JOÃO ALFREDO CORRÊA DE OLIVEIRA: ENSINO TÉCNICO PROFISSIONAL E MODERNIZAÇÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA NO SEGUNDO REINADO

Ícaro Capanema de Faria

Resumo


Considerando-se o contexto brasileiro do fim do século XIX, destaca-se a preocupação de intelectuais e políticos em formar uma nova mão de obra livre, reflexo do processo gradual de abolição da escravatura. Em meio a esses intelectuais, destaca-se a figura de João Alfredo Corrêa de Oliveira e suas iniciativas direcionadas à educação profissional como importante fator de transformação da sociedade brasileira. Através de discursos escritos em relatórios políticos e de seu projeto de reforma da instrução primária e secundária em 1874, busca-se identificar suas várias significações relacionadas à educação profissional, além de estabelecer uma relação entre as escolas de ensino técnico profissional e a modernização do Império brasileiro.


Palavras-chave


Educação Profissional; Modernização; História; João Alfredo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALONSO, Angela. Ideias em movimento: a geração de 1870 na crise do Brasil Império. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

ANDRADE, Manuel Correia de. João Alfredo o estadista da abolição. Recife: FUNDAJ, Editora Massangana, 1988.

BARBOSA, Rui. Reforma do ensino secundário e superior. Obras completas. Vol. IX, tomo I. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde, 1942.

BASTOS, Maria Helena Câmara. A Instrução Pública (1872-1875/1887-1888): Permuta de luzes e ideias. Os editoriais de Alambary Luz. Fortaleza: ANPUH – XXV SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2009. Disponível em: acessado em 28 de Junho 2016.

BLAKE, Sacramento. Verbete João Alfredo Corrêa de Oliveira. In: Diccionario bibliográphico brazileiro. Vol. 3. Rio de Janeiro: Typographia Nacional, 1883-1902, p. 315-316.

CARVALHO, José Murilo de. A construção da ordem: a elite política imperial; Teatro de sombras : a política imperial. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

CARVALHO, José Murilo de. História intelectual no Brasil: a retórica como chave de leitura. Topoi (Rio J.), Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 123-152, Dec. 2000 . Disponível em: . acessado em 28 de Junho 2016.

CHAMON, Carla S. Escolas de Artes e Ofícios Mecânicos em Minas Gerais. Cadernos de História da Educação, v. 13, p. 569-591, 2014.

COSTA, Emília Viotti da. Da Monarquia à República: momentos decisivos. 7. ed. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1999.

CUNHA, Luiz Antonio. O ensino de ofícios artesanais e manufatureiros no Brasil escravocrata. 2. ed. São Paulo: UNESP, Brasília: FLACSO Brasil, 2005.

FONSECA, Celso Suckow da. História do ensino industrial no Brasil. Rio de Janeiro, 1961.

GALVÃO, Ana Maria de Oliveira; Lopes, Eliane Marta Teixeira. Território Plural: a pesquisa em história da educação. São Paulo: Ática, 2010.

LYNCH, Christian. Da Monarquia à Oligarquia: História Institucional e pensamento político brasileiro (1822 - 1930). São Paulo: Alameda, 2014

LYNCH, Christian. O Império é que era a República: a monarquia republicana de Joaquim Nabuco. São Paulo: Lua Nova, 2012.

MACHADO, Maria Cristina Gomes; SILVA, Josie Agatha Parrilha. Os projetos de reforma da escola pública propostos no Brasil entre 1870 e 1880. Revista HISTEDBR, 2007. Disponível em: acessado em 28 de Junho 2016.

MALHEIRO, Ângela. O Poder, a palavra e a ação: os discursos políticos como fonte histórica. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa, 2015. Disponível em: https://ww.academia.edu/11856646/O_PODER_A_PALAVRA_E_A_A%C3%87%C3%83O_os_discursos_pol%C3%ADticos_como_fonte_hist%C3%B3rica acessado em 28 de Junho de 2016

MOACYR, Primitivo. A instrução e as provincias: subsídios para a história da educação no Brasil 1834-1889: volume 1: Das Amazonas às Alagoas. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1939.

OLIVEIRA, João Alfredo Corrêa de. Minha Meninice. Revista do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano, vol. XLII, Recife, 1953, e Suplemento da Tribuna de Petrópolis, no 3 - Petrópolis, Julho de 1949.

PATTO, Maria Helena Souza. "Escolas cheias, cadeias vazias: nota sobre as raízes ideológicas do pensamento educacional brasileiro". Estud. av., São Paulo, v. 21, n. 61, p. 243-266, Dec. 2007. Disponível em: . Acessado em 28 de junho de 2016

SANTOS, Jaime. A trajetória da educação profissional. In: LOPES, E. M. T.; FARIA FILHO, L. M.; VEIGA, C. G. (Orgs.) 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000, p. 205-224.

SOUZA FILHO, Tarquínio de. O Ensino Technico no Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1887.

TORRES, João Camillo de Oliveira. Os construtores do Império. São Paulo: Nacional, 1968.

VEIGA, Cynthia Greive. História da Educação. São Paulo: Ática, 2007.




DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2020.10057

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

RBEPTISSN 2447-1801 (Eletrônico)

Indexação: Latindex - DOAJIresie - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa - BBE – Bibliografia Brasileira de Educação – (Brasil-Cibec/Inep/MEC)  - ERIH PLUS – European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences - Sistema eletrônico de editoração de revistas do IBICT - OasisBr - Portal de Periódicos CAPES/MEC - Diadorim - Sumários.org - LivRe - Catálogo de Periódicos de Livre Acesso - CrossRef -  Google Scholar - WorldCat - Airiti Library - MIAR - Information Matrix for the Analysis of Journals - International Institute of Organized Research (I2OR) - LatinREV - Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades - Publons - Citefactor - Scientific Indexing Services (SIS) 

Siga a RBEPT: