OS INSTITUTOS FEDERAIS EM TRÊS DIMENSÕES DE ANÁLISE

Autores

  • Silvia Cristina de Oliveira Conde UFAM/FAPEAM
  • José Júlio César Nascimento Araújo UFAM/IFAC/FAPEAM
  • José Eurico Ramos de Souza INSTITUTO FEEDRAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS http://orcid.org/0000-0002-0975-4197
  • Arminda Rachel Botelho Mourão UFAM

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2016.3463

Palavras-chave:

Institutos Federais, política social, formação de professores, agência de desenvolvimento

Resumo

Discute as finalidades dos Institutos Federais (IFs) na tentativa de recuperar os movimentos da ação política envolvida em sua constituição. Por meio da análise documental e da revisão bibliográfica apresenta como a legislação vai apontando contradições entre o pensado e o realizado, sintetizando que a política é sempre uma arena de disputa de projetos societários. Por fim, debate, a partir das dimensões política social, agência de pesquisa e desenvolvimento e lócus de formação de professores, como os IFs reagem às exigências políticas, econômicas e sociais para responder as finalidades de sua institucionalidade na Amazônia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BONAL, X. The World Bank Global Education Policy and the Post-Washington Consensus. International Studies in Sociology of Educational 12 (1): 3–21, 2002. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1080/09620210200200080>. Acesso em: 20 mai. 2015.

BORON, Atílio. Reforming the Reforms: Transformation and Crisis in Latin American and Caribbean Universities. In: RHOADS, Robert A.; TORRES, Carlos Alberto. The university, state, and market : the political economy of globalization in the Americas. California- USA: Stanford University Press, 2006.

BRANDÃO, Marisa. O governo Lula e a chamada Educação Profissional e Tecnológica. In: Retta, vol. 1, n. 1, p.61-87, jan.-jun., 2010. Disponível em: http://www.ufrrj.br/SEER/index.php?journal=retta&page=article&op=view&path%5B%5D=494&path%5B%5D=242. Acesso em: 18 de set. 2014.

BRASIL. Decreto no 6.095, de 24 de abril de 2007. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6095.htm>. Acesso em: 3 mar. 2014.

______. Chamada Pública MEC/SETEC n.º 001/2007. Chamada pública de propostas para apoio ao Plano de Expansão da Rede Federal de Educação Tecnológica – Fase II. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/edital_chamadapublica.pdf>. Acesso em: 1 mai. 2015.

______. Chamada Pública MEC/SETEC n.º 002/2007. Chamada Pública de Propostas para constituição dos Institutos Federais De Educação, Ciência e Tecnologia – IFET. Disponível em:< http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/chamada_publica_ifet.pdf>. Acesso em: 1 mai. 2015.

______. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br. Acesso em: 10 fev. 2015.

______. Decreto nº 5.840, de 13 de julho de 2006. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/decreto/D5840.htm>. Acesso em: 20 mai. 2015.

______. Lei nº 12.513, de 26 de outubro de 2011. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12513.htm>. Acesso em: 20 mai. 2015.

DEITOS, Roberto Antônio. Políticas Públicas e educação: aspectos teórico-ideológicos e socioeconômicos. Acta Scientiarum. Education, Maringá, v.32, n.2, p. 209-218, 2010. DOI: 10.4025/actascieduc.v32i2.11869.

FLEURY, S. Estado sem cidadãos: seguridade social na América Latina [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 1994. 252 p. ISBN 85-85676-06-X. Disponível em: http://books.scielo.org. Acesso em: 20 set. 2014.

HADDAD, Sérgio (org.) O Banco Mundial, OMC e FMI: o impacto nas políticas educacionais. São Paulo: Cortez, 2008.

LIMA, Fernanda Bartoly G. A formação de professores nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: Um estudo da concepção política. Dissertação de Mestrado – UNB, 2012.

MÉSZÁROS, István. Educação para além do Capital. Tradução de Isa Tavares. São Paulo: Boitempo, 2007.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Portaria nº 1.015, de 21 de julho de 2011. Disponível em: < http://www.mds.gov.br/brasilsemmiseria/legislacao-2/legislacao/arquivos/portaria-mulheres-mil-n-1015.pdf>. Acesso em 20 mai. 2015.

______. Relatório Educação para todos no Brasil 2000-2015. MEC, 2014. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=20514:consulta-publica-ao-relatorio-educacao-para-todos-no-brasil-2000-2015&catid=454&Itemid=164>. Acesso em: 20 mai. 2015.

OLIVEIRA, Francisco. Hegemonia às avessas. In: OLIVEIRA, Francisco; BRAGA, Ruy; e RIZEK, Cibele (orgs). Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira. – São Paulo: Boitempo, 2010.

OTRANTO, Célia Regina. Criação e Implantação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia – IFETs. Retta, vol. 1, no 1, p.98-108. Jan-jul 2010. Disponível em:http://www.ufrrj.br/SEER/index.php?journal=retta&page=article&op=view&path%5B%5D=495&path%5B%5D=243. Acesso em: 19 set. 2014.

RODRIGUES, José. Os empresários e a educação superior. São Paulo-Campinas: Autores Associados, 2007.

VIEIRA, E. A. Democracia e política social. São Paulo: Cortez; Autores Associados, 1992.

Downloads

Publicado

15/06/2016

Como Citar

CONDE, Silvia Cristina de Oliveira; ARAÚJO, José Júlio César Nascimento; RAMOS DE SOUZA, José Eurico; MOURÃO, Arminda Rachel Botelho. OS INSTITUTOS FEDERAIS EM TRÊS DIMENSÕES DE ANÁLISE. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 10, p. 2–11, 2016. DOI: 10.15628/rbept.2016.3463. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/3463. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos Semelhantes

> >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.