ESTUDO DO DESGASTE DE REVESTIMENTO INTERNO DE UM MOINHO DE BOLAS OPERANDO COM ROCHA FOSFÁTICA

Autores

  • André Carlos Silva Universidade Federal de Goiás
  • Elenice Maria Schons Silva
  • Tulyo Maia Silva

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2014.1776

Resumo

O revestimento interno dos moinhos vem tomando maior proeminência devido à sua influência direta na eficiência de moagem e pelo alto custo agregado relacionado ao seu tempo de operação. Uma vez que o desgaste do revestimento não é uniforme, foi realizado o acompanhamento do desgaste do revestimento interno do moinho de bolas (SAG 4,87 x 6,09 m) da empresa Vale Fertilizantes S.A. Unidade Catalão-GO. Tal moinho trabalha com rocha fosfática e o monitoramento se deu através de um dispositivo prático visando à determinação do comportamento do desgaste do revestimento ao longo de toda a extensão do moinho, desde a alimentação até a descarga, bem como a variação em um único perfil de uma placa do revestimento. Observou-se que o desgaste não é uniforme tanto ao longo do moinho quanto em um mesmo perfil, indicando que o maior desgaste ocorre nos primeiros e últimos 1,5 metros, com valores muito próximos. Na alimentação do moinho o desgaste específico foi de 0,60 g/t, na descarga de 0,63 g/t e no do centro do moinho de aproximadamente 0,55g/t.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

André Carlos Silva, Universidade Federal de Goiás

Possui graduação em Engenharia de Minas (2000), mestrado em Engenharia Mineral (2003) e doutorado em Engenharia de Materiais (2010) pela Universidade Federal de Ouro Preto e Pós-doutorado (2012) em andamento no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica, Materiais e de Minas (PPGEM) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente é professor Adjunto II do Departamento de Engenharia de Minas da Universidade Federal de Goiás, Campus Catalão e Coordenador do Curso de Especialização em Tratamento de Minérios. Tem experiência na área de Engenharia de Minas, com ênfase em Tratamento de Minérios, atuando nas seguintes áreas: simulação computacional, automação industrial e equipamentos de tratamento de minérios. É editor associado da Revista Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM) e revisor das revistas: Espaço em Revista, Exacta, Revista Escola de Minas (REM) e Revista de Ciência e Tecnologia do Vale do Jequitinhonha.

Referências

JUNIOR, E.A.A.; SANTOS, R.M.; GABRIEL, A.L.; VALENTE, A.S.; FERREIRA, M.C.; DIAS, J.A.; NASCEIMENTO, J.K.; JESUS, J.A.S.; JONHSON, F. Melhoria contínua do projeto, operação e manutenção dos revestimentos de moinho da Jacobina Mineração e Comércio. Revista Minérios & Minerales, Belo Horizonte, 2012.

LUZ, A.B.; SAMPAIO, J.A.; ALMEIDA, S.L.M. Tratamento de Minérios - Quarta Edição. 4. ed. Rio de Janeiro: Centro de Tecnologia Mineral - CETEM, 2004. v. 1. 867 p.

SILVA, A.C. Simulação de moagem implementada a partir do modelo de Austin. Ouro Preto: UFOP, 2003, 198 p.

YAHYAEI, M.; BANISI, S.; HADIZADEH, M. Modification of SAG mill liner shape based on 3-D liner wear profile measurements. Int. J. Miner. Process, 2009.

Downloads

Publicado

03/07/2014

Como Citar

Silva, A. C., Silva, E. M. S., & Silva, T. M. (2014). ESTUDO DO DESGASTE DE REVESTIMENTO INTERNO DE UM MOINHO DE BOLAS OPERANDO COM ROCHA FOSFÁTICA. HOLOS, 3, 141–149. https://doi.org/10.15628/holos.2014.1776

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)