TRAJETÓRIA DO ENSINO MÉDIO E DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL NO BRASIL

Francisca Natália Silva, Erika Roberta Silva Lima, Lenina Lopes Soares Silva

Resumo


Nesse artigo, delineia-se o percurso histórico do Ensino Médio e da Educação Profissional no Brasil. Buscou-se conhecer como o Ensino Médio e a Educação Profissional foram institucionalizados no Brasil a partir da seguinte questão: Como o Ensino Médio e a Educação Profissional vêm se constituindo ao longo da história da educação brasileira? Para responder ao questionamento realizou-se uma pesquisa de natureza qualitativa na qual foi dado enfoque histórico, partindo-se de análise documental e bibliográfica. Considerou-se ainda, aspectos vinculados à Educação Profissional em suas interações e influências socioculturais e econômicas, tais como: a relação trabalho, educação e sociedade e a divisão social do trabalho. A partir do que foi pesquisado percebeu-se, com ênfase na trajetória da Educação Profissional e do Ensino Médio, mudanças que foram efetivadas dentro de um processo histórico diversificado que acompanha um conjunto de aspectos sociais, econômicos, políticos e educacionais em âmbito nacional e internacional em um mundo globalizado. Diante do que foi discutido ao longo do texto, defende-se uma Educação Profissional de forma integrada à Educação Básica. Um tipo de ensino que permita a integração do ensino científico, produzido e acumulado historicamente, com a formação profissional. Dessa forma, quem sabe? Exista uma educação que interesse à classe trabalhadora; uma formação que não seja apenas técnica, mas que garanta uma formação humana integral. Para tanto, torna-se inevitável às políticas e reformas educacionais, mas que estas tentem ultrapassar as barreiras que impedem uma educação científica e tecnológica integrada culturalmente ao momento histórico vivenciado no século XXI. 


Palavras-chave


História da Educação, Ensino Médio, Educação Profissional.

Texto completo:

PDF

Referências


Boxes, C. (2002). O império marítimo português. São Paulo: Companhia das Letras.

Constituição Federal (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal.

Decreto nº. 2.208, de 17 de abril de 1997. (1997). Regulamenta o § 2º do art. 36 e os artigos 39 a 42 da Lei federal nº. 9.394/96. Brasília.

Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004. (2004).. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília.

Lei de 15 de outubro de 1827. Manda criar escolas de primeiras letras em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos do Império. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2014.

Coelho, M. C. P. (1990). A educação brasileira na nova república. Educação e Filosofia. Uberlândia, n. 4. Recuperado em 18 dezembro, 2014, de http://www.seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/1244/1126.

Germano, J. W. (2005) Estado militar e educação no Brasil. (4a ed.). São Paulo: Cortez.

Ianni, O. (1998). Globalização e neoliberalismo. São Paulo em Perspectiva. Recuperado em 20 julho de 2014: http://produtos.seade.gov.br/produtos/spp/v12n02/v12n02_03.pdf.

Moura, D. H. (2012). Políticas públicas para a educação profissional técnica de nível médio nos anos 1990 e 2000: limites e possibilidades. In: OLIVEIRA, R. (Org.). Jovens, ensino médio e educação profissional: políticas públicas em debate. Campinas: Papirus.

Queiroz, C. M. et al. (2012, dezembro). Evolução do ensino médio no Brasil. Anais do simpósio internacional o estado e as políticas educacionais no tempo presente, Uberlândia, Brasil.

Santos, B. S. (2002). A globalização e as ciências Sociais. São Paulo: Cortez.

Santos, R. R. (2010) Breve histórico do ensino médio no Brasil. Anais do Seminário cultura e política na primeira república: campanha civilista na Bahia, Ilhéus, Brasil.

Saviani, D. (2008). História das ideias pedagógicas no Brasil. (2a.ed.) Campinas-SP: Autores Associados.

Severino, A. J. (1996). Educação, ideologia e contra-Ideologia. São Paulo: EPU.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2017.5753



 

HOLOS IN THE WORLD