A equoterapia no contexto dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2022.11622

Palavras-chave:

Educação profissional. Inclusão social. Equoterapia.

Resumo

Esta revisão narrativa tem como objetivo compreender o processo introdutório da equoterapia nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, seguindo seu percurso histórico desde a criação da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica até a quebra de barreiras arquitetônicas e atitudinais. Como procedimento metodológico, foi realizado um levantamento bibliográfica e documental que nos trazem importantes dados sobre o panorama social, político e educacional do ensino profissionalizante no Brasil. As mudanças de caráter institucional e governamental, assim como as reformas do ensino verificadas, nos permitem concluir que foram fatores determinantes para a introdução da equoterapia nesse contexto escolar contribuindo para uma educação mais plena e inclusiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

André Luiz Melo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - IFBaiano; Centro de Investigação em Atividade Física, Saúde e Lazer - CIAFEL; Faculdade de Desporto da Universidade do Porto - FADEUP

Professor efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia Baiano (IFBaiano), possui Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), Mestrado em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília (UnB), doutorando do Programa Atividade Física e Saúde pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP). 

Teresa Paula Dias Figueiras, Instituto Universitário da Maia - ISMAI

Professora auxiliar do Instituto Universitário da Maia (ISMAI), possui mestrado e doutorado em Ciências do Desporto pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP), domínio científico de atuação em Ciências Sociais-Psicologia e Ciências Sociais-Ciências da Educação.

Rui Manuel Nunes Corredeira, Faculdade de Desporto da Universidade do Porto - FADEUP; Centro de Investigação em Atividade Física, Saúde e Lazer - CIAFEL

Professor auxiliar da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP), vogal do Conselho Executivo, membro do Conselho Científico, diretor de Curso de Mestrado 2º. Ciclo em Atividade Física Adaptada, presidente da Comissão de Acompanhamento de Curso 2º. Ciclo em Atividade Física Adaptada.

Nuno José Corte-Real Correia Alves, Faculdade de Desporto da Universidade do Porto - FADEUP; Centro de Investigação, Formação, Inovação e Intervenção em Desporto – CIFI2D

Professor associado da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP), possui Licenciatura em Educação Física, Mestrado em Promoção da Saúde e Doutoramento em Ciências do Desporto pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto. Tem experiência em coordenação de projetos na escola e na comunidade.

Referências

ANDE-Brasil. Portal da Associação Nacional de Equoterapia. 2020. Disponível em: ?http://equoterapia.org.br/?. Acesso em: 6 mar. 2020.

ANJOS, Isa Regina Santos dos. Programa TEC NEP: avaliação de uma proposta de educação profissional inclusiva. 2006. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) – Universidade de São Carlos, São Carlos, 2006. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/29732613/>. Acesso em: 9 set. 2019.

ARAÚJO, Thais Borges de. Efeito da Equoterapia em idosos com Alzheimer: uma análise quantitativa e qualitativa. 2018. Tese (Doutorado em Educação Física) – Universidade de Brasília, Brasília. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/handle/10482/31460>. Acesso em: 5 out. 2019. 7, fev. 2009.

BARBOSA, Gardenia de Oliveira; van MUNSTER, Mey de Abreu. Aprendizagem de posturas em equoterapia por crianças com transtorno do espectro autista (TEA). Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 32, p. 1-20, abr. 2019.

DOI:10.5902/1984686X32575. Disponível em: <https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/8649>. Acesso em: 10 nov.2019.

BARROSO, Rita de Cássia Amorim; CHAGAS, Alexandre Menezes; COSTA, Silvânia Santana. Ensino profissionalizante: percursos, imprecisões e ações governamentais. Interfaces Científicas, Aracaju, v. 7, n. 3, p. 83-100, 2019. DOI: 10.17564/2316-3828.2019v7n3p83-100. Disponível em: <https://periodicos.set.edu.br/index.php/educacao/article/view/4938>. Acesso em: 8 nov. 2019.

BOTO, Carlota. A dimensão iluminista da reforma pombalina dos estudos: das primeiras letras à universidade. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, v. 15, n. 44, p. 282-299, 2010. DOI: 10.1590/S1413-24782010000200006. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782010000200006>. Acesso em: 11 out. 2019.

