INTEGRAÇÃO CURRICULAR NO ENSINO MÉDIO INTEGRADO À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA: A PERCEPÇÃO DOS EDUCANDOS DO CURSO TÉCNICO EM VESTUÁRIO DO IFUL/CaVG

Viviane Aquino Zitzke, Patrícia Mendes Calixto

Resumo


O artigo apresenta a percepção dos educandos formandos do Curso Técnico em Vestuário, na forma de ensino integrado, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSUL), campus Pelotas – Visconde da Graça (CaVG), quando arguidos sobre a integração curricular. Os sujeitos da pesquisa foram 8 educandos do curso em estudo. A abordagem metodológica caracteriza-se por uma pesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso, e utilizou questionário misto para a coleta das informações junto aos educandos. O referencial teórico do estudo está embasado em Ramos (2008; 2011), Fazenda (2011) e Machado (2006) e legislação pertinente. Com relação à existência da integração das disciplinas da formação geral com as da formação profissional, os resultados apontaram que a realização de trabalhos desenvolvidos em sala de aula, se mostrou uma metodologia viável para a articulação de conteúdos.


Palavras-chave


Integração Curricular; Ensino Médio Integrado à Educação Profissional Técnica; Educandos; Curso Técnico em Vestuário.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNEZ, José Leonel da Luz. CAVG: história de um patronato. Pelotas: Ed. Universitária/UFPEL, 1996.

______. CaVG - uma escola: olhar de aluno. Pelotas: IFSUL, 2016.

ARAUJO, Ronaldo Marcos de Lima. Práticas pedagógicas e ensino integrado. In: 36ª Reunião Anual da ANPED - Sistema Nacional de Educação e Participação Popular: desafios para as políticas educacionais. Goiânia/GO, 2013.

BRASIL. Decreto nº 2.208, de 17 de abril de 1997. Regulamenta o § 2ºdo art. 36 e os arts. 39 a 42 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Revogado pelo Decreto nº 5.154, de 2004. Disponível em: . Acesso em 18 jul. 2016.

______. Decreto nº 5.154 de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 1 jun. 2016.

______. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.

Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2016.

______. Lei nº 11.741, de 16 de julho de 2008. Altera dispositivos da Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para redimensionar, institucionalizar e integrar as ações da educação profissional técnica de nível médio, da educação de jovens e adultos e da educação profissional e tecnológica. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2016.

______. Lei nº 11.892 de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, 2008. Disponível em:. Acesso em: 30 jun. 2016.

______. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis nos 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1 de maio de 1943, e o Decreto-Lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Disponível em: . Acesso em: 6 mar. 2017.

______. MEC. CNE. CEB. Resolução nº 2, de 30 de janeiro 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM). Disponível em: . Acesso: em 27 maio 2016.

______. MEC. CNE. CEB. Resolução nº 6, de 20 de setembro de 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio (DCNEPTNM). Disponível em: . Acesso em: 27 maio 2016.

______. MEC. SETEC. Educação profissional técnica de nível médio integrada ao ensino médio - documento base. 2007. Disponível em: . Acesso em 9 ago. 2016.

______. MEC. SETEC. Um novo modelo em educação profissional e tecnológica: concepções e diretrizes. 2010. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2016.

______. MEC. SETEC. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica. v. 2, n. 2, nov. 2009. Brasília. Disponível em: . Acesso em: 22 ago. 2016.

______. MEC. SETEC. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica. v. 1, n. 1, jun. 2008. Brasília. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2016.

______. MS. CNS. Resolução 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprovar as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Disponível em: . Acesso em: 4 nov. 2017.

______. MS. CNS. Resolução 510, de 7 de abril de 2016. Dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais cujos procedimentos metodológicos envolvam a utilização de dados diretamente obtidos com os participantes ou de informações identificáveis ou que possam acarretar riscos maiores do que os existentes na vida cotidiana, na forma definida nesta Resolução. Disponível em: . Acesso em: 4 nov. 2017.

CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. Ensino médio e educação profissional no Brasil: dualidade e fragmentação. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 5, n. 8, p. 27-41, jan./jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 16 jan. 2017.

FAZENDA, Ivani Catarina A.(Org.). Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. 6 ed. São Paulo: Loyola, 2011. Disponível em: . Acesso em: 30 maio 2016.

FERREIRA, Eliza Bartolozzi; GARCIA, Sandra R. de Oliveira. O ensino médio integrado à educação profissional: um projeto em construção nos estado do Espírito Santo e do Paraná. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M.(Orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2012, p. 149-174.

FRIGOTTO, G. A relação da Educação Profissional e tecnológica com a universalização da Educação Básica. Educação & Sociedade. Campinas, v. 28, n. 100 (Especial), p. 1129-1152, out. 2007. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2016.

FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M.(Orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2012.

MACHADO, Lucília. Ensino Médio e Ensino Técnico com currículos integrados: proposta de ação didática para uma relação não fantasiosa. In: BRASIL. MEC. Ensino Médio Integrado à Educação Profissional. Rio de Janeiro, boletim 7, p. 51-68, maio-jun. 2006. Ministério da Educação. Secretaria da Educação a Distância. TVEscola, Salto para o Futuro. Disponível em: . Acesso em: 6 jul. 2016.

MOURA, Henrique Dante. A organização curricular do ensino médio integrado a partir do eixo estruturante: trabalho, ciência, tecnologia e cultura. Revista LABOR. v.1, n. 7, p. 1-19. 2012. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2016.

______. Fundamentos e Diretrizes Curriculares para o Ensino Médio Integrado no Brasil e no Paraná. Entrevista [2010]. Entrevistador: Suyanne Tolentino. Curitiba, 2010, 3ª parte, 14:16min. Entrevista concedida à TV Paulo Freire. Programa Nós da Educação. Publicado em 7 de ago de 2014. Disponível em: . Acesso em 26 nov. 2017.

NÓVOA, António. Professores imagens do futuro presente. Lisboa: EDUCA. 2009. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2017.

PACHECO, Eliezer (Org.). Institutos Federais: uma revolução na educação profissional e tecnológica. Brasília/ São Paulo: Santillana/Moderna, 2011. Disponível em: . Acesso em: 07 maio 2016.

RAMOS, Marise. Possibilidades e desafios na organização do currículo integrado. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M.(Orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2012, p. 107-128.

______. O currículo para o ensino médio em suas diferentes modalidades: concepções, propostas e problemas. Educação e Sociedade. Campinas, v. 32, n. 116, p. 771-788, jul.- set. 2011. Disponível em: . Acesso em: 30 maio 2016.

______. Concepção do ensino médio integrado. 2008. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2016.

REGATTIERI, Marilza; CASTRO, Jane Margareth (Orgs.). Ensino médio e educação profissional: desafios da integração. 2. ed. Brasília: UNESCO, 2010. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2016.

SACRISTÁN, José Gimeno (org.). Saberes e incertezas sobre o currículo. Porto Alegre: Penso, 2013.

TRIVIÑOS, Augusto N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

YIN, Robert K. Estudo de Caso: planejamento e métodos. 4 ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.




DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2018.7474

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

RBEPTISSN 2447-1801 (Eletrônico)

Indexação: Latindex - DOAJIresie - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa - BBE – Bibliografia Brasileira de Educação – (Brasil-Cibec/Inep/MEC)  - ERIH PLUS – European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences - Sistema eletrônico de editoração de revistas do IBICT - OasisBr - Portal de Periódicos CAPES/MEC - Diadorim - Sumários.org - LivRe - Catálogo de Periódicos de Livre Acesso - CrossRef -  Google Scholar - WorldCat - Airiti Library - MIAR - Information Matrix for the Analysis of Journals - International Institute of Organized Research (I2OR) - LatinREV - Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades - Publons - Citefactor - Scientific Indexing Services (SIS) 

Siga a RBEPT: