DIFERENCIAIS INOVADORES NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Autores

  • Lucília Regina de Souza Machado Coordenadora do Mestrado Profissional em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local do Centro Universitário UNA, em Belo horizonte. http://orcid.org/0000-0001-9029-3019

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2008.2862

Resumo

Sem esgotar a riqueza das contribuições das intervenções dos participantes do GT - Formação de Professores para a Educação Profissional e Tecnológica, constituído pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica - Setec do Ministério da Educação - MEC, por intermédio do Departamento de Políticas e Articulações Institucionais, este artigo reúne alguns aspectos da discussão ocorrida nas duas reuniões que este grupo realizou no segundo semestre de 2007. Trata-se de um assunto urgente, complexo e de enorme relevância educacional. O objetivo deste artigo é o de registrar considerações, indicações e recomendações feitas por este GT e sua finalidade é a de contribuir para a ampliação do debate de todos os setores interessados na construção de uma sólida e articulada política nacional de formação de professores para a educação profissional e tecnológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lucília Regina de Souza Machado, Coordenadora do Mestrado Profissional em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local do Centro Universitário UNA, em Belo horizonte.

Socióloga, doutora em Educação, com pós-doutorado em Sociologia do Trabalho. É coordenadora do Mestrado Profissional em Gestão Social,
Educação e Desenvolvimento Local do Centro Universitário UNA, em Belo horizonte.

Referências

ANDRÉ, M. Etnografia da prática escolar. Campinas, SP: Papirus, 1995.

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. Formação de formadores para educação profissional: a experiência da CUT; 1998/1999. São

Paulo: CUT, 2000. 193 p.

CHARLOT, B. Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

HUWER, Devoyra. A formação de educadores para a educação profissional. In: Tecnologia educacional. Rio de Janeiro, vol. 26, nº 143

(out. /dez. 1998), p. 37-39.

DUBAR, C. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. Porto: Porto, 1997.

GRAMSCI, Antônio. Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

GRINSPUN, Mirian Paura Zippin. Educação tecnológica: desafios e perspectivas. São Paulo: Cortez, 1999.

HERRAIZ, Maria Luisa. Formación de formadores: manual didáctico. Montevideo: Cinterfor, 1994. 158 p.

NETO, Othílio Magela. A formação de professores para o ensino técnico no Brasil: um estudo histórico e documentário. (Dissertação de

Mestrado). Mestrado em Educação Tecnológica, Cefet/MG, 1992. 227 p.

NÓVOA, A. (org). Os professores e a sua formação. Lisboa: D. Quixote, 1991.

Downloads

Publicado

29/07/2015

Como Citar

MACHADO, L. R. de S. DIFERENCIAIS INOVADORES NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 8–22, 2015. DOI: 10.15628/rbept.2008.2862. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/2862. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS