A TI Verde enquanto elemento pedagógico para a formação humana integral: uma análise das perspectivas dos docentes do IFS Campus Socorro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2022.11463

Palavras-chave:

Educação Profissional e Tecnológica, Tecnologia da Informação, Educação Ambiental, Sustentabilidade Ambiental, Omnilateralidade

Resumo

Este artigo é derivado dos resultados da dissertação de mestrado intitulada “TI Verde na Educação Profissional e Tecnológica: um estudo de caso no Instituto Federal de Sergipe Campus Socorro”. Compreendendo que os conteúdos da Tecnologia da Informação (TI) Verde são compatíveis com a formação humana integral prevista nas bases conceituais da Educação Profissional e Tecnológica (EPT), este manuscrito buscou apresentar as percepções dos docentes do IFS Campus Socorro quanto à articulação da TI Verde em suas disciplinas. Mediante questionário semiaberto com posterior uso de análise de conteúdo (BARDIN, 2016) e estatística descritiva (REIS; REIS, 2002), esta investigação evidenciou a predominante mentalidade tecnicista que rege os professores pesquisados, tanto entre os que aplicam a TI Verde em sua docência como entre os que não o fazem, indo de encontro à omnilateralidade almejada na EPT.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lucas Antonio Feitosa de Jesus, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe Campus Socorro

Graduado em Licenciatura plena em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), especialista em Filosofia pela Faculdade Internacional Signorelli (FISIG) e mestre em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal de Sergipe (IFS). Possui experiência de atuação e pesquisa em Educação, Educação Profissional e Tecnológica, Metodologias de Ensino na Educação Profissional e Tecnológica, Educação Ambiental, Desenvolvimento Sustentável e Tecnologia da Informação Verde. Atualmente é funcionário público federal concursado pelo Instituto Federal de Sergipe (IFS), exercendo suas funções como técnico-administrativo em educação no IFS Campus Socorro.

José Osman dos Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe Campus Lagarto

Possui graduação em Física Licenciatura pela Universidade Federal de Sergipe (1998), mestrado em Física pela Universidade Federal de Sergipe (2001) e doutorado em Tecnologia Nuclear pela Universidade de São Paulo (2007).  Atualmente é professor efetivo do Instituto Federal de Sergipe. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Prop. Óticas e Espectrosc. da Mat. Condens; Outras Inter. da Mat. com Rad. e Part., atuando principalmente nos seguintes temas: ambiente, archaeometry, análise por ativação com neutrons, estatística multivariada e elementos traços, modelagem geoestatística. Também tem atuado em colaboração com pesquisadores para desenvolvimento de tecnologias correlacionadas com a área de Petroleo, Gás Natural, Biocombustível, Meio Ambiente e Sustentabilidade. É docente do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica do Instituto Federal de Sergipe.

Luiz Carlos Pereira Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe Campus Socorro

Doutor em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Sergipe; Mestre em Sistema e Computação pela Universidade Salvador. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) do Instituto Federal de Sergipe; Professor do curso de Manutenção e Suporte em Informática do Instituto Federal de Sergipe Campus Socorro.

Referências

ACAR, H. Software development methodology in a Green IT environment. 2017. Tese (Spécialité de doctorat: Informatique) – Université de Lyon, Lyon, 2017.

ANTUNES, R. Os Sentidos do Trabalho: Ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. 2. ed. São Paulo: Boitempo Editorial, 2009. 287 p.

ARAÚJO, M.I.O. Educação ambiental para professores. In: ARAÚJO, M.I.O. (Org.); SOARES, M.J.N. (Org.). Educação Ambiental: o construto de práticas pedagógicas. São Cristóvão: Editora UFS, 2012. 339 p. Apresentação, p. 7-12.

ARAÚJO, A.B.; SILVA, M.A. Ciência, Tecnologia e Sociedade; Trabalho e Educação: possibilidades de integração no currículo da Educação Profissional e Tecnológica. Revista Ensaio. Belo Horizonte, v. 14, n. 01, p. 99-112, jan./abr. 2012.

ARAÚJO, R.M.L.; FRIGOTTO, G. Práticas pedagógicas e ensino integrado. Revista Educação em Questão. Natal, v. 52, n. 38, p. 61 80, mai./ago. 2015.

BARBA, C.H.; CAVALARI, R.M.F. Contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica na Educação Ambiental: aspectos teórico-metodológicos. In: X SEMINÁRIO NACIONAL DO HISTEDBR. 2016. Anais... Campinas, 2016. 18p.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 3. reimp. 1. ed. São Paulo: Edições 70, 2016, 279p.

BRASIL. Lei n. 9.795 de 27 de abril de 1999. Diário Oficial da União. Brasília, 28 de abril de 1999.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução n. 2 de 15 de junho de 2012a. Diário Oficial da União. Brasília: 18 de junho de 2012.

BROOKS, S.; WANG, X.; SARKER, S. Unpacking Green IT: A review of the existing literature. In: PROCEEDINGS OS THE SIXTEENTH AMERICAS CONFERENCE ON INFORMATION SYSTEMS. 2010. Anais... Lima, 2010. 10p.

CHARLOT, B. Da relação com o saber às práticas educativas. 1. Ed. São Paulo: Cortez, 2013. 288p.

FRIGOTTO, G. Educação e Trabalho: bases para debater a Educação Profissional Emancipadora. Perspectiva. Florianópolis, v. 19, n. 1, p. 71-87, jan./jun. 2001.

FORTI, V.; BALDÉ, C.P.; KUEHR, R.; BELL, G. The Global e-Waste Monitor 2020: Quantities, flows and circular economy potential. Bonn / Geneva / Vienna: United Nation University / Information Telecommunication Union / International Solid Waste Association., 2020. 119p.

GARIGLIO, J.A.; BURNIER, S. Saberes da docência na Educação Profissional e Tecnológica. Educação em Revista. Belo Horizonte, v. 28, n. 1, p. 211-236, mar. 2012.

GERHARDT, T.E.; SILVEIRA, D.T.; Métodos de pesquisa. 1. ed. Porto Alegre: Editora UFRGS, 2009. 120 p.

IFS. Memorial de Gestão do Instituto Federal de Sergipe (2010 - 2018). Aracaju: Editora IFS, 2018. 190 p.

JESUS, L.A.F. Guia Didático para o Ensino de TI Verde: uma proposta integradora à luz da Pedagogia Histórico-Crítica. Aracaju: ProfEPT / Instituto Federal de Sergipe, 2020. 111 p.

JESUS, L.A.F.; NASCIMENTO, R.B.T. O enfoque CTSA na Educação Profissional e Tecnológica: contribuições teórico-metodológicas. Anais do XIII Colóquio Internacional “Educação e Contemporaneidade”. São Cristóvão, v. 13, n. 11, 19 p., set. 2019.

KUENZER, A.Z.; GRABOWSK, G. A produção do conhecimento no campo da educação profissional no regime de acumulação flexível. Revista Holos, Natal, v. 6, n. 10, p. 22-32, set. 2016.

LACERDA JÚNIOR, V.J.A. Educação Ambiental: concepções e formação continuada docente no CEFET-RS. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação Ambiental) – Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, 2008.

MARTINS, J.P.A.; SCHNETZLER, R.P. Formação de professores em educação ambiental crítica centrada na investigação-ação e na parceria colaborativa. Ciência & Educação. Bauru, v. 24, n. 3, p. 581-598, jul./set. 2018.

MELO, A.; WOLF, L. A pedagogia vai ao porão: notas críticas sobre as assim chamadas “Pedagogia Empresarial” e “Pedagogia Empreendedora”. Revista HISTEDBR. Campinas, n. 59, p. 191-203, out. 2014.

MORAIS, J.K.C.; SANTOS, M.G.M.; BRANDÃO, P.A.F.; O caminho dos professores na Educação Profissional: percepções sobre o sentido do trabalho e do trabalho docente. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, Natal, v. 1, n. 12, p. 96-110, jan./jun. 2017.

MURUGESAN, S. Making IT Green. IT Professional. Los Alamitos, v. 12, n. 2, p. 4-5, mar. 2010.

PAULA, J.L. Educação ambiental como elemento necessário à formação integral: trilhando caminhos possíveis na educação profissional. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Profissional) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.

PEREIRA, L.B.O.; OCTÁVIO, R.G.;. Possibilidade de uma Educação Ambiental no Ensino Técnico por um caminho inverso à operacionalização da ciência e ao desenvolvimento sustentável. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. Rio Grande, v. 33, n. 2, p. 227-246, mai./ago. 2016.

PRADO, F.C.O. Formação do técnico em informática sob os pilares da sustentabilidade. 2014. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável e Qualidade de Vida) – Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino, São João da Boa Vista, 2014.

RAMOS, M. Ensino médio integrado: ciência, trabalho e cultura na relação entre educação profissional e educação básica. In: MOLL, J. & cols (Org.). Educação Profissional e Tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010. 312 p. cap. 2, p. 42-57.

REIS, E.A.; REIS, I.A.; Análise Descritiva de Dados. 1. ed. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2002. 64 p. (Relatório Técnico do Departamento de Estatística da UFMG).

SANTOS, L.C.P. Resíduo eletrônico: perspectiva ambiental das ações na formação profissional no Instituto Federal de Sergipe. 2016. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.

Downloads

Publicado

23/03/2022

Como Citar

JESUS, L. A. F. de; SANTOS, J. O. dos; SANTOS, L. C. P. A TI Verde enquanto elemento pedagógico para a formação humana integral: uma análise das perspectivas dos docentes do IFS Campus Socorro. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 22, p. e11463, 2022. DOI: 10.15628/rbept.2022.11463. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/11463. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)