Bullying na Educação Profissional e Tecnológica: análise crítica sob a perspectiva da sociedade capitalista contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2022.11778

Palavras-chave:

Bullying, Violência Escolar, Educação Integrada, Educação Profissional e Tecnológica.

Resumo

Este artigo traz uma análise crítica sobre as relações que permeiam a escola, a Educação Profissional e Tecnológica (EPT) e o bullying no contexto da sociedade capitalista, abordando a importância da educação integrada como alternativa de combate e prevenção a esse tipo de violência. Fruto de uma pesquisa bibliográfica, a análise presente no texto se fundamenta em autores marxistas, que discutem sobre EPT e suas bases conceituais, dentre os quais destacamos Althusser (1970), Adorno (2003), Bourdieu (1998), Moura (2010), Frigotto (2014), Ciavatta (2012), Ramos (2012), entre outros. As considerações finais sinalizam para a importância da educação integrada para a superação da violência no espaço escolar, a partir do desenvolvimento da consciência crítica e da autonomia no indivíduo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ABRAMOVAY, Miriam (org.). Escola e violência. Brasília: UNESCO, 2002. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0012/001287/128717por.pdf. Acesso em 19.11.2013.

ADORNO, T. W. Educação e emancipação. 3. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

ALTHUSSER, Louis. Ideologia e aparelhos ideológicos do Estado. Lisboa: Editorial Presença/Martins Fontes, 1970.

ARAUJO, Ronaldo Marcos de Lima; FRIGOTTO, Gaudêncio. Práticas Pedagógicas e ensino integrado. Revista Educação em Questão. Natal, v.52, n.38, p. 61-80, maio/ago. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/7956. Acesso em: 05.06.2019.

BEAUDOIN, M. N.; TAYLOR, M. Bullying e desrespeito: como acabar com essa cultura na escola. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BOURDIEU, Pierre. A reprodução. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1992.

________. Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 1998.

CAMACHO, L. M. Y. As sutilezas das faces da violência nas práticas escolares de adolescentes. Educação e Pesquisa. São Paulo, v.27, n.1, p. 123-140, jan./jun. 2001.

CAREER BUILDER. Office Bullying Plagues Workers Across Races, Job Levels and Educational Attainment, According to CareerBuilder's New Study. Press Releases. 2014a. Disponível em: http://press.careerbuilder.com/2014-09-18-Office-Bullying-Plagues-Workers-Across-Races-Job-Levels-and-Educational-Attainment-According-to-CareerBuilders-New-Study. Acesso em: 05.09.2020.

CAREER BUILDER. Nearly Half of Workers Feel Bullied On the Job, Finds CareerBuilder.ca Study. Press Releases, 2014b. Disponível em: http://press.careerbuilder.com/2014-11-12-Nearly-Half-of-Workers-Feel-Bullied-On-the-Job-Finds-CareerBuilder-ca-Study. Acesso em: 05.09.2020.

CATINI, N. Problematizando o bullying para a realidade brasileira. 183 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2004. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br/tde_arquivos/6 /TDE-2012-03-15T050938Z-1719/Publico/Nilza%20Catini.pdf. Acesso em: 11.08.2020.

CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber às práticas educativas. [livro eletrônico]. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2014.

CIAVATTA, Maria. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortes, 2012. Cap. 3, p. 83-106.

CROCHÍK, J. L.. Fatores psicológicos e sociais associados ao bullying. Revista Psicologia Política, São Paulo, v. 12, n. 24, p. 211-229, 2012. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rpp/v12n24/v12n24a03.pdf. Acesso em 19.11.2018.

DA SILVA, D. G. Violência e estigma: bullying na escola. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo. Disponível em: http://www.repositorio.jesuita.org.br/bitstream/handle/UNISINOS/2123/violencia%20e%20estigma.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em 19.11.2018.

DEBARBIEUX, Eric. A violênciana escola francesa: 30 anos de construção social do objeto (1967-1997). Educação e Pesquisa. São Paulo, v.27, n.1, p. 163-193, jan./jun. 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v27n1/a11v27n1.pdf. Acesso em 19.11.2018.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A relação da educação profissional e tecnológica com a universalização da educação básica. In: MOLL, Jaqueline et al. Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010. Cap. 1, p. 25-41.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria. Trabalho como princípio educativo. In: SALETE, R.; PEREIRA, I. B.; ALENTEJANO, P.; FRIGOTTO, G. (Org.). Dicionário da educação do campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica Joaquim Venâncio; São Paulo: Expressão Popular, 2012, p. 748-759.

FRIGOTTO et. al. Produção de conhecimentos sobre Ensino Médio Integrado: dimensões epistemológicas e político-pedagógicas. In: Colóquio Produção de conhecimentos de ensino médio integrado: dimensões epistemológicas e político-pedagógicas, 2010. Rio de Janeiro. Anais...Rio de Janeiro: EPSJV, 2014. p. 11-18.

ITANI, A. A violência no imaginário dos agentes educativos. Caderno CEDES, v. 47, n. 19, p. 1-10, 1998. Diponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v19n47/v1947a04.pdf. Acesso em 19.11.2018.

LEYMANN, H. The content and development of mobbing at work. European Journal of Work and Organizational Psychology, v. 5, n. 2, p. 165–184, 1996. Disponível em: https://www.academia.edu/2436023/The_content_and_development_of_mobbing_at_work. Acesso em: 03.09.2020.

LOUREIRO, A. C. A. M.; QUEIROZ, S, S. de. A concepção de violência segundo atores do cotidiano de uma escola particular: uma análise psicológica. Psicologia Ciência e Profissão. Brasília, v. 25, n. 4, p. 546-557, 2005.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 9ª ed. São Paulo: Cortez, 1999.

MÉSZÁROS, István. A educação para além do capital. 2ª ed. São Paulo: Boitempo, 2008.

MOURA, Dante Henrique. Ensino Médio e educação profissional: dualidade histórica e possibilidades de integração. In: MOLL, Jaqueline et al. Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010. Cap. 3, p. 58-79.

NOGUEIRA, C.M.M; NOGUEIRA, M.A. A Sociologia da Educação de Pierre Bourdieu: limites e contribuições. Educação & Sociedade. São Paulo, ano XXIII, n. 78, Abril/2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v23n78/a03v2378. Acesso em: 27.11.2018.

OLIVEIRA, E. C. S.; MARTINS, S. T. F. Violência, sociedade e escola: da recusa do diálogo à falência da palavra. Psicologia & Sociedade. Minas Gerais, v. 19, n.1, p. 90-98, jan/abr. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/psoc/v19n1/a13v19n1.pdf. Acesso em: 29.11.2018.

PINTO, R. G.; BRANCO, A. U. O bullying na perspectiva sociocultural construtivista. Revista Teoria e Prática da Educação, v. 14, n. 3, p. 87-95, 2011. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/bolpsi/v62n137/v62n136a06.pdf. Acesso em 05.09.2020.

QUASE METADE dos jovens sofre bullying no trabalho, mostra pesquisa. G1, São Paulo, 13 de nov. de 2014. Disponível em: http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2014/11/quase-metade-dos-jovens-sofre-bullying-no-trabalho-mostra-pesquisa.html. Acesso em: 05.09.2020.

RAMOS, Marise. Ensino Médio Integrado: ciência, trabalho e cultura na relação entre educação profissional e educação básica. In: MOLL, Jaqueline et al. Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010. Cap. 2, p. 42-57.

RAMOS, Marise. Possibilidades e desafios na organização do currículo integrado. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortes, 2012. Cap. 4, p. 107-128.

RIBEIRO, Danielle Cristine. Apontamentos sobre o sistema sociometabólico do capital em István Mészáros. Aurora, Marília, v.10, n.1, p. 149-170, jan./jul., 2017. Disponível em: http://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/7656. Acesso em 06.04.2020.

SACRISTÁN, J. Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. 3ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SANTOS, J. V. T. A violência na escola: conflitualidade social e ações civilizatórias. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.27, n.1, p. 105-122, jan./jun., 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v27n1/a08v27n1.pdf. Acesso em 29.11.2018.

SAVIANI, Dermeval. Sobre a concepção de politecnia. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1989.

________. História das ideias pedagógicas no Brasil. São Paulo: Autores Associados, 2007.

SILVA, Pedro Fernando et al. Limites da consciência de professores a respeito dos processos de produção e redução do bullying. Psicologia USP, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 44-56, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pusp/v28n1/1678-5177-pusp-28-01-00044.pdf. Acesso em: 06.11.2018.

TEIXEIRA, A. et al. Bullying no trabalho: Perceção e impacto na saúde mental e vida pessoal dos enfermeiros. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental, n.15, p. 23-29, jun/2016. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/rpesm/n15/n15a04.pdf. Acesso em: 05.09.2020.

Downloads

Publicado

02/02/2022

Como Citar

SILVA, N. C.; SILVA JÚNIOR, J. E. Bullying na Educação Profissional e Tecnológica: análise crítica sob a perspectiva da sociedade capitalista contemporânea. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 22, p. e11778, 2022. DOI: 10.15628/rbept.2022.11778. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/11778. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS