LICENCIATURAS NOS INSTITUTOS FEDERAIS: ASPECTOS PARA DISCUSSÃO

Bruna Mendes Oliveira, Maria Rita Neto Sales Oliveira

Resumo


Este texto apresenta resultados parciais de estudo sobre os cursos de licenciatura em Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. O estudo tem por objetivo compreender aspectos desses cursos quanto à condição de se eles contemplam ou não a docência para o ensino médio integrado, ou seja, na educação profissional integrada ao ensino médio. Além disso, aborda-se a natureza da oferta em questão, ou seja, se ela privilegia a docência das disciplinas acadêmicas ou das disciplinas técnicas. Os resultados parciais já obtidos, pela análise dos projetos político-pedagógicos de cursos dos Institutos Federais de Minas Gerais, sinalizam que, a despeito da oferta de ensino integrado nos Institutos e de alguns dos projetos mencionarem a intenção de formar professores para atuarem no integrado, os currículos analisados não contemplariam essa formação. Corrobora-se ainda o fato de que essas instituições continuam privilegiando as licenciaturas para as disciplinas científicas, apesar de serem instituições prioritariamente de educação profissional. Confirma-se, também, a continuidade da não exigência de requisitos legais de formação docente para atuação nas disciplinas técnicas da educação profissional de nível médio, mesmo considerando que essa modalidade de ensino situa-se no âmbito da educação básica.


Palavras-chave


formação docente; educação profissional; ensino médio integrado.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, R. M. L.; RODRIGUES, D. S.; SILVA, G. P. Ensino integrado como projeto político de transformação social. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v.23, n.1, p.161-186, jan./abril 2014.

BRASIL. Lei n. 9.394/1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC/SEF, 1996. Disponível em < http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/ldb.pdf> Acesso em 20 out. 2014.

BRASIL. CNE/CP. Resolução CNE/CP n. 1/2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília: MEC, 2002. Disponível em Acesso em 26 dez. 2014.

_______. Decreto n. 5.154/2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Brasília: MEC, 2004a. Disponível em Acesso em 12 dez. 2014.

BRASIL. MEC/SETEC. Proposta em discussão: políticas para a educação profissional e tecnológica. Brasília: MEC/SETEC, 2004b.

BRASIL. Lei n. 11.892/2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília: MEC, 2008a. Disponível em: Acesso em 08 jan. 2013.

_______. Lei n. 11.741/2008. Altera dispositivos da Lei n. 9.394/1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para redimensionar, institucionalizar e integrar as ações da educação profissional. Brasília: MEC, 2008b. Disponível em: Acesso em: 20 out. 2014.

BRASIL. CNE/CP. Resolução CNE/CP n. 2/2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília: MEC, 2015. Disponível em < http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=17719-res-cne-cp-002-03072015&category_slug=julho-2015-pdf&Itemid=30192> Acesso em 22 jul. 2015.

CIAVATTA, M. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e identidade. In: FRIGOTTO, G; CIAVATTA; M.; RAMOS, M. (Orgs.) Ensino médio integrado: concepções e contradições. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2012, p.83- 106.

_______. O Ensino integrado, a politecnia e a educação omnilateral. Por que lutamos? Revista Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v.23, n.1, p.187-205, jan./abril 2014.

FRIGOTTO, G; CIAVATTA, M; RAMOS, M. A gênese do Decreto n. 5.154/2004: um debate no contexto da democracia restrita. In: FRIGOTTO, G; CIAVATTA; M.; RAMOS, M. (Orgs.) Ensino médio integrado: concepções e contradições. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2012, p.21-56.

LIMA, F. B. G. A formação de professores nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: um estudo da concepção política. 2012. 282f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília-DF, 2012.

LIMA, F. B. G.; SILVA, K. A. C. P. C. As licenciaturas nos Institutos Federais: concepções e pressupostos. In: ENCONTRO ESTADUAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 4, 2011, Goiânia. Anais do IV Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino. Disponível em Acesso em 20 de junho de 2011.

MACHADO, L. R. S. Diferenciais inovadores na formação de professores para a educação profissional. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, Brasília, v.1, n.1, p.8-22, jun. 2008.

MOURA, D. H. A formação docente para a educação profissional tecnológica. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, Brasília, v.1, n.1, p.23-28, jun. 2008.

OLIVEIRA, B. M. Evasão nos cursos de licenciatura do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais – Campus Salinas. 2013. 99f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas) – Instituto Federal do Norte de Minas Gerais, Salinas-MG, 2013.

OLIVEIRA, M. R. N.; BURNIER, S. Perfil das licenciaturas nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. In: CUNHA, D. M. et al. (Orgs.). Formação/profissionalização de professores e formação profissional e tecnológica: fundamentos e reflexões contemporâneas. Belo Horizonte: Editora PUC Minas, 2013, p.145-166.

PENA, G. A. C. Docência na educação profissional e tecnológica: conhecimentos, práticas e desafios de professores de cursos técnicos na rede federal. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte - MG, 2014.

RAMOS, M. Concepção de ensino médio integrado. 2008. Disponível em: Acesso em 03 set. 2013.

_______. Possibilidades e desafios na organização do currículo integrado. In: FRIGOTTO, G; CIAVATTA; M.; RAMOS, M. (Orgs.). Ensino médio integrado: concepções e contradições. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2012, p.107-128.

RAMOS, M. Filosofia da práxis e práticas pedagógicas de formação de trabalhadores. Revista Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v.23, n.1, p.207-218, jan./abril 2014.

SAVIANI, D. O choque teórico da politecnica. Trabalho, educação e saúde, Rio de Janeiro, v.1, n.1, p.131-152, 2003.




DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2016.3493

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

RBEPTISSN 2447-1801 (Eletrônico)

Indexação: Latindex - DOAJIresie - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa - BBE – Bibliografia Brasileira de Educação – (Brasil-Cibec/Inep/MEC)  - ERIH PLUS – European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences - Sistema eletrônico de editoração de revistas do IBICT - OasisBr - Portal de Periódicos CAPES/MEC - Diadorim - Sumários.org - LivRe - Catálogo de Periódicos de Livre Acesso - CrossRef -  Google Scholar - WorldCat - Airiti Library - MIAR - Information Matrix for the Analysis of Journals - International Institute of Organized Research (I2OR) - LatinREV - Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades - Publons - Citefactor - Scientific Indexing Services (SIS) 

Siga a RBEPT: