PERCEPÇÃO DOS USUÁRIOS DE BOMBA DE INFUSÃO DE INSULINA NO SUDESTE GOIANO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2017.4818

Palavras-chave:

diabetes mellitus tipo 1, bomba de infusão de insulina, satisfação

Resumo

A partir do final do século XX, surgiram grandes avanços tecnológicos no tratamento do diabetes, entre eles destaca-se a Bomba de Infusão de Insulina (BII).  Diante da busca de tratamentos que alcancem um controle glicêmico adequado passível de prevenir as complicações crônicas e com melhor qualidade de vida, percebeu-se a necessidade de avaliar a satisfação com o tratamento (ST) BII. A amostra selecionada foi composta por 10 indivíduos de um total de 12 usuários de BII que responderam um questionário sobre ST. A maioria dos pacientes entrevistados apresentou alto percentual em relação ao grau de satisfação com a BII. Por outro lado, os altos custos e a distorção da imagem corporal destacaram-se como fatores negativos em relação a BII. Apesar da BII ser uma inovação tecnológica no tratamento de pacientes diabéticos, ainda é subutilizada principalmente pelos custos elevados. Dessa forma é fundamental a realização de mais pesquisas na área, para que seja possível demonstrar custo-benefício do tratamento com a BII, possibilitando maior abrangência dessa terapia para a população diabética, assim como disponibilização de dispositivos mais confortáveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

André Carlos Silva, Universidade Federal de Goiás

Possui graduação em Engenharia de Minas (2000), mestrado em Engenharia Mineral (2003) e doutorado em Engenharia de Materiais (2010) pela Universidade Federal de Ouro Preto e Pós-doutorado (2012) em andamento no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica, Materiais e de Minas (PPGEM) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente é professor Adjunto II do Departamento de Engenharia de Minas da Universidade Federal de Goiás, Campus Catalão e Coordenador do Curso de Especialização em Tratamento de Minérios. Tem experiência na área de Engenharia de Minas, com ênfase em Tratamento de Minérios, atuando nas seguintes áreas: simulação computacional, automação industrial e equipamentos de tratamento de minérios. É editor associado da Revista Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM) e revisor das revistas: Espaço em Revista, Exacta, Revista Escola de Minas (REM) e Revista de Ciência e Tecnologia do Vale do Jequitinhonha.

Referências

ADA - American Diabetes Association. (2004) Continuous Subcutaneous Insulin Infusion. Diabetes Care. 27 (1), 110.

Apolinário, D., Silva, I. & Cardoso M. H. (2011) Construção de Questionários para Avaliação da Qualidade de Vida e Satisfação com o Tratamento com Bomba Infusora de Insulina: Estudo Descritivo e Contributo para a Validação. Dissertação de mestrado, Universidade do Porto, PT, Portugal.

Brod, M., Christensen, T., & Bushnell, D. (2007) Maximizing the value of validation findings to better understand treatment satisfaction issues for diabetes. Quality of Life Research, 16(6), 1053-1063.

DCCT - Diabetes Control and Complications Trial. (1993) The Diabetes Control and Complications Trial Research Group. The effect of intensive treatment of diabetes on the development and progression of long-term complications in insulin-dependent diabetes mellitus. N Engl J Med. 329:977-86.

Flick, U. (2013) Introdução à metodologia de pesquisa: um guia para iniciantes. Penso Editora.

IDF - International Diabetes Federation (2015) Diabetes Atlas [Internet]. 7ª ed. Brussels: International Diabetes Federation. Disponível em: http://www.idf.org/diabetesatlas>. Acesso em 8-5-16.

Liberatore Jr, R. D. R. & Damiani, D. (2006) Insulin pump therapy in type 1 diabetes mellitus. Jornal de Pediatria, 82(4), 249-254.

Mala, F. F. R. & Araújo, L. R. (2003) Uso da bomba de infusão de insulina no tratamento do diabetes mellitus tipo 1:[revisão]. Revista Médica de Minas Gerais, 13(3), 194-199.

Malerbi, D. A. & Franco, L. J. (1992) The Brazilian Cooperative Group on the Study of Diabetes Prevalence. Multicenter study of the prevalence of diabetes mellitus and impaired glucose tolerance in the urban Brazilian population aged 30-69 yr. Diabetes Care, 15(11), 1509-16.

Minicucci, W., Figueiredo A., S. T., Araújo, L. R., & Pimazoni-Netto, A. (2007) O papel da bomba de insulina nas estratégias de tratamento do diabetes. Revista Brasileira de Medicina, (6).

Onkamo, P., Vaananen, S., Karvonen, M., & Tuomilehto, J. (1999) Worldwide increase in incidence of Type I diabetes ± the analysis of the data on published incidence trends. Diabetologia, 42 (12), 1395-1403.

SBD - Sociedade Brasileira de Diabetes. (2016) Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes. Gerenciamento Eletrônico do Diabetes/ Uso da tecnologia para Melhor Controle Metabólico do Diabetes. São Paulo: AC Farmacêutica.

Schmidt, M. I., Hoffmann, J. F., Diniz, M. D. F. S., Lotufo, P. A., Griep, R. H., Bensenor, I. M. & Duncan, B. B. (2014) High prevalence of diabetes and intermediate hyperglycemia – The Brazilian longitudinal study of adult health (ELSA-Brasil) Diabetology & metabolic syndrome, 6(1), 123.

SITEC - I Simpósio Internacional de Tecnologia em Diabetes. (2015) Disponível em: . Acesso em 14-5-16.

Downloads

Publicado

14/11/2017

Como Citar

Silva, A. C., SILVA, A. M. da, BARROS, M. R. de, SILVEIRA, A. O. S. M., SOUZA, S., & Leal, G. S. (2017). PERCEPÇÃO DOS USUÁRIOS DE BOMBA DE INFUSÃO DE INSULINA NO SUDESTE GOIANO. HOLOS, 5, 186–196. https://doi.org/10.15628/holos.2017.4818

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)