O PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL (PPI) DO IFSC 2015-2018: UMA ANÁLISE ENTRE O PROCLAMADO E O REALIZADO, A PARTIR DA SUA CONCEPÇÃO EDUCATIVA HISTÓRICO-CRÍTICA, DEMOCRÁTICA E EMANCIPADORA.

Autores

  • Evandro Belmiro da Silva Instituto Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica de Santa Catarina (IFSC). Câmpus Florianópolis.
  • Adriano Larentes da Silva Instituto Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica de Santa Catarina (IFSC). Câmpus Florianópolis. http://orcid.org/0000-0002-3604-5281

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2020.8755

Palavras-chave:

Projeto Pedagógico Institucional, Ensino Médio Integrado, Concepção Histórico Crítica.

Resumo

A Lei n.º 13.415/2017, sobre a Reforma do Ensino Médio, apresenta-se como uma ameaça ao projeto educativo do Ensino Médio Integrado (EMI). No presente artigo, com foco na análise do Projeto Pedagógico Institucional (PPI), busca-se compreender a materialidade das contradições, por meio do discurso textual, entre o proclamado e o realizado, tendo como referência a concepção histórico-crítica. Para isso, faz-se uso dos recursos da análise documental e pesquisa bibliográfica, com abordagem no materialismo histórico dialético. Por fim, a partir da análise dos projetos dos cursos técnicos de nível médio, na sua forma integrada, constata-se evidências preliminares do distanciamento entre a concepção educativa institucional e os projetos de curso do EMI, o que ajuda a compreender os limites de uma resistência da comunidade acadêmica frente a atual Reforma do Ensino Médio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Evandro Belmiro da Silva, Instituto Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica de Santa Catarina (IFSC). Câmpus Florianópolis.

Graduado em Licenciatura em Pedagogia Anos Iniciais, com habilitação em Supervisão Escolar pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007).

Adriano Larentes da Silva, Instituto Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica de Santa Catarina (IFSC). Câmpus Florianópolis.

ós-doutor em Educação pela Universidade Nacional Autônoma do México e em Políticas Públicas e Formação Humana pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Doutor em História pela Universidade Federal de Santa Catarina e professor do Instituto Federal de Educação de Santa Catarina, Campus Chapecó. Entre suas áreas de atuação como docente e pesquisador estão o Currículo Integrado, a Educação de Jovens e Adultos, a Educação Profissional e as Políticas Públicas. É professor do mestrado PROFEPT/IFSC, onde leciona os componentes curriculares Bases Conceituais em EPT e Currículo e Formação Integrada. Também é líder do Grupo de Estudo e Pesquisa em Currículo Integrado do IFSC, Câmpus Chapecó.

Referências

AGNE, Sandra et. at. Aparecida Antonini. Currículo Integrado: uma análise a partir dos projetos dos cursos ofertados pelo Instituto Federal de Santa Catarina. In: V Seminário Internacional sobre Formação Docente, Curitiba, 2015.

ARAÚJO, R. M. L.; RODRIGUES, D. S. Referências sobre práticas formativas em Educação Profissional: o velho travestido de novo ante o efetivamente novo. Bole#m Técnico do Senac, Rio de Janeiro, v.36, n.2, maio/ago. 2010. Disponível em:

hIp://www.senac.br/bts/362/ar;go4.pdf .

BOWE, R.; BALL, S. Reforming education and changing schools: case studies in policy sociology. London: Routledge, 1992.

BRASIL. Decreto nº. 5.154/2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5154.htm>. Acesso em: 10 nov. 2017.

BRASIL. Lei n.º 11.892/2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm>. Acesso em: 10 nov. 2017.

BRASIL. Lei n.º 13.415/2017. Altera as Leis nos 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e o Decreto-Lei no 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei no 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/L13415.htm>. Acesso em: 10 nov. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Conselho Nacional da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Profissional Técnica de Nível Médio. PARECER CNE/CEB Nº: 11/2012 Brasília.

BRASIL. Lei n.º 11.892/2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm>. Acesso em: 10 nov. 2017.

CAMPOS, Roselane F.; GARCIA, Rosalba Maria C.; SHIROMA, Eneida O. Decifrar textos para compreender a política: subsídios teórico-metodológicos para análise de documentos. Revista PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 23, n. 02, p. 427-446, jul./dez. 2005.

CIAVATTA, Maria. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. Trabalho Necessário, v.3, n.3, 2005. Disponível em: <http://www.uff.br/trabalhonecessario/images/TN_03/TN3_CIAVATTA.pdf>. Acesso em: 10 nov. 2017.

COELHO, Juçara Eller. A desvinculação dos ensinos médio e técnico na escola técnica federal de Santa Catarina – unidade Florianópolis – a partir do decreto n.º 2208/97 (1997-2004), campus Florianópolis, 2012.

FRIGOTTO. Revista Trabalho Necessário. A produtividade da escola improdutiva 30 anos depois: regressão social e hegemonia às avessas. Ano 13, número 20 – 2015. Disponível em: <http://www.uff.br/trabalhonecessario/images/TN_20/10_frigotto.pdf>. Acesso em: 22 mai. 2018.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere, caderno 13. O Príncipe Moderno. Rio de Janeiro; Ed. Civilização Brasileira, 2002.

_____. Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1982.

GUEDES, Thais. As propostas de formação dos trabalhadores no ensino técnico subsequente: projetos pedagógicos dos cursos do IFSC, campus Florianópolis, 2016.

IFSC. Minuta do Projeto Pedagógico Institucional. Florianópolis, 2013. Disponível em: <http://pdi.ifsc.edu.br/files/2013/08>. Acesso em: 29 mar. 2018.

IFSC. Ata da Assembleia Geral para apreciação do PPI. Florianópolis, 2018. Disponível em: <http://cs.ifsc.edu.br>. Acesso em: 08 jun. 2018.

IFSC. Diretoria de Ensino. Relatório de inconsistências frequentes na criação/alteração de PPCs do IFSC. Mensagem recebida por em: 15 mar 2018.

IFSC. Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão. Disponível em: <http://pdi.ifsc.edu.br/files/2013/08>. Acesso em: 08 jun. 2018.

ILLICH, Ivan. Por que devemos desinstalar a escola. Sociedade sem escolas: trad. de Lúcia MathildeEndlich Orth. Petrópolis, Vozes, 1985.

KONDER, Leandro. O que é dialética. São Paulo: Brasiliense, 2008. Disponível em: ‹›. Acesso em:<http://afoiceeomartelo.com.br/posfsa/Autores/Konder,%20Leandro/O%20que%20e%20dialetica.pdf>. Acesso em: 02 jun. 2019.

NOGUEIRA, Cláudio Marques Martins; NOGUEIRA, Maria Alice. A Sociologia da Educação de Pierre Bourdieu: limites e contribuições. Revista Educação & Sociedade, ano XXIII, nº 78, Abril/2002

RAMOS, Marise. Trabalho, educação e correntes pedagógicas no Brasil: um estudo a partir da formação dos trabalhadores técnicos da saúde. Rio de Janeiro: EPSJV, UFRJ 2010. 290 p.

RAMOS, Marise. Concepção do Ensino médio integrado. Pará, Secretaria de Estado da Educação, 2008. Disponível em: <http://www.iiep.org.br/curriculo_integrado.pdf> . Acesso em: 10 nov. 2017.

RAMOS, Marise. Ensino Médio Integrado: lutas históricas e resistências em tempos de regressão. In: Ensino médio integrado no Brasil: fundamentos, práticas e desafios / – Brasília: Ed. IFB, 2017. Disponível em: ‹http://forum.anped.org.br/sites/default/files/images/livro_completo_ensino_medio_integrado_-_13_10_2017.pdf›. Acesso em: 02 jun. 2019.

RAMOS, Marise; CIAVATTA, Maria. A “era das diretrizes”: a disputa pelo projeto de educação dos mais pobres. Revista Brasileira de Educação v. 17 n. 49 jan.-abr. 2012.

RODRÍGUEZ, Margarita Victoria. Pesquisa Social – contribuições do método materialista histórico-dialético. In: DA CUNHA, Célio; DE SOUSA, José Vieira; DA SILVA, Maria Abádia (org.). O método dialético na pesquisa em educação. Campinas: Autores Associados, 2014.

SIMÕES, Carlos Artexes. Educação técnica e escolarização de jovens trabalhadores. In: MOLL, Jaqueline. Educação profissional e tecnológica no Brasil Contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010.

SAVIANI, Dermeval. ORIGEM E DESENVOLVIMENTO DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA. Disponível em: < https://www.ifch.unicamp.br/formulario_cemarx/selecao/2012/trabalhos/Demerval%20Saviani.pdf>. Acesso em: 22 mai. 2018.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações/Dermeval Saviani. 11.ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2011. — (Coleção educação contemporânea).

VASCONCELLOS, Celso dos S. Planejamento: projeto de ensino-aprendizagem e projeto político-pedagógico. 4ª. Parte PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO. Disponível em: <http://moodle.educacao.rs.gov.br/pluginfile.php/20346/mod_resource/content/1/Projeto_Politico_Pedagogico%20Vasconcellos.pdf>. Acesso em: 22 mai. 2018.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto político-pedagógico: novas trilhas para a escola. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro; FONSECA, Marília (orgs.). As dimensões do projeto político-pedagógico: Novos desafios para a escola. - Campinas, SP: Papirus, 2001. - (Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico).

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político-Pedagógico e gestão democrática. Novos marcos para a educação de qualidade. Disponível em: <http://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde/article/viewFile/109/298>. Acesso em: 22 mai. 2018.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DA ESCOLA: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA. Disponível em: <http://pep.ifsp.edu.br/wp-content/uploads/2015/01/PPP-uma-constru%C3%A7%C3%A3o-coletiva.pdf>. Acesso em: 22 mai. 2018.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro; FONSECA, Marília (orgs.). As dimensões do projeto político-pedag´gocio. Campinas, SP: Papirus, 2001. 5ª edição. Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro; RESENDE, Lúcia Maria Gonçalves (orgs.). Escola: Espaço do projeto político-pedagógico. Campinas, SP: Papirus, 1998. Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico.

Downloads

Publicado

2020-04-03

Como Citar

SILVA, E. B. da; SILVA, A. L. da. O PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL (PPI) DO IFSC 2015-2018: UMA ANÁLISE ENTRE O PROCLAMADO E O REALIZADO, A PARTIR DA SUA CONCEPÇÃO EDUCATIVA HISTÓRICO-CRÍTICA, DEMOCRÁTICA E EMANCIPADORA. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 18, p. e8755, 2020. DOI: 10.15628/rbept.2020.8755. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/8755. Acesso em: 2 jul. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS