REFLEXÃO SOBRE A PESQUISA EM ENSINO DE QUÍMICA NO BRASIL ATRAVÉS DO PANORAMA DA LINHA DE PESQUISA: LINGUAGEM E FORMAÇÃO DE CONCEITOS

Autores

  • Robson Oliveira de Morais Licenciatura em Química - Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Campus Currais Novos, RN, Brasil
  • Tiago dos Santos Silva Licenciatura em Química - Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Campus Currais Novos, RN, Brasil
  • Jadson Borges de Oliveira Licenciatura em Química - Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Campus Currais Novos, RN, Brasil
  • Anderson Bruno da Silva Licenciatura em Química - Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Campus Currais Novos, RN, Brasil
  • Maria Elenir Nobre Pinho Ribeiro IFRN- Campus Currais Novos

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2014.1882

Resumo

O presente trabalho pretende apresentar um panorama nacional sobre as pesquisas em linguagem e formação de conceitos no Ensino de Química, tendo como base o Diretório de Grupos de Pesquisa no Brasil, existente no portal do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Dada a importância da linguagem e da apropriação de conceitos científicos no processo de ensino-aprendizagem dos educandos, evidenciado pelos autores que defendem a teoria construtivista, é importante que pesquisas nesta área sejam incentivadas, pois a apropriação, ou não, desses saberes por parte dos professores, tem reflexo direto na prática pedagógica e na qualidade do ensino de Química. A pesquisa realizada constatou que o número de linhas de pesquisas nesta área ainda é muito pequeno no nosso país, não chegando à proporção de 1:1 por unidade federativa, apesar do crescimento em pesquisas no Ensino de Química nos últimos anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

BACHELARD, G. TRADUAÇÃO: ABREU, E.S. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanalise do conhecimento. Rio de Janeiro: Contraponto. 1996. Em: http://bvespirita.com/A%20Forma%C3%A7%C3%A3o%20do%20Esp%C3%ADrito%20Cient%C3%ADfico%20(Gaston%20Bachelard).pdf

BORGES-ANDRADE, J. E. Em Busca do Conceito de Linha de Pesquisa. Revista de Administração Contemporânea, v.7, n.2, p.157-170. 2003. Em: http://www.scielo.br/pdf/rac/v7n2/v7n2a09.pdf

CNPq. Censo. Busca de linhas de pesquisa. Out. 2013. Em: http://dgp.cnpq.br/buscagrupo/

CNPq. Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil. Out. 2013. Em: http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/

CNPq. Perguntas frequentes. Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil. Out. 2013. Em: http://dgp.cnpq.br/diretorioc/index.html

COSTA, R.G., PASSERINO, L.M. e ZARO, M.A. Fundamentos teóricos do processo de formação de conceitos e suas implicações para o ensino e aprendizagem de Química. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v.14, n.1, p.271-281. 2012. Em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=129523627018

DELIZOICOV, D. e ANGOTTI, J.A. Física, Coleção Magistério - 2º Grau, São Paulo: Cortez. 1991.

GEHLEN, S.T., AUTH, M.A., AULER, D., MALDANER, O.A. e PANSERA-DE-ARAÚJO, M.C. Freire e Vigotski no contexto da educação em Ciências: aproximações e distanciamentos. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v.10, n.2, p.267-282.2008. Em: http://www.portal.fae.ufmg.br/seer/index.php/ensaio/article/view/150/212

GERBELLI, B.B., CARDOSO, J.G., SILVA, J.C.A., MERCÚRIO, M.E., RODRIGUES, M.B..S.G., POJAR, R., POSTAL, T. D. e HENRIQUES, V.B. Formação de professores e formação de conceitos científicos segundo Vigorski. XVIII Simpósio Nacional do Ensino de Física. 2009. Em: http://www.cienciamao.usp.br/dados/snef/_formacaodeprofessoresefo.trabalho.pdf

GÓES, M.C.R. e CRUZ, M.N. Sentido, significado e conceito: notas sobre as contribuições de Lev Vigotski. Pro-Posições, v.17, n.2(50), p.31-45. 2006. Em: http://www.proposicoes.fe.unicamp.br/~proposicoes/textos/50_dossie_goes_mcr_etal.pdf

JIMÉNEZ-LISO, M.R. e DE MANUEL, E. La Química cotidiana, una oportunidad para el desarrollo profesional del profesorado. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v.8, n.3, p.878-900. 2009. Em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen8/ART7_Vol8_N3.pdf

KORTLAND, J. Context-based science curricula: Exploring the didactical friction between context and science content. 10º European Science Education Research Association. 2007. Em: http://www.staff.science.uu.nl/~kortl101/art_esera-07-synopsis.pdf

LEDERMAN, N.G. Nature of science: Past, present, and future. Handbook of research on science education, p. 831-879. 2007.

LOPES, A.R.C. Conhecimento escolar em Química: processo de mediação didática da Ciência. Química Nova, v.20, n.5, p.563-568. 1997.

MACENO, N.G. e GUIMARÃES, O.M. Concepções de ensino e de avaliação de professores de Química do Ensino Médio. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v.12, n.1, p.24-44. 2013. Em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen12/REEC_12_1_2_ex648.pdf

MALDANER, S.T.G.O.A. e DELIZOICOV, D. Momentos pedagógicos e as etapas da Situação de Estudo: complementaridades e contribuições para a Educação em Ciências. Ciência & Educação, v.18, n.1, p.1-22. 2012. Em: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v18n1/01.pdf

MASSI, L., DE ABREU, L.N. e QUEIROZ, S.L. Apropriação da linguagem científica por alunos de iniciação científica em Química: considerações a partir da produção de enunciados científicos. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 7, n.3, p.704-721. 2008. Em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen7/ART11_Vol7_N3.pdf

MENANDRO, P.R.M. Linha de Pesquisa: Possibilidades de Definição e Tipos de Utilização do Conceito. Revista de Administração Contemporânea, v.7, n.2, p.177-188. 2003. Em: http://www.scielo.br/pdf/rac/v7n2/v7n2a09.pdf

MORTIMER, E.F. Construtivismo, mudança conceitual e ensino de ciências: para onde vamos. Investigações em Ensino de Ciências, v.1, n.1, p.20-39. 1996. Em: http://www.if.ufrgs.br/ienci/artigos/Artigo_ID8/v1_n1_a2.pdf

NÉBIAS, C. Formação dos conceitos científicos e práticas pedagógicas. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v.3, n.4, p.133-140. 1999. Em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v3n4/11.pdf

PEREIRA, C.L. Piaget, Vygotsky and Wallon: contributions for language studies. Psicologia em Estudo, v.17, n.2, p.277-286. 2012. Em: http://www.scielo.br/pdf/pe/v17n2/v17n2a10.pdf

PEREIRA, L.F. e FERREIRA JR., T.M. A utilização de estratégias de leitura na interpretação das questões de Química do ENEM. in: VII CONNEPI. 2012. Em: http://propi.ifto.edu.br/ocs/index.php/connepi/vii/paper/view/2576/1257

POZO, J.I. e CRESPO, M.A.G. A Aprendizagem e o Ensino de Ciências: Do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. Porto Alegre: Artmed. 2009.

PREDEBON, F. Evolução das concepções didáticas de futuros professores de Química sob uma perspectiva investigativa construtivista. Dissertação. Porto Alegre: ISBS/UFRGS. 2009. Em: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/16337/000702367.pdf?sequence=1

PYBURN, D., PAZICNI, S., BENASSI, V. e TAPPIN, E.E. Assessing the relation between language comprehension and performance in general chemistry. Chemistry Education Research and Practice, v.14, n.3, p.524-541. 2013. Em: http://www.rsc.org/suppdata/rp/c3/c3rp00014a/c3rp00014a.pdf

QUEIROZ, S.L. A linguagem escrita nos cursos de graduação em Química. Química Nova, v.24, n.1, p.143-146. 2001. Em: http://www.scielo.br/pdf/qn/v24n1/4463.pdf

RAMOS, R.C., SILVA, H.S. e LOPES, J. A aprendizagem no ensino-aprendizagem das Ciências Naturais através de um método de aprendizagem cooperativa. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias , v.12, n.2, p.334-346. 2013. Em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen12/reec_12_2_6_ex406.pdf

REIS, M. Química: Meio Ambiente, Cidadania, Tecnologia. São Paulo: FTD. 2010

REZENDE, F.S., FERREIRA, L.N.A. e QUEIROZ, S.L. Concepções a respeito da construção do conhecimento científico: uma análise a partir de textos produzidos por estudantes de um curso superior de química. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v.9, n.3, p.596-617. 2010. Em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen9/ART6_Vol9_N3.pdf

RIGOLON, R.G. e OBARA, A.T. Distinção entre analogia e metáfora para aplicação do modelo Teaching with analogies por licenciandos de Biologia. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v.10, n.3, p.481-498. 2011. Em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen10/REEC_10_3_5.pdf

RODRIGUEZ, M. Language problems in chemistry learning. 5th International Conference on Education and New Learning Technologies. 2013. Em: http://library.iated.org/view/RODRIGUEZ2013LAN

ROQUE, N.F. e SILVA, J.L.P.B. A Linguagem Química eo ensino da Química Orgânica. Química Nova, v.31, n.4, p.921-923. 2008. Em: http://quimicanova.sbq.org.br/qn/qnol/2008/vol31n4/33-ED08026.pdf

SCHNETZLER, R.P. A pesquisa em Ensino de Química no Brasil: Conquistas e Perspectivas. Química Nova, v.25, supl.1, p.14-24. 2002. Em: http://www.scielo.br/pdf/qn/v25s1/9408.pdf

SILVA, J.C. e SILVA, A.d.C.T. Pressupostos da teoria semiótica de Peirce e sua aplicação na análise das representações em química. VI Colóquio Internacional Educação e Contemporaneidade. 2012. Em: https://ri.ufs.br/bitstream/123456789/683/1/PressupostosSemioticaPeirce.pdf

SOUZA, V.A. e JUSTI, R.S. Interlocuções possíveis entre linguagem e apropriação de conceitos científicos na perspectiva de uma estratégia de modelagem para a energia envolvidas nas Transformações Químicas. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v.13, n.2, p. 31-46. 2011. Em: http://www.portal.fae.ufmg.br/seer/index.php/ensaio/article/view/310/610

STEFAN, H. Vygotsky e o conexionismo na formação de conceitos. Letras de Hoje–Estudos e debates de assuntos de linguística, literatura e língua portuguesa, v.36, n.3, p.417-424. 2013. Em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/14596/9755

TANURI, L.M. Historia da Formação de Professores. Revista Brasileira de Educação, v.14, n.2, p.61-88. 2000. Em: http://www.anped.org.br/rbe/rbedigital/rbde14/rbde14_06_leonor_maria_tanuri.pdf

TRINDADE, M. e REZENDE, F. Novas perspectivas para a abordagem sociocultural na educação em ciências: os aportes teóricos de John Dewey e de Ludwig Wittgenstein. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v.9, n.3, p.487-504. 2010. Em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen9/ART1_Vol9_N3.pdf

Downloads

Publicado

14/08/2014

Como Citar

Morais, R. O. de, Silva, T. dos S., Oliveira, J. B. de, Silva, A. B. da, & Ribeiro, M. E. N. P. (2014). REFLEXÃO SOBRE A PESQUISA EM ENSINO DE QUÍMICA NO BRASIL ATRAVÉS DO PANORAMA DA LINHA DE PESQUISA: LINGUAGEM E FORMAÇÃO DE CONCEITOS. HOLOS, 4, 473–491. https://doi.org/10.15628/holos.2014.1882

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)