEN, 2., 2013. Ilhéus/BA. Anais. Cruz das Almas/BA: Magistra, 2013.

Downloads

Publicado

17/12/2015

Como Citar

CRUZ, Carlos Eduardo Ferreira da; SOUZA, Eduardo Alves de; RÊGO, Ruam Carlos Damião Nogueira; AMORIM, Ana Beatriz Filgueira. ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA NOS CURSOS TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO DO IFRN CAMPUS PAU DOS FERROS: ESTUDO DE CASO DAS TURMAS 2012.1 (2012-2015). Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 2, n. 9, p. 32–40, 2015. DOI: 10.15628/rbept.2015.3548. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/3548. Acesso em: 20 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos Semelhantes

> >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.