PROPOSTA EDUCATIVA UTILIZANDO O JOGO RPG MAKER: ESTRATÉGIA DE CONSCIENTIZAÇÃO E DE APRENDIZAGEM DA QUÍMICA AMBIENTAL

Ticiane Vieira de Paula Souza, Érica Vieira de Paula Souza, Thiago Gomes Nepomuceno da Silva, Daguia de Medeiros Silva, Maria Elenir Nobre Pinho Ribeiro

Resumo


Este trabalho refere-se à utilização do RPG Maker (software educativo) como objeto de aprendizagem (OA) para conscientização e contextualização do ensino de Química, no âmbito do Ensino Médio. A relação entre a Educação Ambiental e o ensino de Química possibilita aos educandos observar as transformações que ocorrem no ambiente melhorando, por conseguinte, sua compreensão dos conteúdos. Visto que é o professor que tem a função de escolher a metodologia que viabilize a reflexão e uma compreensão crítica sobre a realidade em que o aluno está inserido, propõe-se que uma das formas viáveis de trabalhar a Educação Ambiental no ensino de Química é contextualizar os assuntos utilizando um OA, como o software educativo baseado no RPG Maker. Conforme foi visualizado neste trabalho, o uso do OA tornou a aula mais interessante, contextualizada e facilitou a aprendizagem do assunto relacionado à Química Ambiental.


Palavras-chave


Química; Ensino; jogos; ensino de química

Texto completo:

PDF

Referências


ARROIO, A., HONÓRIO, K. M., WEBER, K. C., HOMEM-DE-MELO, P., GAMBARDELLA, M. T. P. e SILVA, A. B. F. O show da Química: motivando o interesse científico. Química Nova, v. 29, n. 1, p. 173-178, 2006. Em: http://www.scielo.br/pdf/qn/v29n1/27876.pdf

BRASIL. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, Brasília, DF, 27 abril. 1999. Em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. 3 ed. Brasília: MEC/SEF, 2001.

BITTENCOURT, J. R. e GIRAFFA, L. M. M. A utilização dos Role-Playing Games Digitais do processo de ensino-aprendizagem. Pontifícia Universidade do Rio Grande do Sul (PUCRS), Faculdade de Informática. Programa de Pós-Graduação e Ciência da Computação, 2003.. Em: http://www3.pucrs.br/pucrs/files/uni/poa/facin/pos/relatoriostec/tr031.pdf

CASTOLDI, R., POLINARSKI, C. A. A Utilização de Recursos Didático-Pedagógicos na Motivação da Aprendizagem. Anais do II Simpósio Nacional de Ensino de Ciência e Tecnologia, 2009.

CARVALHO, I. A Invenção ecológica. Porto Alegre: UFRGS, 2001.

CAVALCANTI, E. L. D., SOARES, M. H. F. B. O uso do jogo de roles (roleplaying game) como estratégia de discussão e avaliação do conhecimento químico. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 8, n. 1, p. 255-282, 2009. Em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen8/ART14_Vol8_N1.pdf

FERREIRA, E. Educação ambiental e desenvolvimento de práticas pedagógicas sob um novo olhar da ciência química. Americana: Centro Universitário Salesiano de São Paulo, 2010.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Terra e Paz, 2002.

GOMES, A. S., PADOVANI, S. Usabilidade no ciclo de desenvolvimento de software educativo. Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, 2005. Em: http://www.cin.ufpe.br/~asg/publications/files/gomes_padovani_mini_curso_sbie_2005.pdf

GUTIERREZ, S. S. Distribuição de conteúdos e aprendizagem on-line. Revista Novas Tecnologias na Educação, v.2, p. 1-14, 2004.

HAIDT, R. C. C. Curso de Didática Geral. São Paulo: Ática, 2003.

ILHA, P. C. A e CRUZ, D. M. Jogos eletrônicos na educação: uma pesquisa aplicada do uso do Sim City4 no ensino médio. XII Workshop de Informática na Escola. Campo Grande/MS, 2006. Em: http://www.academia.edu/2285194/Jogos_eletronicos_na_educacao_uma_pesquisa_aplicada_do_uso_do_Sim_City4_no_ensino_medio

MELO, C. M. R. As atividades lúdicas são fundamentais para subsidiar ao processo de construção do conhecimento (continuação). Información Filosófica, v. 2, n. 1, p. 128-137, 2005.

NASCIMENTO JR., F. A.; PIETROCOLA, M. O papel do RPG no ensino de física. Atas do V Encontro nacional de pesquisa em educação em ciências. Bauru: ABRAPEC, 2005. Em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/venpec/conteudo/artigos/3/pdf/p565.pdf

NUNES, H. F. O jogo RPG e a socialização do conhecimento. Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, n. esp., p.75-85, 2004.

OLIVEIRA, R. C., PIERSON, A. H. e ZUIN, V. G. O uso do Role Playing Game (RPG) como estratégia de avaliação da aprendizagem no Ensino de Química. VII Encontro Nacional de Pesquisas em Educação em Ciências, 2009. Em: http://posgrad.fae.ufmg.br/posgrad/viienpec/pdfs/961.pdf

SOARES, M. Jogos para o Ensino de Química: Teoria, Método e Aplicações. Guarapari: ExLibris, 2008.

SCHAFFEL, V. O. S. e MOURA, R. M. Utilização do roleplayng game (RPG) eletrônico como ferramenta metodológica de aprendizagem em biologia, V Colóquio Internacional Educação e Contemporaneidade, São Cristovão- SE/Brasil, 2011. Em: http://www.educonufs.com.br/vcoloquio/cdcoloquio/cdroom/eixo%208/PDF/Microsoft%20Word%20-%20UTILIZAcaO%20DO%20ROLEPLAYNG%20GAME_RPG_ELETRoNICO%20COMO%20FERRAMENTA%20METODOLoGICA%20DE%20APRENDIZAGEM%20EM%20BIOLOGIA.pdf

SILVA, L. O. P., ALVES, B. H. P.e SANTOS, V. F. Objetos de Aprendizagem: o aquilato de professores e alunos do ensino médio e a criação de alguns OA usando softwares de linguagens simples. XVI Encontro Nacional de Ensino de Química (XVI ENEQ) e X Encontro de Educação Química da Bahia (X EDUQUI), 2012. Em: http://www.portalseer.ufba.br/index.php/anaiseneq2012/article/view/7980/5869




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2015.1844



 

HOLOS IN THE WORLD