EMPREGO DA METODOLOGIA ATIVA MAP NA CONSTRUÇÃO DO APARATO EXPERIMENTAL DE VISUALIZAÇÃO DE FLUXO EM ÁGUA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2020.9246

Palavras-chave:

Educação Profissional e Tecnológica

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo relatar a aplicação da Metodologia Ativa - Modelo de Aula Prática (MAP) em uma turma do curso técnico do nível subsequente em mecânica, na construção coletiva do aparato experimental de visualização do tipo de fluxo em água. A proposta do MAP é auxiliar os docentes e orientar os discentes no desenvolvimento das aulas práticas de forma independente e autônoma. O MAP foi empregado na componente curricular Projeto Integrador, cujo momento é o de reforçar aprendizagem que o discente obteve nos componentes curriculares já vistos, como também oportunizar o trabalho em equipe. Com isso, pode o discente desenvolver a trajetória acadêmica de modo mais apropriado à natureza de sua formação, vivenciando experiências imbricadas na significância de sua aprendizagem e a propriedade de se ocupar do compliance officer adequado a sua formação, com a proposta de interagir à realidade de seu dia a dia na atividade laboral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Francisco do Carmo, Instituto Federal Catarinense

Professor do Ensino Básico Técnico e Tecnologico

Inge Renate Fröse Suhr, Instituto Federal Catarinense

Professora de Pedagogia - Coordenadora do Curso Stricto Sensu de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica

Referências

BORGES, M. C.; CHACHÁ, S. G. F.; QUINTANA, S. M.; FREITAS, L. C. C.; RODRIGUES, M. L. V. Aprendizado baseado em problemas. Rev. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e do Hospital das Clínicas da FMRP, n.47, 2014.

BORGES, T. S.; ALENCAR, G. Metodologias ativas na promoção da formação crítica do estudante: o uso das metodologias ativas como recurso didático na formação crítica do estudante do ensino superior. Cairu em Revista, Ano 03, n° 04, Jul/Ago, p. 1 19-143, 2014.

BRASIL. Decreto Nº 2.208, de 17 de abril de 1997. Regulamenta o § 2 º do art. 36 e os arts. 39 a 42 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1997. Disponível em: < https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=58C28967B18BC95534748230382E9775.proposicoesWebExterno2?codteor=106035&filename=LegislacaoCitada+-PL+7375/2002>. Acesso em 05 de maio de 2019.

BRASIL. Decreto Nº 5.154, de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2 º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 2004. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Decreto/D5154.htm>. Acesso em 05 de maio de 2019.

BRASIL. Lei 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, 2008.

BRASIL. Lei nº 11.741, de 16 de julho de 2008. Altera dispositivos da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para redimensionar, institucionalizar e integrar as ações da educação profissional técnica de nível médio, da educação de jovens e adultos e da educação profissional e tecnológica. Brasília, 2008.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Conselho Nacional da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. – Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013.

BRUYNE, P.; HERMAN, J.; SCHOUTHEETE, M. Dinâmica da pesquisa em ciências sociais: os polos da prática metodológica. Rio de Janeiro: Ed. Francisco Alves, 1977.

CARMO, P. F. Proposta de modelo de aula prática para o curso técnico subsequente em mecânica com ênfase no ensino/aprendizagem. Concurso EPT na CPLP – Ideias inovadoras em educação e trabalho. SETEC/CPLP/CONIF, Edital nº 02/2017. Brasília, 2018.

CARNETI, L. A. B.; NAPP, C. Relação teoria e prática no curso técnico em agropecuária do IFRS – Campus Sertão. Seminário Regional e Fórum de Educação do Campo. I Seminário Regional de Educação do CAMPO – 2013. SIDFEDOC 2013. Santa Maria. Rio Grande do Sul, 2013.

CIAVATTA, M. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (orgs). Ensino Médio Integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

COSTA, R. K. S.; MIRANDA, F. A. N. Formação profissional no SUS: oportunidades de mudanças na perspectiva da estratégia de saúde da família. Trab. educ. saúde, Rio de Janeiro, v.6, n. 3, p. 503-518, 2008.

IFC – Instituto Federal Catarinense. Projeto Pedagógico de Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Mecânica Subsequente Ao Ensino Médio. Blumenau, julho de 2017.

LIBÂNEO, J. C. Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Alternativa, 2013.

MASETTO, M. T. Didática: A Aula como Centro. São Paulo: FTD, 1996.

MELO, B. C.; SANT’ANNA, G. A prática da Metodologia Ativa: compreensão dos discentes enquanto autores do processo ensino aprendizagem. Com. Ciências Saúde. v.23, n.4, p.327-339, 2012.

MOREIRA, J. R.; RIBEIRO, J. B. Prática pedagógica baseada em metodologia ativa: aprendizagem sob a perspectiva do letramento informacional para o ensino na educação profissional. Periódico Científico Outras Palavras, volume 12, número 2, ano 2016.

RAMOS, M. Concepção do ensino médio integrado. In: SEMINÁRIO SOBRE ENSINO MÉDIO, 2008. Secretaria de Educação do Pará. 08-09 maio 2008. Disponível em: <https://tecnicadmiwj.files.wordpress.com/2008/09/texto-concepcao-do-ensino-medio-integrado-marise-ramos1.pdf >. Acesso em 01 de julho de 2018.

SAGAH – Soluções educacionais para ensino superior. Metodologia ativa: o que é e quais as diferenças com o método tradicional de ensino. Disponível em <https://sagah.com.br/noticias/metodologia-ativa-sagah/> . Acesso em 01 de maio de 2019.

SAVIANI, D. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, 12(34), 152-165. 2007.

VASCONCELLOS, C. S. Construção do conhecimento em sala de aula. 2ª ed. São Paulo: Libertad, 2005. [Cadernos Pedagógicos do Libertad; 2].

VERGARA, S. C. Projetos e relatóri

os de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 2003.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Downloads

Publicado

22/03/2020

Como Citar

CARMO, Paulo Francisco do; SUHR, Inge Renate Fröse. EMPREGO DA METODOLOGIA ATIVA MAP NA CONSTRUÇÃO DO APARATO EXPERIMENTAL DE VISUALIZAÇÃO DE FLUXO EM ÁGUA. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 18, p. e9246, 2020. DOI: 10.15628/rbept.2020.9246. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/9246. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos Semelhantes

> >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.