A CONSTRUÇÃO DO PRODUTO EDUCACIONAL OFICINA PARA CADERNO DE NARRATIVA AUTOBIOGRÁFICA: REFLEXÕES E PRÁTICAS DE UMA DOCENTE DA EBTT

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2020.9060

Palavras-chave:

Ensino. Produto Educacional. Educação Profissional.

Resumo

Este estudo é parte das reflexões do Curso de Especialização em EPT, ofertado pelo Instituto Federal de Alagoas (IFAL), entre 2017 e 2018, que tinha como cerne o trabalho com a pesquisa-ação sobre a prática do professor de carreira que atua na EBTT. O artigo apresenta o recorte de estudo desenvolvido em 2017 e detalha uma Oficina para Caderno de Narrativas Autobiográficas, desenvolvida em duas etapas, que visaram estimular alunos matriculados no Curso de licenciatura em Letras a refletir sobre o ensino-aprendizagem de natureza biográfica. O aporte teórico utiliza a pesquisa-ação e a Etnografia na Educação. Os resultados indicaram que o trabalho com narrativa autobiográfica favorece as relações interpessoais do professor com a turma e entre os alunos, além de ampliar o potencial de trabalho colaborativo, estimular a escrita criativa e a autonomia reflexiva.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Jorge de Sousa Cavalcanti, Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica - ProfEPT, do Instituto Federal de Alagoas - IFAL

Graduado em Letras Port/Inglês pela UNEAL; Especialista em Docência do Ensino Superior pela UNEAL; Mestre em Educação Brasileira pela UFAL; Doutor em Letras e Linguística pela UFAL. Realizou estágio pós-doutoral pela UFAL, no Programa de Pós-Graduação em Linguística e Literatura (PPGLL), na linha de pesquisa Linguística Aplicada.

Rossana Viana Gaia, Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica - ProfEPT, do Instituto Federal de Alagoas - IFAL

Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (PROFEPT). Professora titular do Ifal Campus Maceió na Coordenação de Linguagens e Códigos (COLIC), Doutora em Linguística (Ufal), Mestre em Educação (UFPB), Especialista em Literatura Brasileira (Ufal) e em Docência na Educação Profissional, Jornalista. Desenvolve pesquisa de pós-doutorado intitulada Mídia educação na escola pública: desafios da informação na aprendizagem significativa, sob supervisão do prof. Dr. Alex Sandro Gomes (PPGCIn/UFPE).

Referências

AMOSSY, R. Da noção retórica de ethos à análise do discurso. In: ______. Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2016. p. 9-28.

BAUMAN, Z. Vida líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

BIRMAN, J. O sujeito na contemporaneidade: espaço, dor e desalento na atualidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

BOURDIEU, P. Escritos de Educação. 16. ed. Petrópolis: Vozes, 2015.

DELORY-MOMBERGER, C. Biografia e educação: figuras do indivíduo-projeto. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

ECKERT-HOOF, B. M. O discurso do sujeito-professor em formação: (des)construindo subjetividades. In: Cad. Cedes, Campinas, v.35, nº 95, p. 91-106, jan.-abr.2015. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v35n95/0101-3262-ccedes-35-95-00091.pdf>. Acesso em 10.jul.2018.

ESTÊVÃO, A. M.G. A teleescola modelo de ensino e práticas pedagógicas: Contributos para o ensino do estudo a distância em Portugal (1964-1994). Mestrado em Didáctica da História. Lisboa: Universidade de Lisboa/Faculdade de Letras, 2013. Disponível em: <http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/17772/1/ulfl176633_tm.pdf>.Acesso em: 28.abr.2018.

FOUCAULT. M. A ordem do discurso. 13. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2006.

GAIA, R. V. Memorial de uma professora aprendiz permanente: Processos formativos múltiplos. Maceió: Ifal, 2016. [Texto inédito].

GAIA, R. V. Educomunicação & Mídias. Maceió: Edufal, 2001.

IFAL. Resolução nº 26/2016 do Conselho Superior do IFAL. Disponível em: <http://www2.ifal.edu.br/noticias/ifal-aprova-regulamentacao-da-carga-horaria-dos-docentes/res-no-26-cs-2016-aprova-a-regulamentacao-da-carga-horaria-docente-no-ambito-do-ifal.pdf/@@download/file/Res%20N%C2%BA%2026-CS-2016-Aprova%20a%20Regulamenta%C3%A7%C3%A3o%20da%20Carga%20Hor%C3%A1ria%20Docente%20no%20%C3%A2mbito%20do%20IFAL.pdf>. Acesso em: 16.jul.2017.

LIMA, A. C. S. de; SANTOS, L. de F.; SOUTO MAIOR, R. de C. refletindo sobre letramento e responsividade na formação docente. In: Bakhtiniana. São Paulo, 9 (2): 111-130, Ago./Dez. 2014.

LIMA-DUARTE, F. K; GAIA, R..; TORRES FILHO, J. G. Eu e meus eus: leitura e escrita de diário em uma Unidade de Internação Feminina. Revista Letras Raras, [S.l.], v. 6, n. 3, p. 170-185, dez. 2017. ISSN 2317-2347. Disponível em: <http://revistas.ufcg.edu.br/ch/index.php/RLR/article/view/859>. Acesso em: 09 jul. 2018.

MORAES, M. C. Complexidade e currículo: por uma nova relação. In: Polis, Revista de la Universidad Bolivariana, Volumen 9, Nº 25, 2010, p. 289-311Disponível em: <https://scielo.conicyt.cl/pdf/polis/v9n25/art17.pdf>. Acesso em: 26.fev.2018.

MOURA, D. H. Trabalho e formação docente na educação profissional. Curitiba: Instituto Federal do Paraná, 2014.

_____; LIMA FILHO, D.L.; SILVA, M. R. Politecnia e formação integrada: confrontos conceituais, projetos políticos e contradições históricas da educação brasileira. In: Revista Brasileira de Educação, v. 20, n. 63. Out.-dez. 2015. p. 1057-1080. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v20n63/1413-2478-rbedu-20-63-1057.pdf>. Acesso em: 20.jul.2018.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. 18.ed. São Paulo: Cortez, 2017.

Downloads

Publicado

22/03/2020

Como Citar

CAVALCANTI, Ricardo Jorge de Sousa; GAIA, Rossana Viana. A CONSTRUÇÃO DO PRODUTO EDUCACIONAL OFICINA PARA CADERNO DE NARRATIVA AUTOBIOGRÁFICA: REFLEXÕES E PRÁTICAS DE UMA DOCENTE DA EBTT. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 18, p. e9060, 2020. DOI: 10.15628/rbept.2020.9060. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/9060. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos Semelhantes

> >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.