BRASIL. Decreto nº 2.208, de 17 de abril de 1997. Regulamenta o § 2 º do art. 36 e os arts. 39 a 42 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/109922/decreto-2208-97#art-3>. Acesso em: 22 mar. 2020.

BRASIL. Decreto nº 7.566/1909, de 23 de setembro de 1909. Dispõe sobre a criação nas capitais dos estados do Brasil as Escolas de Aprendizes Artífices, para o ensino profissional primário e gratuito. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/decreto_7566_1909.pdf>. Acesso em 1 dez. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação/Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. 2018. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/rede-federal-inicial/>. Acesso em: 19 set. 2019.

BRONSON, C. et al. Does hippotherapy improve balance in persons with multiple sclerosis: a sistematic review. European Journal of Physical and Rehabilitation Medicine, v. 46, n. 3, p. 347-353, 2010. Disponível em: <https://pdfs.semanticscholar.org/da4e/6bbae36b6753a0af145646e27ad7bc41de28.pdf>. Acesso em: 19 set. 2019.

CHAMPAGNE, Danielle; CORRIVEAU, Hélène; DUGAS, Claude. Effect of Hippotherapy on Motor Proficiency and Function in Children with Cerebral Palsy Who Walk. Physical and Occupational Therapy in Pediatrics, v. 37, n. 1, p. 51-63, 2017. DOI: 10.3109/01942638.2015.1129386. Disponível em: <https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.3109/01942638.2015.1129386>. Acesso em: 10 dez. 2019.

CORRING, Deborah; LUNDBERG, Erica.; RUDNICK, Abraham. Therapeutic horseback riding for ACT patients with schizophrenia. Community Mental Health Journal, v. 49, n. 1, p. 121-126, 2013. DOI: 10.1007/s10597-011-9457-y. Disponível em: <https://link.springer.com/article/10.1007/s10597-011-9457-y>. Acesso em: 28 ago. 2019.

DECLARAÇÃO DE SALAMANCA. in: Conferência Mundial sobre Necessidades Educativas Especiais: Acesso e Qualidade, 1994, Salamanca. Declaração de Salamanca. Anais eletrônicos. UNESCO. Salamanca 1994. Disponível em: <https://www.slideshare.net/correntesdoarade/declaracao-de-salamanca>. Acesso em 19 set. 2019.

DIAS, Camila Carmona. História da Educação e Trabalho no Brasil: a inclusão excludente e a exclusão includente. Revista Ágora, Vitória, v. 28, p. 132-158, 2018. Disponível em: <http://www.periodicos.ufes.br/agora/article/view/20766>. Acesso em: 15 nov. 2019.

DIRIENZO, Lauren N.; DIRIENZO, Lee T.; BACESKI, Deborah A. Heart rate response to therapeutic riding in children with cerebral palsy: an exploratory study. Pediatric Physical Therapy, v. 19, n. 2, p. 160-165, 2007. DOI: 10.1097/PEP.0b013e31804a57a8 Disponível em: <https://journals.lww.com/pedpt/Fulltext/2007/01920/Heart_Rate_Response_to_Therapeutic_Riding_in.9.aspx>. Acesso em: 18 out. 2019.

DUARTE, Luana Perdiz. et al. Revisão bibliográfica dos benefícios que equoterapia proporciona a pacientes com transtorno do espectro autista. Brazilian Journal of Health Review, v. 2, n. 4, p. 2466-2477, 2019. DOI: 10.34119/bjhrv2n4-019 Disponível em: <http://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/1805>. Acesso em: 24 nov. 2019.

EVANGELISTA, Ana Paula. Uma década de reconfiguração da Rede Federal. Revista Poli: saúde, educação e trabalho, Rio de Janeiro, ano 11, n. 61, p. 26-30, 2018. Disponível em: <http://www.epsjv.fiocruz.br/noticias/reportagem/uma-decada-de-reconfiguracao-da-rede-federal>. Acesso em: 19 set. 2019.

FERNANDES, Tatiane dos Reis; SOUZA, Lacyelle Lúcia de; RIBEIRO, Mariane Fernades. Os efeitos da equoterapia no equilíbrio de praticantes com síndrome de down. Psicologia e Saúde em Debate, v. 4, n.1, p. 119-129, 2018. DOI: 10.22289/2446-922X.V4N1A7 Disponível em: <http://www.psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/231>. Acesso em: 2 nov. 2019.

FERREIRA, Ana Paula Silva; GOMES, Janzila Bezerra. Levantamento histórico da terapia assistida por animais. Revista Multidisciplinar Pey Këyo Científico, v. 3, n. 1, p. 71-92, 2017. Disponível em: <http://revistaadmmade.estacio.br/index.php/pkcroraima/article/view/4616>. Acesso em: 14 out. 2019.

FEYH, V. R.; STEIN, D. J. Considerações em torno da síndrome de down e equoterapia. Saberes e Sabores Educacionais, Itapiranga, v. 5, p. 126-142, 2018.

GARNER, Brian A.; RIGBY, B. Rhett. Human pelvis motions when walking and when riding a therapeutic horse. Human Movement Science, v. 39, p. 121-137, 2015. DOI: 10.1016/j.humov.2014.06.011. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0167945714001778>. Acesso em: maio 2020.

GIULIANI, Fabienne; JACQUEMETTAZ, M. Animal-assisted therapy used for anxiety disorders in patients with learning disabilities: an observational study. European Journal of Integrative Medicine, v.14, p. 13-19, 2017. DOI: 10.1016/j.eujim.2017.08.004. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1876382017301403>. Acesso em: 9 set. 2019.

GOMES, Angela de Castro. O populismo e as ciências sociais no Brasil: notas sobre a trajetória de um conceito. Tempo, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, p. 31-58, 1996. Disponível em: <https://www.historia.uff.br/tempo/artigos_dossie/artg2-2.pdf>. Acesso em: 6 dez. 2019.

HSIEH, Yueh-Ling. et al. Effects of hippotherapy on body functions, activities and participation in children with cerebral palsy based on ICF-CY assessments. Disability and Rehabilitation, v. 39, n. 17, p. 1703-1713, 2016. DOI: 10.1080/09638288.2016.1207108. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1080/09638288.2016.1207108>. Acesso em: 11 nov. 2019.

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA, Salvador: IF Baiano, 2019. Disponível em: <https://ifbaiano.edu.br/portal/quem-somos/>. Acesso em: 10 maio 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Portal Institucional, Brasília: INEP/MEC 2015. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/avaliacao-dos-cursos-de-graduacao>. Acesso em: 10 maio 2020.

KUNZE, Nádia Cuiabano. O surgimento da rede federal de educação profissional nos primórdios do regime republicano brasileiro, Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica, Natal, v. 2, n. 2, p. 8-24, 2009. DOI: 10.15628/rbept.2009.2939. Disponível em: <http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/2939>. Acesso em 18 ago. 2019.

LEE, Ji Hyun; YUN, Chang-Kyo. Effects of hippotherapy on the thickness of deep abdominal muscles and activity of daily living in children with intellectual disabilities. Journal of Physical Therapy Science, v. 29, n. 4, p. 779-782, 2017. DOI: 10.1589/jpts.29.779. Disponível em: <https://www.jstage.jst.go.jp/article/jpts/29/4/29_jpts-2016-1011/_pdf>. Acesso em: 14 out. 2019.

LIMA, Ana Carla de; MOTTI, Glauce Sandim; MACIEL, Marnie Grubert Gonzaga. Terapia Ocupacional e Equoterapia no tratamento de indivíduos ansiosos. Multitemas, v. 23, p. 71-80, 2001. Disponível em: <https://www.multitemas.ucdb.br/multitemas/article/view/878>. Acesso em: 15 out. 2019.

LOPES, Josiane. et al. Efetividade da equoterapia na marcha de crianças com paralisia cerebral: revisão sistemática de ensaios clínicos. Revista Brasileira de Neurologia, v. 55, n. 1, p. 25-34, 2019. Disponível em: <http://docs.bvsalud.org/biblioref/2019/04/994734/revista551v2-artigo4.pdf.> Acesso em: 1 ago. 2019.

LUCENA, Marianne; SCHMITT, Ana; QUADROS, Nadja Nara Camacam de Lima. Avaliação do desempenho motor em indivíduos com paralisia cerebral após hipnoterapia. Universitas: Ciências da Saúde, Brasília, v. 10, n. 2, p. 109-113, 2012. DOI: 10.5102/ucs.v10i2.1734. Disponível em: <https://www.arqcom.uniceub.br/cienciasaude/article/view/1734>. Acesso em: 15 dez. 2019.

MALCOLM, Roslyn; ECKS, Stefan; PICKERSGILL, Matyn. ‘It just opens up their world’: autism, empathy, and the therapeutic effects of equine interactions. Anthropology & Medicine, v. 25, n. 2, p. 220-234, 2017. DOI: 10.1080/13648470.2017.1291115. Disponível em: <https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/13648470.2017.1291115>. Acesso em: 17 out. 2019.

MARIN, Andrea Cristina. Et al. A educação profissional no Brasil: breve histórico do artifície nas casas da moeda ao profissional tecnólogo amparado pela LDB de 1996. Revista Humanidades e Inovação, v. 6, n. 2, p. 79-93, 2019. Disponível em: <https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/965>. Acesso em: 29 dez. 2019.

MEDEIROS NETA, O. M.; NASCIMENTO, Juliana Minardi; RODRIGUES, Antônio G. F. Uma escola para aprendizes artífices e o ensino profissional primário gratuito. Holos, Natal, ano 28, v. 2, p. 96-104, 2012. Disponível em: Disponível em: <https://www.redalyc.org/pdf/4815/481549265009.pdf>. Acesso em :11 dez.2019.

MELLO, Enilda Marta Carneiro de Lima. A influência da equoterapia no desenvolvimento global na paralisia cerebral: revisão da literature. Cadernos de Pós-Graduação em Distúrbios do Desenvolvimento, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 12-27, 2018. DOI: 10.5935/cadernosdisturbios.v18n2p12-27. Disponível em: <http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpgdd/article/view/12111>. Acesso em: 23 nov. 2019.

MORAES, Alessandra Ribeiro; GALDINO, Larina Albuquerque Gonçalves. A Extensão na Escola: ações para a guarda responsável de animais de estimação. Revista Ciência em Extensão, v. 14, n. 2, p. 82-96, 2018. Disponível em: <https://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/1690>. Acesso em 17 nov. 2019.

MUÑOZ-LASA, Susana. et al. Effects of hippotherapy in multiple sclerosis: Pilot study on quality of life, spasticity, gait, pelvic floor, depression and fatigue. Medicina Clínica, v. 152, n. 2, p. 55-58, 2018. DOI: 10.1016/j.medcle.2018.11.012. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S2387020618305187>. Acesso em: 27 out. 2019.

OLIVEIRA, M. A.; GUIDOLIN, M. B. A indissociabilidade nas atividades de equoterapia para a inclusão social no IFRS campus Sertão. Brazilian Journal of Development, Curitica, v. 6, n. 6, jun. 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/11696. Acesso em: nov. 2020.

PACHECO, E. M.; PEREIRA, L. A. C.; SOBRINHO, M. D. Educação profissional e tecnológica: das Escolas de Aprendizes Artífices aos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. T&C Amazônia, v. 7, n. 16, p. 2-7, 2009.

PAIVA, Francisco da Silva. Ensino Técnico: uma breve história. Revista Húmus, v. 3, n. 8, p. 35-49, 2013. Disponível em: <http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/revistahumus/article/view/1677>. Acesso em: 2 dez. 2019.

PEDEBOS, Bianca Mello. et al. Avaliação do controle postural e sua relação com o hemisfério acometido em pacientes com acidente vascular cerebral praticando equoterapia. Fisioterapia Brasil, v. 15, n. 1, p. 22-28, 2014. DOI: 10.33233/fb.v15i1.308. Disponível em: <http://www.portalatlanticaeditora.com.br/index.php/fisioterapiabrasil/article/view/308>. Acesso em: 21 nov. 2019.

REIS, Emilien Vilas Boas; NAVES, Bruno Torquato de Oliveira; RIBEIRO, Luiz Gustavo Gonçalves. Un posicionamento jurídico-filosófico contra la metafísica de los “ismos” un análisis sobre los animales. Veredas do Direito, Belo Horizonte, v. 15, n. 31, p. 67-94, jan./abr. 2018. Disponível em: <http://revista.domhelder.edu.br/index.php/veredas/article/viewFile/1265/2456>. Acesso em: 25 out. 2019.

RIBEIRO, Ricardo Torres. A criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia e o contexto do IFBA. 2018. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2018. Disponível em:<https://ri.ufs.br/bitstream/riufs/9115/2/RICARDO_TORRES_RIBEIRO.pdf>. Acesso em: 31 out. 2019.

ROSARIO-MONTEJO, O. del et al. Efectividad de la terapia ecuestre en niños con retraso psicomotor. Neurologia, v. 30, n. 7, p. 425-432, 2015. DOI: 10.1016/j.nrl.2013.12.023. Disponível, em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0213485314000206>. Acesso em: 27 out. 2019.

SALINEIRO, Ana Luiza Sanches; ARRUDA, Juliana Borges de Oliveira de; ALVES, Ana Maria de Oliveira. A contribuição da terapia ocupacional e equoterapia na reabilitação do esquizofrênico em fase inicial. Multitemas, v. 25, p. 76-92, 2016. Disponível em: <https://www.multitemas.ucdb.br/multitemas/article/view/842>. Acesso em: 11 nov. 2019.

SELL, Simone. Educação no Brasil: o dualismo arraigado desde o Brasil-Império e o movimento de ruptura a partir do Ensino Médio Integrado dos Institutos Federais. Revista Educação e Emancipação, São Luís, v. 12, n. 1, p. 118-142, 2019. DOI: 10.18764/2358-4319.v12n1p118-142. Disponível em: <http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/reducacaoemancipacao/article/view/10747>. Acesso em: 14 out. 2019.

SHELEF, Assaf. et al. Equine assisted therapy for patients with post traumatic stress disorder: a case series study. Military Medicine, v. 184, n. 9-10, p. 394-399, 2019. DOI: 10.1093/milmed/usz036. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=10.1093%2Fmilmed%2Fusz036>. Acesso em: 20 dez. 2019.

SILKWOOD-SHERER, Debbie J. et al. Hippotherapy – An intervention to habilitate balance deficits in children with movement disorders: a clinical trail. Physical Therapy, v. 92, n. 5, p. 707-717, 2012. DOI: 10.2522/ptj.20110081. Disponível em: <https://academic.oup.com/ptj/article/92/5/707/2735274>. Acesso em: 5 out. 2019.

SILVA, Carine Nascimento da. et al. Centro de Equoterapia da Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas em parceria com a Universidade de Cruz Alta: projetos de equoterapia e cinoterapia. Cataventos, Cruz Alta, v. 10, n. 1, p. 178-189, 2018. DOI: 10.33053/cataventos.v10i1.675. Disponível em: <http://www.revistaeletronica.unicruz.edu.br/index.php/Cataventos/article/view/6755>. Acesso em: 28 nov. 2019.

SILVA, Daiane Moreira. et al. A influência da equoterapia na vida dos estudantes do IFsuldeminas-Campus Machado. Revista Brasileira de Equoterapia, n. 25, p. 11-17, 2016. ISSN 2176-7505.

SILVEIRA, Michele Marinho da; WIBELINGER, Lia Mara. Equoterapia: qualidade de vida para o idoso sobre o cavalo. Revista Kairós Gerontologia, v. 14, n. 1, p. 181-193, 2011. DOI: 10.23925/2176-901X.2011v14i1p181-193. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/6935>. Acesso em: 12 nov. 2019.

SOARES, Manoel de Jesus Araújo. As Escolas de Aprendizes Artífices e suas fontes inspiradoras. Forum Educacional. 5(4), 69-77, 1981. Retrieved from http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/fe/article/viewFile/60571/58817.

SOUZA, Cássia Cristina Ferreira de. et al. Os benefícios da equoterapia a curto prazo em uma criança com paralisia cerebral: estudo de caso. Revista Faculdade Montes Belos, Montes Belos, v. 9, n. 2, p. 64-141, 2016. Disponível em: <http://www.revista.fmb.edu.br/index.php/fmb/article/view/225>. Acesso em: 22 out. 2019.

SRINIVASAN, Sudha M.; CAVAGNINO, David T.; BHAT, Anjana N. Effects of equine therapy on individuals with autism spectrum disorder: a systematic review. Review Journal of Autism and Developmental Disorders, v. 5, n. 2, p. 156-175, 2018. DOI: 10.1007/s40489-018-0130-z. Disponível em: <https://link.springer.com/article/10.1007/s40489-018-0130-z>. Acesso em: 30 set. 2019.

STERBA, John A.; WARNER, Robert. Does horseback riding therapy or therapist-directed hippotherapy rehabilitate children with cerebral palsy? Developmental Medicine & Child Neurology, v. 49, n. 1, p. 68-73, 2007. DOI: 10.1017/S0012162207000175.x. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1017/S0012162207000175.x>. Acesso em:2 dez. 2019.

STERGIOU, Alexandra. et al. Therapeutic Effects of Horseback Riding Interventions: a systematic review and meta-analysis. American journal of physical medicine & rehabilitation, v. 96, n. 10, p. 717-725, 2017. DOI: 10.1097/PHM.0000000000000726. Disponível em: <https://journals.lww.com/ajpmr/Abstract/2017/10000/Therapeutic_Effects_of_Horseback_Riding.5.aspx>. Acesso em: 14 nov. 2019.

TOMÉ, Ana Clécia de Abreu. Trabalho e/ou educação: história da educação profissional no Brasil, Tear: Rev. de Educação Ciência e Tecnologia, Canoas, v. 1, n. 2, p. 1-13, 2012.

TRZMIEL, Tomasz et al. Equine assisted activities and therapies in children with autism spectrum disorder: a systematic review and a meta-analysis. Complementary Therapies in Medicine, v. 42, p. 104-113, 2019. DOI: 10.1016/j.ctim.2018.11.004. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0965229918308331>. Acesso em:7 nov. 2019.

VERMÖHLEN, Vanessa. et al. Hippotherapy for patients with multiple sclerosis: a multicenter randomized controlled trial (MS-HIPPO). Multiple Sclerosis Journal, v. 24, n. 10, p. 1375-1382, 2018. DOI: 10.1177/1352458517721354. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28770664/>. Acesso em: 19 nov. 2019.

WOLLENWEBER, Vanessa. et al. Study of the effectivenes of hippotherapy on the symptoms of multiple sclerosis - outline of a randomised controlled multicenter study (MS-HIPPO). Contemporary Clinical Trials Communications, v. 3, p. 6-11, 2016. DOI: 10.1016/j.conctc.2016.02.001. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2451865415300594>. Acesso em: 15 dez. 2019.

XAVIER, Thays Ribeiro Torres Magalhães; FERNANDEZ, Natal Lânia Roque. Educação Profissional Técnica Integrada ao Ensino Médio: considerações históricas e princípios orientadores. Educitec, Manaus, v. 5, n. 11, p. 101-113, 2019. DOI: 10.31417/educitec.v5i11.710. Disponível em: <https://sistemascmc.ifam.edu.br/educitec/index.php/educitec/article/view/710>. Acesso em: 13 maio 2020.

ZADNIKAR, Monika; KASTRIN, Andrej. Effects of hippotherapy and therapeutic horseback riding on postural control or balance in children with cerebral palsy: a meta-analysis. Developmental Medicine & Child Neurology, v. 53, n. 8, p. 684–691, 2011. doi:10.1111/j.1469-8749.2011.03951.x. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21729249/>. Acesso em: 10 dez. 2019.

Downloads

Publicado

07/02/2022

Como Citar

MELO, A. L.; FIGUEIRAS, T. P. D.; CORREDEIRA, R. M. N.; CORREIA ALVES, N. J. C.-R. A equoterapia no contexto dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 22, p. e11622, 2022. DOI: 10.15628/rbept.2022.11622. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/11622. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS