O CENTRO DE ENSINO DE 2º GRAU PROFESSOR ANÍSIO TEIXEIRA (1974-1985): NOTAS HISTÓRICAS E PEDAGÓGICAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2018.7274

Palavras-chave:

História, Ensino Técnico Profissionalizante de 2º Grau, Lei Nº 5.692/1971, Educação Profissional.

Resumo

O presente artigo é um recorte da dissertação de mestrado em educação, desenvolvida e defendida em 2017, no Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (PPGEP-IFRN). Este escrito discorrerá sobre a História do Centro de Ensino de 2º Grau Professor Anísio Teixeira, com recorte temporal (1974-1985), objetivando reconstruir a história dessa instituição escolar de referência à época, no que tange a oferta de ensino técnico profissionalizante para os filhos da classe-que-vive-do-trabalho, com cursos na área de Administração e Contabilidade para abastecer o mercado de trabalho da cidade de Natal-RN. Para a construção desse texto, utilizou-se a pesquisa qualitativa com abordagem histórica, tendo por base levantamentos bibliográficos e documentais nos arquivos da Escola, com destaque para a implementação da Lei Nº 5.692/1971.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Antonio Max Ferreira Costa, IFRN

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional (PPGEP-IFRN), linha de Pesquisa Formação Docente e Práticas Pedagógicas; Professor da rede pública de ensino estadual do RN e da cidade do Natal.

Referências

ANTUNES, R. Os Sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 2009.

BRASIL. Lei n. 5.692, de 11 de Agosto de 1971. Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, 1971. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5692.htm>. Acesso em: 24 de mai. 2015.

_______. Lei n. 9.394, de 20 de Dezembro de 1996. Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 24 de mai. 2015.

_______. Ministério da Educação. Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrada ao Ensino Médio: Documento Base. Brasília: MEC, 2007. Disponível em:< http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/documento_base.pdf>. Acesso em: 09 de jun. 2016.

BREMER, M. A. de S.; KUENZER, A. Z. ENSINO MÉDIO INTEGRADO: UMA HISTÓRIA DE CONTRADIÇÕES. IX ANPED SUL. Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul. 2012. Disponível em:<http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/paper/viewFile/2217/208>. Acesso em 12 de mai. 2015.

CASTRO, A. D. de; CARVALHO, A. M. P. de. Ensinar a ensinar: didática para a escola fundamental e média. São Paulo: Pioneira, 2001.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria e Educação, Porto Alegre, n.1, p.177-229, 1990.

CIAVATTA, M.; RAMOS, M. A "era das diretrizes": a disputa pelo projeto de educação dos mais pobres. Revista Brasileira de Educação [online]. 2012, vol.17, n.49, pp. 11-37. ISSN 1413-2478. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782012000100002>. Acesso em: 20 de abr. 2015.

_______. A formação integral: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. N. Ensino médio integrado: comparação e contradições. São Paulo: Cortez, 2005, p. 85-105.

CUNHA, L. A. O ensino profissional na irradiação do industrialismo. São Paulo: Unesp, 2005.

ENGELS, F. O capital de Karl Marx: 13 de março de 1868. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/marx/1868/03/28-ga.htm>. Acesso em: 19 de mar. 2016.

FAHEINA, E. F. A. A racionalização do trabalho pedagógico e o uso de recursos audiovisuais na educação: um olhar sobre a pedagogia tecnicista no Brasil. Revista Histedbr On-line. Campinas, n.43, p.92-102, set. 2011.

FARIA FILHO, L. M. et al. A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na história da educação brasileira. Revista Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 30, n. 1, p.139-159, jan./abr. 2004.

FIRTH, R. Symbols, public and private. Londres: Routledge Revivals, 1973.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, P. ; SHOR, I. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. 10. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1986.

FRIGOTTO, G. A relação da educação profissional e tecnológica com a universalização da educação básica. In: MOLL, Jaqueline. Educação Profissional e Tecnológica no Brasil Contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010.

GERMANO, J. W. Estado militar e educação no Brasil (1964-1985). 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

HOBSBAWM, E. ; RANGER, T. A invenção das tradições. São Paulo: Paz e Terra, 1984.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, n.1, p.09-43, jan./jun. 2001.

LAGO, L. A. C. do. Milagre econômico brasileiro. Disponível em:< http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/milagre-economico-brasileiro>. Acesso em: 24 de jul. 2016.

LIMA, B.; KONRAD, D. A. O “milagre econômico brasileiro” e sua relação com a criação do distrito industrial de Santa Maria – RS. Disponível em: < http://www.snh2013.anpuh.org/resources/anais/27/1364931647_ARQUIVO_2013ANPUH-BrunaLimaeDiorgeAlcenoKonrad.pdf>. Acesso em 03 de mai. 2018.

MACHADO, L. Ensino médio e técnico com currículos integrados: proposta de ação didática para uma relação não fantasiosa. In: MOLL, Jaqueline. Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010, p. 80-95.

MAGALHÃES, J. Contributo para a história das instituições educativas: entre a memória e o arquivo. Braga: Universidade do Minho. 1996.

_______. Tecendo nexos: história das instituições educativas. Bragança Paulista-SP: Editora Universitária São Francisco, 2004.

MANACORDA, M. A. História da educação: da antiguidade aos novos dias. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

MELO, F. E. de; TOLEDO, E. T. O ensino de estudos sociais, ECM e OSPB e a ressignificação da cultura cívica nacional nas práticas escolares em escolas de Fortaleza durante o regime militar. ANPUH – XXIII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA – Londrina, 2005. Disponível em:< http://anais.anpuh.org/wp-content/uploads/mp/pdf/ANPUH.S23.0393.pdf>. Acesso em: 25 de mar. 2016.

MOURA, D. H. Ensino médio e educação profissional: dualidade histórica e possibilidade de integração. In: MOLL, Jaqueline. Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010, p. 58-79.

NETO, N. N. G. Exército industrial de reserva: conceito e mensuração. 2013. 126f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicada. Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Econômico, Curitiba, 2013.

NOSELLA, P. ; BUFFA, E. Instituições escolares: por que e como pesquisar. Campinas-SP: Alínea, 2010.

NUNES, C. Anísio Teixeira entre nós: a defesa da educação como direito de todos. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/es/v21n73/4203.pdf>. Acesso em: 03 de mai. 2018.

PROJETO Político Pedagógico da Escola Estadual Professor Anísio Teixeira. Natal: SEECD, 2015. (Digitado).

RAMOS, M. Ensino médio integrado: ciência, trabalho e cultura na relação entre educação profissional e educação técnica. In: MOLL, Jaqueline. Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010, p. 42-57.

SAVIANI, D. As concepções pedagógicas na história da educação brasileira. Campinas, 2005. Disponível em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/navegando/artigos_pdf/Dermeval_Saviani_artigo.pdf>. Acesso em: 19 de mar. 2016.

SILVA, C. M. C. de S. História das práticas pedagógicas e cultura escolar do Colégio Salesiano Santa Teresa, Corumbá-MS (1972-1987). 2009. 179f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação, Campinas, 2009.

SILVA, L. P. L. de O. e. A legislação educacional: estabelecendo diferenças entre a lei da reforma do ensino de 1º e 2º graus nº. 5.692/71 e a lei de diretrizes e bases da educação nacional nº. 9.394/96. 2007. 145f.

Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba. Faculdade de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Educação, Piracicaba-SP, 2007.

SILVA, M. da G. de S. Escola para os filhos dos outros: trajetória histórica da Escola Industrial de Natal (1942-1968). 2012. 225f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Centro de Educação. Programa de Pós-graduação em Educação, Natal, 2012.

SKINNER, B. F. Tecnologia do ensino. Tradução de Rodolpho Azzi. São Paulo: Herder, Ed. da Universidade São Paulo, 1972.

________. Sobre o behaviorismo. Tradução de M. P. Villa lobos. São Paulo: Cultrix, 2006. (Trabalho original publicado em 1974).

Downloads

Publicado

26/08/2018

Como Citar

COSTA, A. M. F.; NASCIMENTO, J. M. O CENTRO DE ENSINO DE 2º GRAU PROFESSOR ANÍSIO TEIXEIRA (1974-1985): NOTAS HISTÓRICAS E PEDAGÓGICAS. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 2, n. 15, p. e7274, 2018. DOI: 10.15628/rbept.2018.7274. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/7274. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)