Percepção do bem-estar animal na pecuária familiar de leite em Unaí, Minas Gerais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2020.10374

Palavras-chave:

Estresse, manejo, produtividade.

Resumo

Relações inadequadas entre homens e animais influenciam negativamente no bem-estar dos animais, na produtividade e na qualidade dos alimentos. Desta forma esta pesquisa objetivou avaliar, de uma maneira geral, o entendimento de bem-estar animal segundo a percepção de agricultores familiares imersos na cadeia produtiva do leite no município de Unaí, MG. Para isso foram realizadas 50 entrevistas por meio de um formulário estruturado e posteriormente os dados obtidos foram organizados em uma planilha utilizando o programa Microsoft Excel, para análise estatística descritiva dos resultados. Foi realizado uma análise de cluster utilizando o método hierárquico, pelo modelo Ward. Com base nos resultados analisados nesta pesquisa, pode-se afirmar, de uma maneira geral, que os pecuaristas familiares produtores de leite da região de Unaí possuem, em sua maioria, noções básicas a respeito do bem-estar animal e os benefícios que proporciona na cadeia produtiva do leite. Todavia, ainda não é perceptível para a maioria, uma vez que existem relatos contraditórios e compreensão distintas entre os pesquisados. Desta forma é importante que estes produtores tenham acesso a assistência técnica sobre o bem-estar animal, o que proporciona uma melhora significativa na produção de leite da região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Nathaly Silva Rezende, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Unaí, Minas Gerais

Acadêmica de Zootecnia pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM. 

Regiane Rosa Amaral, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Unaí, Minas Gerais

Acadêmica de Zootecnia pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Anderson Alvarenga Pereira, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Unaí, Minas Gerais

Possui graduação em Análise de Sistemas pela Universidade de Ribeirão Preto (2002), mestrado em Pesquisa e Desenvolvimento (Biotecnologia) pela Universidade Estadual Paulista - UNESP (2006) e doutorado em Ciências - Bioinformática pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP (2013). Atualmente é professor Adjunto C3 e pesquisador da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM

Diego Azevedo Mota, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Unaí, Minas Gerais

Possui Graduação, Mestrado e Doutorado em Zootecnia pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV) - Unesp - Campus de Jaboticabal. Atualmente é Professor Adjunto IV do Instituto de Ciências Agrarias (ICA) da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Campus de Unaí e Professor Permanente do Programa de Mestrado em Estudos Rurais. Tem experiência na área Produção e Nutrição de Grandes Ruminantes, Avaliação e Analise de Alimentos, Produção Animal Agroecológica e Bem Estar Animal. 

Ezequiel Redin, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Unaí, Minas Gerais

Curso Superior de Tecnologia em Agropecuária: Sistemas de Produção (UERGS) - CREA RS 160488; Bacharelado em Administração (ULBRA); Licenciatura plena para a Educação Profissional (UFSM); Licenciatura em Filosofia (UFSM); Pós-graduação em Gestão Pública Municipal (UFSM); Pós-graduação em Tecnologias de Informação e Comunicação aplicadas à Educação (UFSM); Pós-graduação em Ensino de Sociologia no Ensino Médio (UFSM); Pós-graduação em Ensino de Filosofia no Ensino Médio (UFSM); Mestrado e Doutorado em Extensão Rural (PPGExR/UFSM); Editor da Revista Extensão Rural. É professor do Programa de Pós-Graduação em Estudos Rurais (PPGER) e do Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) - Campus Unaí, MG.

Thiago Vasconcelos Melo, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Unaí, Minas Gerais

Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2004) e Mestrado em Produção Animal pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2006) e Doutorado em Zootecnia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/ Campus FCAV/Jaboticabal (2010). Do ano de 2008 a 2011 foi Gestor em Desenvolvimento Rural da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural de Mato Grosso do Sul (AGRAER) , fez parte do Núcleo Diretivo do Território da Grande Dourados-MS e da diretoria do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Fátima do Sul. Foi professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Campus de Alegre e Pesquisador de Desenvolvimento Científico Regional FAPES/CNPq do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Espírito Santo na área de Extensão Rural e Agricultura Familiar. Atualmente é docente do Instituto de Ciências Agrárias do Campus Unaí da Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri e docente do Programa de Pós-graduação em Estudos Rurais da UFVJM. 

Referências

Andolfato, G.M. & Delfiol, D.J.Z. Principais causas de distocia em vacas e técnicas para correção: revisão de literatura. Revista Científica de Medicina Veterinária. v.12, n.22, p.1-15, jan.

Bastos, L.H. P., Cardoso, M. H. W. M., Nóbrega, A. W. & Jacob, S.C. (2011). Possíveis fontes de contaminação do alimente leite, por agrotóxicos, e estudos de monitoramento de seus resíduos: uma revisão nacional. Caderno Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.19, n.1, p.51-60.

Botteon, R. D. C. C. M., Botteon, P. D. T. L., Santos Júnior, J.C.B., Pinna, M. H. & Lóss, Z.G. (2008). Freqüência de diarréia em bezerros mestiços sob diferentes condições de manejo na região do médio Paraíba - Rio de Janeiro e Minas Gerais. Revista Brasileira de Pesquisa Veterinária e Zootecnia, São Paulo, v.45, n. 2, p. 153-160.

Broom, D.M. (2011). Bem-estar animal. Comportamento Animal, 2a edn, ed. Yamamoto, M.E. and Volpato, G.L., p. 457-482.

Ferreira, M. A. & Urbano, S. A. (2013). Novas tecnologias para alimentação de bovinos leiteiros na seca. Revista Científica de Produção Animal, v.15, n.1, p.42-52.

Garcia, P. R. (2013). Sistema de Avaliação do bem-estar animal para propriedades leiteiras com sistema de pastejo. 2013. 182f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Área de Concentração: Engenharia de Sistemas Agrícolas. Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba.

Gottardo, F., Nalon, E., Contiero, B., Normando, S., Dalvit, P., Cozzi, G. (2011). The dehorning of dairy calves: practices and opinions of 639 farmers. Journal of Dairy Science, v.94, p.5724–5734.

Hemsworth, P.H. & Coleman, G.J. (1998). Human-livestock interactions: the stockperson and the productivity and welfare of intensively farmed animals. CAB International. London. 140 p.

Hemsworth, P.H., Coleman, G.J., Barnett, J.L., Borg, S. & Dowling, S. (2002). The effects of cognitive behavioral intervention on the attitude and behavior of stockpersons and the behavior and productivity of commercial dairy cows. Journal of Animal Science, v.80, p.68-78.

Hurnik, J. (1992). Behaviour, farm animal and the environment. Cambridge: CAB International. 430 p.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE. (2017). Indicadores Agropecuários, Rebanho Bovino no Brasil. Disponível em https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/unai/pesquisa/18/16459. Acesso em: 05 abr. 2019.

Kling-Eveillard, F., Irrgang, N., Gottardo,F., Ricci, R. Dockès, A-C. (2009). Report on farmers’ attitude towards the practice of dehorning. ALCASDE (Alternatives to Castration and Dehorning). Final report.

Malhotra, N. (2006). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. Tradução de Laura Bocco. 4 ed. Porto Alegre: Boolman.

McInerney, J.P. (2004). Animal welfare, economics and policy: report on a study undertaken for the Farm & Animal Health Economics Division of Defra. February.

Mota, D.A., Melo, T.V., Camerini, N.L., Piazzetta, H.V.L., Chilanti, M. & Martini, A.F. (2018). Avaliação dos princípios de boa alimentação e boa instalação em bovinos de leite na microrregião de Erechim-RS. Atas de Saúde Ambiental, São Paulo, v.6, p.179-190, jan./dez.

National Animal Health Monitoring System. NAHMS. (2007). Reference of dairy cattle health and management practices in the United States. Fort Collins. 1007p.

Nóbrega Neto, P.I. (2008). Dor, sensciência e bem-estar em animais. Grandes animais. Ciência Veterinária nos Trópicos, Recife, v. 11, supl.1, p. 26-30, abr.

Paranhos da Costa, M.J.R. (2006). Comportamento e bem estar de bovinos e suas relações com a produção da qualidade. In: SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE PRODUÇÃO E GERENCIAMENTO DA PECUÁRIA DE CORTE, 2006, Belo Horizonte. Anais... Escola de Veterinária da UFMG, p.1-12.

Rushen, J., Passille, A.M.B. & Munksgaard, L. (1999). Fear of people by cows and effects on milk yield, behavior, and heart rate at milking. Journal Dairy Science, v.82, n.4, p.720-727.

Downloads

Publicado

15/06/2021

Como Citar

Rezende, N. S., Amaral, R. R., Pereira, A. A., Mota, D. A., Redin, E., & Melo, T. V. (2021). Percepção do bem-estar animal na pecuária familiar de leite em Unaí, Minas Gerais. HOLOS, 1, 1–12. https://doi.org/10.15628/holos.2020.10374

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.