SATISFAÇÃO DE DISCENTES SOBRE A FORMAÇÃO TÉCNICA E PROFISSIONAL EM INSTITUIÇÕES PÚBLICA E PRIVADA (RIO GRANDE DO SUL, 2013)

Autores

  • Ezequiel Redin Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul
  • Geovane Boschmann Reimche Universidade Federal de Santa Maria
  • Guilherme Matias Lixinski Universidade Federal de Santa Maria
  • Jaqueline Basso Stivanin Universidade Federal de Santa Maria
  • Elvio Izaias da Silva Universidade Federal de Santa Maria
  • Claudemir de Quadros Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2015.1771

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar a satisfação dos alunos do último semestre de curso de nível técnico em Administração e Contabilidade de duas instituições - pública e privada - de Santa Maria, Rio Grande do Sul, quanto ao curso escolhido, atendimento, capacitação dos professores, métodos de ensino, atitude, conteúdo e infraestrutura. Os dados foram coletados por meio de um questionário segundo o modelo Kano modificado. Os resultados demonstram que, na instituição privada, os atributos laboratório de impressão e a modernidade dos laboratórios de informática têm maior impacto na satisfação dos alunos. Na instituição pública, o atributo laboratório de impressão e atualização dos professores são considerados os de maior impacto na satisfação. Em termos gerais, o Índice de Satisfação do Cliente Americano - ACSI -, considerando os 19 atributos deste estudo, mostra que a instituição privada apresenta um índice de 51,6%, enquanto a pública exibe um índice de 62,1%. Por fim, a pesquisa aponta uma maior satisfação dos alunos na instituição pública, enquanto na instituição privada estabelece-se uma dualidade entre o ensino, recursos humanos e infraestrutura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ezequiel Redin, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Tecnólogo em Agropecuária: Sistemas de Produção (UERGS) CREA RS 160488; Bacharel em Administração (ULBRA); Licenciatura plena para a Educação Profissional (UFSM); Especialista em Gestão Pública Municipal (UFSM); Especialista em Tecnologias de Informação e Comunicação aplicadas à Educação (UFSM); Mestre e Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural (PPGExR/UFSM); Editor da Revista Extensão Rural; Membro da Academia Centro Serra de Letras; Tesoureiro da Associação Riograndense dos Tecnólogos (ARTECNOL). 

Geovane Boschmann Reimche, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação e pós-graduação (nível doutorado) em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM. Discente do curso de Formação de Professores para Educação Profissional da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Guilherme Matias Lixinski, Universidade Federal de Santa Maria

Graduado em Ciências contábeis pelo Centro Universitário Franciscano (UNIFRA). Discente do curso de Formação de Professores para Educação Profissional da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Jaqueline Basso Stivanin, Universidade Federal de Santa Maria

Fisioterapeuta graduada pela Universidade Federal de Santa Maria (2009). Mestre em Saúde da Criança, pela Pontifícia Universidade Católica do RS-PUCRS, Porto Alegre (2012). Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Pediatria e saúde da Criança (PUCRS). Discente do curso de Formação de Professores para Educação Profissional da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Elvio Izaias da Silva, Universidade Federal de Santa Maria

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal de Santa Maria, Mestre em Agroecossistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Doutorando em Extensão Rural pela UFSM. Discente do curso de Formação de Professores para Educação Profissional da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Claudemir de Quadros, Universidade Federal de Santa Maria

Licenciado em História, com mestrado e doutorado em Educação. Atualmente, é professor adjunto na Universidade Federal de Santa Maria/RS, presidente da Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação - Asphe - e editor adjunto da Revista História da Educação - RHE - http://seer.ufrgs.br/asphe. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em história da educação. Professor do curso de Formação de Professores para Educação Profissional da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Referências

ARAGÃO, J. E. O. S. As políticas de avaliação e a qualidade do ensino superior brasileiro na ótica dos gestores de cursos de graduação. Revista de Educação, Ciência e Cultura, v. 17, p. 51-65, 2012.

BERGER, C. et al. Kano's methods for understanding customer-defined quality. Center for Quality Management Journal, v. 2, n. 4, p. 33-35, 1993.

CARLINI, A. L; RAMOS, M. P. A avaliação do curso. In: LITTO, F. M; FORMIGA, M. Educação a distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education, 2009, p. 161-165.

DOURADO, L. F; OLIVEIRA, J. F; SANTOS, C. A. A qualidade da educação: conceitos e definições. Brasília: Inep, 2007.

FORNELL, C. et al. The American customer satisfaction index: nature, purpose, and findings. Journal of Marketing, v. 60, p.7-18, 1996.

GOLDBARG, Marco César. Educação e qualidade: repensando conceitos. Revista Brasileira de estudos Pedagógicos, Brasília, v. 79, n.193, p. 35-62, 1998.

KANO, N. Attractive quality and must-be quality. The Journal of Japanese Society for quality Control, v. 14, p. 39-48, abr. 1984.

KOTLER. P. Princípios de marketing. Rio de Janeiro: PHB, 1998.

MARCHETI, A. P. C. et al. Educação à distância: diretrizes e contribuições para a implantação dessa modalidade em instituições educacionais. Colabor@ (Curitiba) - Revista digital da CVA-RICESU. v. 3, n. 9, 2005.

MORAN, J. M; MASETTO, M; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2007. Disponível em: . Acesso em 5 jun. 2013.

NÓVOA, A. Os professores na virada do milênio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 25, n. 1, p. 11-20, jan./jun. 1999.

SAMULSKI, D. Psicologia do esporte: teoria e aplicação prática. Belo Horizonte: UFMG, 1995.

SOUZA, F. J. S. F. Satisfação de clientes - o caso de uma empresa industrial. 115p. Dissertação (Mestrado em Marketing). Universidade de Coimbra, Portugal, 2011.

SOUZA, S. A; REINERT, J. N. Avaliação de um curso de ensino superior através da satisfação/insatisfação discente. Avaliação (Campinas). v.15, n.1, p. 159-176, 2010.

TONTINI, G. Determining the degree of satisfaction of customer requirements: a modified Kano method. California Journal of Operations Management, Stanislaus - California - EUA, v. 1, n. 1, p. 95-103, 2003.

TONTINI, G; SANT´ANA, A. J. Interação de atributos atrativos e obrigatórios de um serviço na satisfação do cliente. Produção (São Paulo. Impresso), v. 18, p. 112-125, 2008.

TONTINI, G; SANT'ANA, A. J. Identificação de atributos críticos de satisfação em um serviço através da análise competitiva do gap de melhoria. Gestão e Produção, São Carlos, v. 14, n. 1, p. 43-54, 2007.

TONTINI, G; SILVEIRA, A. Identification of critical attributes of success in products and services: an alternative to importance - performance analysis. In: 2005 BALAS Annual Conference, 2005, Madrid. Proceedings of the 2005 BALAS Annual Conference. Madrid: Instituto de Empresa, 2005. p. 1-15.

WALTER, S. A; TONTINI, G; DOMINGUES, M. J. C. S. Análise da satisfação do aluno para melhoria de um curso de Administração. Revista Faces, v. 6, p. 52-70, 2006.

XAVIER, A. C. R. A gestão da qualidade e a excelência dos serviços educacionais: custos e benefícios de sua implantação. Brasília: Ipea, 2006.

ZEITHAML, V. A.; BITNER, M. J. Marketing de serviços: a empresa com foco no cliente. Porto Alegre: Bookman, 2003.

Downloads

Publicado

2015-07-24

Como Citar

Redin, E., Reimche, G. B., Lixinski, G. M., Stivanin, J. B., Silva, E. I. da, & Quadros, C. de. (2015). SATISFAÇÃO DE DISCENTES SOBRE A FORMAÇÃO TÉCNICA E PROFISSIONAL EM INSTITUIÇÕES PÚBLICA E PRIVADA (RIO GRANDE DO SUL, 2013). HOLOS, 3, 166–181. https://doi.org/10.15628/holos.2015.1771

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)