(IN) DISCIPLINA NO ENSINO MÉDIO INTEGRADO DO INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO: UM OLHAR PEDAGÓGICO SOBRE AS NORMAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2020.9650

Palavras-chave:

Normas disciplinares. Formação humana integral. Ensino médio integrado.

Resumo

 

Este artigo tem como objetivo analisar as contribuições das normas disciplinares para a formação humana integral dos discentes do ensino médio integrado ao técnico do Instituto Federal do Maranhão (IFMA). Para isso, realizou-se pesquisa documental sobre a Resolução Nº 0032/2009, que trata do uniforme escolar, e a Resolução Nº 009/2014, referente ao regimento disciplinar discente. A análise fundamentou-se essencialmente nos conceitos de Karl Marx e Friedrich Engels sobre omnilateralidade e politecnia, na ideia de escola unitária de Antonio Gramsci e na abordagem de Michel Foucault sobre disciplina, além de outros teóricos que com eles dialogam. Os resultados da pesquisa revelaram que as normas disciplinares discentes do IFMA não contribuem para a formação humana integral visto que têm caráter modelador de conduta, com ênfase na padronização, na vigília e na punição.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Hélis Regina de Sousa Costa, INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO

Técnica-Administrativa do Instituto Federal do Maranhão, mestranda do ProfEpt, especialista em Gestão e Supervisão Escolar e graduada em Pedagogia.

Paula Francineti de Araújo Tavares, Instituto Federal do Maranhão

Professora EBTT do Instituto Federal do Maranhão, Pós-Doutora em LInguística, Doutora em Linguística, Mestre em Linguística, Especialista em Linguística Aplicada ao Ensino de Português e graduada em Letras.

Referências

AQUINO, Júlio Groppa (org.). Indisciplina na escola: alternativas teóricas e práticas. 18. ed. São Paulo: Summus, 2016.

BRASIL. Lei Nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11892.htm. Acesso em: 09 dez. 2019.

______. Lei Nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/

ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 01 dez. 2019.

______. IFMA. Resolução Nº 032, de 03 de setembro de 2009. Aprova, ad referendum do Conselho Superior, as Normas Internas para uso de Uniforme escolar pelos alunos matriculados no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão. Disponível em:https://portal.ifma.edu.br /documentos/?categoria=1&busca=RESOLU. Acesso em: 01 dez. 2019.

______. IFMA. Resolução Nº 009, de 10 de fevereiro de 2014. Aprova, ad referendum ao Conselho Superior, alteração no Anexo da Resolução 126/2013, que trata do Regimento Disciplinar Discente do Instituto Federal, Ciência e Tecnologia do Maranhão. Disponível em:https://portal.ifma.edu.br/ documentos/?categoria=1& busca=RESOLU. Acesso em: 01 dez. 2019

______. IFMA. Resolução Nº 30, de 11 de junho de 2014. Dispõe acerca do Regimento Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão. Disponível em: https://portal.ifma.edu.br/documentos/ ?categoria=1&busca=RESOLU. Acesso em: 01 dez. 2019.

CIAVATTA, Maria. O ensino integrado, a politecnia e a educação omnilateral: por que lutamos? Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 23, n. 1, p. 187-205, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/ article/view/9303. Acesso em: 10 out. 2019.

DANTE, Henrique Moura. Ensino médio integrado: subsunção aos interesses do capital ou travessia para a formação humana integral? Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 705-720, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022013000300010 &script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 10 out. 2019.

DANTE, Henrique Moura; LIMA FILHO, Domingos Leite; SILVA, Mônica Ribeiro. Politecnia e formação integrada: confrontos conceituais, projetos políticos e contradições históricas da educação brasileira. Revista Brasileira de Educação, v. 20, n. 63, 2015. Disponível em: http://www.scielo.brn /scielo.php?pid=S1413-24782015000401057&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 08 set. 2019.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Petrópolis: Vozes, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

______. Educação e Mudança. São Paulo: Paz e Terra,1979.

GRAMSCI, Antonio. Caderno 12. Os intelectuais. O princípio educativo. In:______. Cadernos do Cárcere. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

LEITE, Priscila de Souza Chisté Leite. Contribuições do materialismo histórico dialético para pesquisas em Mestrados Profissionais na área de ensino de humanidades. CIAIQ. v. 1, p. 847-856, 2017. Disponível em: https://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2017/Article/view/1405/1362.

Acesso em: 28 out. 2019.

LUDKE, Menga; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2 ed. Rio de Janeiro: E.P.U., 2018.

MACÊDO, Francisco Cristiano da Silva; EVANGERLANDY, Gomes Macêdo. Pesquisa: passo a passo para a elaboração de trabalhos científicos. Teresina: Macêdo, F.C.S., 2018.

MANACORDA, Mario Alighiero. Marx e a pedagogia moderna. São Paulo: Alínea, 2007.

MARX, Karl. Instruções para os Delegados do Conselho Geral provisório: as diferentes questões. 1866. Editorial “Avante!”, 1982. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/marx/1866/08/instrucoes.htm. Acesso em: 02 dez. 2019.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Histórico. Rede Federal, 2016. Disponível em: http://redefederal.mec.gov.br/historico. Acesso em: 02 dez. 2019.

PERCÍLIA, Eliene. Uniforme Escolar. Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/volta-as-aulas/uniforme-escolar.htm. Acesso em: 02 dez. 2019.

RAMOS, Marise Nogueira. História e política da educação profissional. Curitiba: Instituto Federal do Paraná, 2014. (Coleção Formação Pedagógica, v. 5). Disponível em: https://curitiba.ifpr.edu.br/wp-content/uploads /2016/05/Hist%C3%B3ria-e-pol%C3%ADtica-da-educa%C3%A7%C3%A3o-profissional.pdf. Acesso em: 10 set. 2018

REBELO, Rosana Aparecida Argento. Indisciplina escolar: causas e sujeitos. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

SAVIANI, Demerval. Pedagogia Histórico-Crítica. 11. ed. São Paulo: Autores Associados, 2013.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 24 ed. São Paulo: Cortez, 2016.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Indisciplina e disciplina escolar: fundamentos para o trabalho docente. São Paulo: Cortez, 2009.

Downloads

Publicado

21/04/2020

Como Citar

COSTA, H. R. de S.; TAVARES, P. F. de A. (IN) DISCIPLINA NO ENSINO MÉDIO INTEGRADO DO INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO: UM OLHAR PEDAGÓGICO SOBRE AS NORMAS. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 2, n. 19, p. e9650, 2020. DOI: 10.15628/rbept.2020.9650. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/9650. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS