VALORIZAR A EXPERIÊNCIA DE VIDA E DE TRABALHO NA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO – BREVES SUBSÍDIOS AO DEBATE

Rosanna Barros

Resumo


Este artigo , de caráter ensaístico, procura convocar breves diacríticas inerentes à corrente das histórias de vida nas ciências da educação e formação, para melhor equacionar o papel da experiência de vida e de trabalho no âmbito dos processos educacionais que envolvem jovens e adultos, quer se trate dos contextos formais quer se trate dos contextos não-formais da educação e formação. Com este enquadramento, reflete-se acerca de alguns aspetos referentes à contraposição entre o diagnóstico de necessidades e o reconhecimento dos adquiridos experienciais.


Palavras-chave


Educação e Formação de jovens e adultos. Histórias de vida. Diagnóstico de necessidades. Reconhecimento dos adquiridos experienciais.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKER, A.C., JENSEN, P.J.; KOLB, D.A. Conversational learning: an experiential approach to knowledge creation. USA: Greenwood Publishing Group, 2002.

BARBIER, R. Culture d’Hôpital et Recherche-Formation Existentielle à l’Écoute des Mourants. Pratiques de Formation/Analyses. Culture d’Entreprise et Formation, 101-122, 1988.

BARBIER, J.-M. ; LESNE, M. L’Analyse des Besoins en Formation. Paris: Robert Jauze, 1986.

BARROS, R. From Lifelong Education to Lifelong Learning: Discussion of some effects of today’s neoliberal policies. RELA - European Journal for Research on the Education and Learning of Adults, Vol. 3, No.2, 119-134, 2012. http://www.rela.ep.liu.se/article.asp?DOI=10.3384/rela.2000-7426.rela0071

BARROS, R. Genealogia dos Conceitos em Educação de Adultos: Da Educação Permanente à Aprendizagem ao Longo da Vida – Um estudo sobre os fundamentos político-pedagógicos da prática educacional. Lisboa: Chiado Editora, 2011a. Disponível em: http://hdl.handle.net/10400.1/14097

BARROS, R. A Criação do Reconhecimento de Adquiridos Experienciais (RVCC) em Portugal - Uma Etnografia Crítica em Educação de Adultos. Lisboa: Chiado Editora, 2011b. Disponível em: http://hdl.handle.net/10400.1/14093

BARROS, R.; LIMA, P. ; AZEVEDO, M. (Org.) (2020). Rumos da Educação e Formação de Jovens e Adultos em Portugal e no Brasil - um balanço comparado de políticas e práticas. Natal: Editoria IFRN-Brasil, 2020. Disponível em : https://memoria.ifrn.edu.br/handle/1044/1835

BAUMAN, Z. Modernidade Líquida. Brasil: Jorge Zahar Editora, 2001.

BEARD, C.; WILSON, J.P. (eds). The power of experiential learning: a handbook for trainers and educators. London: Kogan Page, 2002.

BOLIVAR, A.; DOMINGO, J.; FERNÁNDEZ, M. La investigación biográfica narrativa en educación: enfoque y metodología. Madrid: La Muralla, 2001.

CANÁRIO, R. Educação de Adultos – Um Campo e uma Problemática. Lisboa: Educa-Formação/ANEFA, 2000.

COUCEIRO, M. L. P. Autoformação e Co-formação no Feminino – Abordagem existencial através de Histórias de Vida. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa (Tese de Doutoramento não publicada), 2000.

DIONNE, H. Récit Collectif d’une Pratique de Résistance: Recherche-Intervention dans un Village Québécois. In Danielle Desmarais & Jean-Marc Pilon (coords.). Pratiques des Histoires de Vie – Au Carrefour de la Formation, de la Recherche et de l’Intervention (pp. 179-198). Paris : Édition L’Harmattan, 1996.

DOMINICÉ, P. L’Histoire de Vie Comme Processus de Formation. Paris: Édition L’Harmattan, 1990.

DOMINICÉ, P. A Abordagem Biográfica Enquanto Opção Metodológica. In Educação de Adultos – Cadernos de Formação (pp.75-83). Lisboa: Departamento da Educação Básica/Núcleo de Educação Recorrente e Extra-Escolar, s/d.

GIDDENS, A. The Consequences of Modernity. Oxford: Polity Press, 1991.

ITIN, C.M. Reasserting the philosophy of experiential education as a vehicle for change in the 21st century, Journal of Experiential Education, 22(2), pp. 91-98, 1999.

JOSSO, M-C. Experiências de Vida e Formação. Lisboa: Educa-Formação, 2002.

KOLB, D. Experiential Learning: Experience as the Source of Learning and Development. New Jersey: Prentice-Hall,1984.

LE GRAND, J.-L. Definir les Histoires de Vie – Sus et Insus ‘Définotionnels’. Paris: Crise/Laboratoire des Sciences de l’Éducation, s/d.

MALINEN, A. Towards the Essence of Adult Experiential Learning: A Reading of the Theories of Knowles, Kolb, Mezirow, Revans and Schon. Finland: University of Jyvaskyla, 2000.

MIETTINEN, R. The concept of experiential learning and John Dewey’s theory of reflective thought and action, International Journal of Lifelong Education, 19(1), pp. 54-72, 2000.

MOON, J. A. Handbook of Reflective and Experiential Learning Theory and Practice. UK: Routledge Falmer, 2004.

NÓVOA, A. Prefácio. In Marie-Christine Josso, Experiências de Vida e Formação (pp. 7-12). Lisboa: Educa-Formação, 2002.

NÓVOA, A. Histórias de Vida. In Educação de Adultos – Cadernos de Formação (pp. 62-74). Lisboa: Departamento da Educação Básica/Núcleo de Educação Recorrente e Extra-Escolar, s/d.

NÓVOA, A.; FINGER, M. O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988.

PILON, J.-M. ; DESMARAIS, D. Les Enjeux Liés à la Pratique des Histoires de Vie au Carrefour de la Formation des Adultes, de la Recherche et de l’Intervention. In Danielle Desmarais & Jean-Marc Pilon (Coords.). Pratiques des Histoires de Vie – Au Carrefour de la Formation, de la Recherche et de l’Intervention (pp. 11-24). Paris : Édition L’Harmattan, 1996.

PINEAU, G. Experiências de Aprendizagem e Histórias de Vida. In Philippe Carré & Pierre Caspar (Dir.). Tratado das Ciências e das Técnicas da Formação (pp. 327-350). Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

PINEAU, G. Éducation ou Aliénation Permanente? – repères mythiques et politiques. Paris: Bordas, 1977.

PINEAU, G. ; LE GRAND, J.-L. Les Histoires de Vie. Paris: PUF, 1993.

SILBERMAN, M. (Ed.) The Handbook of Experiential Learning. USA: John Wiley & Sons, 2007.

SOUSA SANTOS, B. A Crítica da Razão Indolente – Contra o Desperdício da Experiência. Porto: Edições Afrontamento, 2000.

TOURAINE, A. O Retorno do Actor – Ensaio Sobre Sociologia. Lisboa: Instituto Piaget, 1984.

WESSELS, M. Experiential Learning. Cape Town: Juta Academic, 2006.




DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2020.11780

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

RBEPTISSN 2447-1801 (Eletrônico)

Indexação: Latindex - DOAJIresie - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa - BBE – Bibliografia Brasileira de Educação – (Brasil-Cibec/Inep/MEC)  - ERIH PLUS – European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences - Sistema eletrônico de editoração de revistas do IBICT - OasisBr - Portal de Periódicos CAPES/MEC - Diadorim - Sumários.org - LivRe - Catálogo de Periódicos de Livre Acesso - CrossRef -  Google Scholar - WorldCat - Airiti Library - MIAR - Information Matrix for the Analysis of Journals - International Institute of Organized Research (I2OR) - LatinREV - Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades - Publons - Citefactor - Scientific Indexing Services (SIS) 

Siga a RBEPT: