A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO GEOTECNOLÓGICO NO CURSO TÉCNICO EM RECURSOS PESQUEIROS DO IFRN

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2017.5111

Palavras-chave:

Educação Profissional, Currículo, Recursos Pesqueiros, Geotecnologia.

Resumo

O mundo globalizado contempla um grande período de avanço e expansão tecnológica, aumentando a cada minuto seu vasto número de usuários. Vivemos uma contínua fase de atualização dos conhecimentos diante das mudanças e evoluções dos mais diversos tipos de tecnologia. Dentre as quais, destacamos as geotecnologias como protagonistas do nosso estudo. O crescente interesse geotecnológico no Brasil vem despontando significativamente nos últimos anos e as mais diversas áreas de conhecimento vêm usufruindo dos benefícios gerados pela utilização dessa tecnologia, cada vez mais presente em nosso cotidiano. O presente trabalho tem como objetivo propor uma revisão curricular no Curso Técnico em Recursos Pesqueiros do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), de modo a proporcionar a aquisição de um novo componente curricular que trabalhe com ferramentas geotecnológicas aplicadas à área de atuação de Recursos Pesqueiros. Nossa metodologia contemplou uma pesquisa bibliográfica e utilização de um questionário com o corpo docente do instituto em foco, que abordava questões sobre a importância do ensino de geoprocessamento em Recursos Pesqueiros. Como resultados alcançados, confirmamos a importância de uma revisão curricular no curso técnico em questão, prevendo a criação desse novo componente curricular, a fim de promover um diferencial na vida acadêmica e profissional dos futuros técnicos em Recursos Pesqueiros. Com isto, seria mantida, assim, a tradição da instituição pesquisada em formar profissionais de referência para o competitivo mercado de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ALLEE, R. J., DETHIER, M., BROWN, D., DEEGAN, L., FORD, R. G., HOURIGAN, T. F., MARAGOS, J., SCHOCH, C., SEALEY, K., TWILLEY, R., WEINSTEIN, M. P. & YOKLAVICH, M. Marine and estuarine ecosystem and habitat classification. NOAA Technical Memorandum, NMFSeF/SPOe43. US NOAA National Marine Fisheries Service. 2000.

AQUINO, Javaerton de Souza. O FUNDEB e o Conselho de Controle Social: A Participação dos Conselheiros do Fundo no Município de Macau/RN. 2014. 136 f. Monografia (Graduação) – Curso de Licenciatura em Biologia, Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Macau, 2014.

AULT, J. S., LUO, J., SMITH, S. G., SERAFY, J. E., WANG, J.D., HUMSTON, R. & DIAZ, G. A. A spatial dynamic multistock production model. Canadian Journal of Fisheries and Aquatic Sciences, 56: 4-25. 1999.

BABCOCK, E. A., PIKITCH, E. K., MC ALLISTER, M. K., APOSTALAKI, P. & SANTORA, C. A. Perspective on the use of spatialized indicators for ecosystem-based fishery management through spatial zoning. ICES Journal of Marine Science, 62: 469-76. 2005.

BAKER; WHITE. The effects of GIS on students attitudes, selfefficacy, and achievement in middle school science classrooms. Journal of Geography. V.102, n.6, p. 243-254. 2003.

BOSCATTO; PROCHNOW; OLIVEIRA, 21 a 24 de Outubro de 2007. A Utilização do Sistema de Informações Geográfica – SIG como apoio ao planejamento legal da Malacocultura. XXIII Congresso Brasileiro de Cartografia, Rio de Janeiro, Brasil.Close & Hall (2006)

FISHER; RAHEL. Geography Information Systems in Fisheries. American Fisheries Society, Bethesda, Maryland, 275p. 2004.

FISHER; TOEPFER. Recent trends in geographic information systems education and fisheries research applications at U.S. Universities. Fisheries, 23:10-13. 1998.

GUNEROGLU, A; E. KOSE, C. ERUZ, E. BASAR, S. ERKEBAY E F. KARSLI. Use of geografic information system (GIS) to select fish cage farming sites in Surmene Bay, Black Sea. The Israeli Journal of Aquaculture, Vol. 57. Nº2, pp.81-89. 2005.

HALL, G. B. & CLOSE, C. H. Local knowledge assessment for a small-scale fishery using geographic information systems. Fisheries Research, 83: 11-22. 2007.

IFRN. Projeto Político-Pedagógico do IFRN: uma construção coletiva. Natal, 2012. Disponível em: <http://www.ifrn.edu.br>. Acesso em: 18 jun. 2015.

IFRN. Projeto Pedagógico do Curso Técnico de Nível Médio em Recursos Pesquiros na forma Subsequente, na modalidade presencial. Natal, 2012. Disponível em: <http://www.ifrn.edu.br>. Acesso em: 18 jun. 2015.

KERSKI, J. The implantation and effectiveness of Geographic Information Systems technology in secondary education. Journal of Geography, v. 102, n.3, p. 128-137. 2003.

LONERAGAN N.R., KENYON R.A., STAPLES D.J., POINER I.R. AND CONACHER C.A. The influence of seagrass type on the distribution and abundance of postlarval and juvenile tiger prawns (Penaeus esculentus and P. semisulcatus) in the western Gulf of Carpentaria, Australia. Journal of Experimental Marine Biology and Ecology 228, 175–195. 1998.

MAURY, O. & GASCUEL, D. S. Simulateur halieutique de dynamiques spatiales, a GIS based numerical model of fisheries. Example application: the study of a marine protected area. Aquatic Living Resources, 12: 77-88. 1999.

MORRIS, L. & BALL, D. Habitat suitability modelling of economically important fish species with commercial fisheries data. ICES Journal of Marine Science, 63: 1590-1603. 2006.

RIOLO, F. A geographic information system for fisheries management in American Samoa. Environmental Modeling Software, 21: 1025-1041. 2006.

ROSENBERG, M.S., ADAMS, D.C., GUREVITCH, J. MetaWin: Statistical Software for Meta-Analysis, Version 2. Sinauer Associates, Sunderland, MA, USA. 2000.

SCHOLZ, A. J. Groundfish Fleet Restructuring Information and Analysis Project: Final Report and Technical Documentation. Pacific Marine Conservation Council/Ecotrust, San Francisco, California, 63p. 2003.

SILVA, Tatiana S. O Uso dos Sistemas de Informação Geográfica para o Ensino em Recursos Pesqueiros. CINTED-UFRGS Revista Novas Tecnologias na Educação. v. 3. Nº 1, Maio, 2005.

SONSOLO, Davis Gruber; BACK, Gilberto. O Ensino de Geoprocessamento Para Estudantes de Turismo: Uma Discussão Sobre suas Potencialidades. V Seminário de Pesquisa em Turismo do MERCOSUL (SeminTUR), 27 e 28 de Junho de 2008, pp. 1-7.

SOUSA, Keid Nolan Silva. Representação espacial de dados pesqueiros na Costa Norte Amazônica: Mapeamento e análise descritiva de dados de desembarque no estado do Pará. In: XIV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 15º., 2009, Natal. Anais XIV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Natal, Brasil, 25-30 abril 2009, INPE, p. 4425-4432.

VALAVANIS, V. D. Geographic informaition systems in oceanography and fisheries. Taylor and Francis, New York. 2002.

WEST, B. Student attitude and the impact GIS on thinking skills and motivation. Journal of Geography.v.102, n.6, p.267-274. 2003.

YANEZ, R. E., CATASTI, V., BARBIERI, B.M.A. & BOHM, G. S. Relationships between the small pelagic resources distribution and the sea surface temperatures recorded by NOAA satellites from Chile central zone. Investigaciones Marinas, 24: 107–122. 1996.

Downloads

Publicado

18/12/2017

Como Citar

FRANÇA, N.; ARAÚJO, P. V. do N.; ALBINO, G. G. A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO GEOTECNOLÓGICO NO CURSO TÉCNICO EM RECURSOS PESQUEIROS DO IFRN. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 2, n. 13, p. 31–47, 2017. DOI: 10.15628/rbept.2017.5111. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/5111. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS