ESCOLA TÉCNICA FEDERAL DE JANUÁRIA: PERCURSO HISTÓRICO, REGIONALIDADE, PRÁTICAS EDUCATIVAS

Bruno Vieira da Silva, Helder de Moraes Pinto

Resumo


O presente artigo utiliza-se da análise histórica para investigar um objeto no campo da educação profissional; trata-se da Escola Técnica Federal de Januária e sua busca de alternativa que propiciasse o progresso econômico regional, no final do século XX. Investigação de natureza qualitativa, esta pesquisa desenvolveu-se a partir dos métodos da pesquisa bibliográfica e documental, em arquivos da própria Escola e do Ministério da Educação. Os resultados da análise demonstram que a citada instituição, tomando como referência características e potencialidades duma região, dentro da grande bacia hidrográfica do Médio São Francisco, utilizou o curso Técnico em Agropecuária para assumir o papel de fomentadora da produção econômica, a partir da educação profissional, no âmbito da potencialidade da cultura ribeirinha.


Palavras-chave


Palavras-Chave: História da Educação Profissional. Práticas de ensino. Potencial da Cultura Local. Cultura Ribeirinha.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. CNE/CEB. Resolução 04 de 26/11/1999. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico [http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/legisla06.pdf. Acessado em 29/06/2018 às 20 horas].

_____. CNE/CP. Parecer 29, de 03/12/2002. estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Profissional de Nível Tecnológico. Diário Oficial da União. 13/12/2002.

_____. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB nº 15, de 1º de junho de 1998. Trata das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: 1998.

_____. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB nº 16, de 5 de outubro de 1999. Trata das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Brasília: 1999.

_____. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB nº 5, de 4 de maio de 2011. Trata das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: 2011.

_____. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CEB nº 3, de 26 de junho de 1998. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/ cne/arquivos/pdf/rceb03_98.pdf . Acesso em: 25 out. 2012.

_____. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CEB nº 4, de 8 de dezembro de 1999. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional. Brasília, 1999. Disponível em: http://portal.mec. gov.br/dmdocuments/rceb004_99.pdf. Acesso em: 29 set. 2013.

_____. Constituição da República Federativa do Brasil. -- Brasília : Supremo Tribunal Federal, Secretaria de Documentação, 2017.

_____. Decreto nº. 7.566 de 23 de setembro de 1909. Cria nas Capitais dos Estados da República Escolas de Aprendizes Artífices para o ensino profissional primário e gratuito. Coleções de Leis do Brasil. Imprensa Nacional: Rio de Janeiro, 31 dez. 1909. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/decreto_7566_1909.pdf: Acessado em 04 de jul. 2017.

_____. Lei nº 5.571, de 28 de novembro de 1969. Denomina “Dia da Independência” a data de sete de setembro e traça normas para a sua comemoração. Brasília, DF. 1969.

_____. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) 2014-2024. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014. 86 p. – (Série legislação; n. 125).

_____. Lei nº 10.172, de 09 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 jan. 2001.

_____. Lei nº 9.394, de 20/12/1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, 23/12/1996.

______. Portaria no 646/97, de 14 de maio de 1997. Regulamenta a implantação do disposto nos artigos 39 a 42 da Lei no 9.394/96 e no Decreto n. 2.208/97 e dá outras providências, 1997.

CIAVATTA, M.; RAMOS, M. Ensino Médio e Educação Profissional no Brasil: dualidade e fragmentação. Retratos da Escola, v. 5, n. 8, p. 27-41, 2012.

CURY, Carlos Roberto Jamil. Legislação educacional brasileira. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

FERREIRA, Naura Syria Carapeto; (org.); Et al. Gestão Democrática da Educação: atuais tendências, novos desafios. São Paulo: Cortez, 2008, 6 ed., p. 119.

FREIRE, Paulo. Educação Como Prática da Liberdade. Editora Paz e Terra LTDA. Rio de Janeiro. 1967.

FREITAS, Luiz Carlos. Crítica da Organização do Trabalho Pedagógico e da Didática. Tese de Livre Docência apresentada à Faculdade de Educação da UNICAMP. 1994.

_____. Tecnicismo: ele está de volta. Blog do Freitas, 2016. Disponível em: https://avaliacaoeducacional.com/2016/08/26/tecnicismo-ele-esta-de-volta/. Acessado em: 01 de abril de 2018.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva: um (re)exame das relações entre educação e estrutura econômico-social capitalista. São Paulo: Editora Cortez, 1984-2010.

FRIGOTTO; CIAVATTA, Gaudêncio; Maria. A Formação do Cidadão Produtivo: a cultura de mercado no médio técnico. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. 2006.

FRIGOTTO; CIAVATTA; RAMOS, Gaudêncio; Maria; Marise. Ensino Médio Integrado: concepção e contradições. 2. ed. São Paulo. 2010

GHIRALDELLI, Paulo Júnior. Filosofia e História da Educação Brasileira. Editora Manole. Barueri, São Paulo. 2003.

_____. Filosofia e história da educação brasileira: da colônia ao governo Lula / Paulo Ghiraldelli Jr. –2. Ed. – Barueri, SP: Manole, 2009.

INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERIAS. Disponível em: http://www.ifnmg.edu.br/menu-januaria/historico/55-portal/januaria/januaria-institucional/499-historico-completo-campus-januaria: Acessado em 04 de jan. 2018.

KUENZER, Acácia Zeneida. Ensino Médio: construindo uma proposta para os que vivem do trabalho. 5ª ed. São Paulo: Cortez. 2007.

MAGALHÃES, Justino Pereira de. Tecendo Nexos: história das instituições educativas/ Justino Pereira de Magalhães.—Bragança Pauliste: Editora Universitária São Francisco, 2004. 178p.

MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos. Verbete OSPB (Organização Social e Política Brasileira). Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil. São Paulo: Midiamix, 2001. Disponível em: . Acesso em: 29 de ago. 2018.

PERRENOUD, Phillippe. Construir as Competências desde a Escola. Porto Alegre: Artes Médicas. 1999. Disponível em: http://abenfisio.com.br/wp-content/uploads/2016/06/Construir-as-competec%C3%AAncias-desde-a-escola.pdf. Acessado em: 21/07/2018 às 09:36.

SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. / Dermeval Saviani. – 18 revista – Campinas, SP: Autores Associados, 2009.

_____. Escola e Democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política. Mercado das Letras. Campinas – São Paulo. 1994.

_____. O Legado Educacional do Regime Militar. Cad. Cedes, Campinas, vol. 28, n. 76, p. 291-312. 2008.




DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2020.8539

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

RBEPTISSN 2447-1801 (Eletrônico)

Indexação: Latindex - DOAJIresie - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa - BBE – Bibliografia Brasileira de Educação – (Brasil-Cibec/Inep/MEC)  - ERIH PLUS – European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences - Sistema eletrônico de editoração de revistas do IBICT - OasisBr - Portal de Periódicos CAPES/MEC - Diadorim - Sumários.org - LivRe - Catálogo de Periódicos de Livre Acesso - CrossRef -  Google Scholar - WorldCat - Airiti Library - MIAR - Information Matrix for the Analysis of Journals - International Institute of Organized Research (I2OR) - LatinREV - Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades - Publons - Citefactor - Scientific Indexing Services (SIS) 

Siga a RBEPT: