PERMANÊNCIA E EVASÃO ESCOLAR: UM ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO PROFISSIONAL

Autores

  • Juarina Ana da Silveira Souza Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará-IFCE

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2013.3498

Palavras-chave:

permanência e evasão escolar, educação profissional, escola técnica de nível médio.

Resumo

A presente pesquisa tem como objetivo analisar o fenômeno da permanência e evasão escolar nos cursos oferecidos na Educação Profissional de Nível Técnico, com ênfase no Curso Técnico Subsequente de Redes de Computadores, ofertado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN, Campus São Gonçalo do Amarante. Busca-se com isso contribuir com reflexões e proposição de uma política para a diminuição da evasão escolar tão frequente nos cursos técnicos subsequentes. Os instrumentos utilizados consistiram em análise documental, aplicação de questionário e entrevista semiestruturada, os quais permitiram a coleta de dados e análise qualitativa. Os resultados mostraram que os fatores relacionados à permanência ou à evasão escolar estão intrinsecamente relacionados aos aspectos internos à instituição, corroborando com o aporte teórico utilizado. Fatores como: o perfil/desempenho do corpo discente, os recursos e estruturas físicas escolares, os processos e as práticas pedagógicas foram citados como importantes para favorecer a permanência do aluno.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Juarina Ana da Silveira Souza, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará-IFCE

Graduada em Letras e em formação de Professores em Áreas Específicas; Especialista em Língua Portuguesa e em Gestão Escolar e Mestre em Gestão e Avaliação da Educação Pública; atua como Técnica em Assuntos Educacionais no IFCE.

Referências

BRASIL. Lei nº 11982, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília/DF. Disponível em: portal.mec.gov.br. Acesso em: 20/08/14

BRASIL. Lei nº 9394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília/DF. Disponível em: portal.mec.gov.br. Acesso em: 20/08/14

BRASIL. Projeto de Lei nº 8.035/2010. Dispõe do PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARA O DECÊNIO 2011-2020. Disponível em: portal.mec.gov.br; Acesso em: 10/11/13.

BRASIL. Projeto de Lei nº 8.035/2010. Dispõe do Plano Nacional de Educação para o Decênio 2011-2020. Disponível em: portal.mec.gov.br; Acesso: 10/11/13.

DORE, R.; LÜSCHER, A. Permanência e evasão na educação técnica de nível médio em Minas Gerais. Caderno de Pesquisa. vol.41 nº.144, São Paulo Sept./Dec. 2011.Disponível em: www.scielo.br; Acesso: 10/01/14.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Educação e Deslocamento: resultados da amostra. Rio de janeiro, 2010. Disponível em: www.ibge.gov.br; Acesso em: 15/12/13.

IFRN. Projeto Político-Pedagógico do IFRN: uma construção coletiva, 2012. Disponível em: www.ifrn.edu.br; Acesso em: 15/05/13.

INEP. Censo da educação básica: 2012 – resumo técnico. – Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2013.

RIBEIRO, C.S. Pedagogia da Repetência. Estud. av. vol.5 no.12 São Paulo May/Aug. 1991. Disponível em: www.scielo.br; Acesso em: 10/01/14.

SANTOS, M.J.C., POUCHAIN, J. F. Evasão Escolar no Ensino Médio Noturno: Um Estudo de caso na escola de Ensino Fundamental e Médio Prof. Jáder Moreira de Carvalho. Revista do Mestrado Profissional em Planejamento em Políticas Públicas. Ano: s/d. Disponível em: www.seer.uece.br; Acesso em: 20/05/13.

Downloads

Publicado

2016-04-04

Como Citar

SOUZA, J. A. da S. PERMANÊNCIA E EVASÃO ESCOLAR: UM ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO PROFISSIONAL. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 6, p. 19–29, 2016. DOI: 10.15628/rbept.2013.3498. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/3498. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS