APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS: UMA EXPERIÊNCIA EDUCATIVA NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

Carlos Emilio Padilla Severo

Resumo


Neste texto, apresentam-se relfexões acerca dos resultados de uma proposta educativa pautada nos princípios das metodologias de aprendizagens ativas. A investigação foi de natureza qualitativa, com base em um estudo de caso para análise das implicações da aprendizagem baseada em projetos. Com isso, visou-se o desenvolvimento da autonomia do estudante. Com a conclusão do trabalho investigativo, os resultados da prática educativa realizada no âmbito do estudo de caso são elencados. Os resultados apontaram estratégias pedagógicas para o desenvolvimento da autonomia do estudante com base na aprendizagem ativa.


Palavras-chave


educação profissional, aprendizagem, projetos

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, E. F.; MOURA, G. D. Metodologias Ativas de Aprendizagem na Educação Profissional e Tecnológica. B. Tec Senac, Rio de Janeiro, v. 39, n. 2, p. 48-67, 2013.

FEUERSTEIN, R.; FALIK, H. L.; FEUERSTEIN, R. S. Changing Minds & Brains: the legacy of Reuven Feuerstein. Columbia University. New York: Teachers College Press, 2015.

GAMMA, E.; HELM, R.; JOHSON, R.; VLISSIDES, J. Padrões de Projeto: soluções reutilizáveis de software orientado a objetos. Porto Alegre: Bookman, 2000.

HOC, J. M. Psychology of programming. London: Academic Press, 2014.

HORSTMANN, C.; GEARY, D. Core JavaServer Faces. 3ª Edição. São Paulo: Alta Books, 2012.

LEVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

PRENSKY, M. Digital game-based learning. In: Computers in Entertainment (CIE), v. 1, n. 1, p.21-21, 2003.

MEYERS, C.; JONES, Thomas B. Promoting active learning. San Francisco: Jossey Bass, 1993.

MORAN, J. M. Mudando a educação com metodologias ativas. Coleção Mídias Contemporâneas-Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens, v. 2, 2015.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. P. B. Metodologia de Pesquisa. 5ª Edição, Penso: São Paulo, 2013.

SEBESTA, R. W. Conceitos de linguagens de programação. São Paulo: Bookman, 2011.

SILBERMAN, M. Active learning: 101 strategies do teach any subject. Massachusetts: Ed. Allyn and Bacon, 1996.

SOLOWAY, E.; SPOHRER, J. C. Studying the novice programmer. Psychology Press, 2013.

TUCKER, Bill. The flipped classroom. Education next, v. 12, n. 1, 2012.

VYGOTSKY, L. S. A Formação Social da Mente. São Paulo: Martins Fontes, 2007.




DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2020.6717

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

RBEPTISSN 2447-1801 (Eletrônico)

Indexadores: Latindex - DOAJIresie - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa - BBE – Bibliografia Brasileira de Educação – (Brasil-Cibec/Inep/MEC)  - ERIH PLUS – European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences - Sistema eletrônico de editoração de revistas do IBICT - OasisBr - Portal de Periódicos CAPES/MEC - Diadorim - Sumários.org - LivRe - Catálogo de Periódicos de Livre Acesso - CrossRef -  Google Scholar - WorldCat - Airiti Library - MIAR - Information Matrix for the Analysis of Journals - International Institute of Organized Research (I2OR) - LatinREV - Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades - Publons - Citefactor