NARRATIVAS (AUTO) BIOGRÁFICAS DAS REDIMENSÕES DA PRÁTICA PEDAGÓGICA NOS PRIMEIROS ANOS DA DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR

Aleksandra Nogueira de Oliveira Fernandes, Normândia de Farias Mesquita Medeiros

Resumo


A pesquisa aqui apresentada tem como objetivo analisar as redimensões da minha prática pedagógica no estágio supervisionado nos primeiros anos da docência no ensino superior. Utilizei o método (auto) biográfico apoiada teoricamente em Josso (2010) que discute sobre a pesquisa formação e Zabalza (2004) que aborda sobre o diário de aula, em que faço uso para refletir sobre as minhas narrativas como professora de estágio. O diário é um documento em que professores e professoras anotam suas impressões sobre o que vai acontecendo em suas aulas. Dessa maneira tenho os seguintes resultados: a metodologia por mim utilizada na disciplina de estágio na educação infantil no curso de Pedagogia da Faculdade de Educação – FE da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN de 2010 a 2014 se modificou com a experiência, pois antes era mais fechada, sem abertura para o diálogo e focada nas técnicas de ensino. Mas, com a experiência, estudo e relação com os alunos e demais professores compreendi que a aprendizagem é algo coletivo, contínuo e que requer problematização (FARIAS, 2009). A fundamentação teórica que norteou este trabalho parte das discussões de Josso (2010), Zabalza (2004), Veiga (1994), Libâneo (1994), Luckesi (1994), Freire (1996), Tardif (2012), Pimenta e Lima (2010), Farias (2009), Marcelo (1999), entre outros.


Palavras-chave


(Auto) biografia; Prática pedagógica; Estágio supervisionado.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA. Maria Carmen Silveira e HORN. Maria da Graça Souza. Projetos pedagógicos na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2008.

FARIAS. Isabel Maria Sabino de. et al. Didática e docência: aprendendo a profissão. Brasília: Líber livro, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

HOFFMANN. Jussara Maria Lerch. Avaliação mediadora: uma prática em construção: da pré-escola à universidade. Porto Alegre: Editora Mediação, 2003.

JOSSO, Marie-Christine. Experiência de vida e formação. Tradução de Jos Cláudio e Júlia Ferreira. 2. ed. rev. e amp. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010.

LIBÂNEO. José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

LIMA. Maria Socorro Lucena. Estágio e aprendizagem da profissão docente. Brasília: Liber Livro, 2012.

LUCKESI. Cipriano Carlos. Filosofia da educação. São Paulo: ed Cortez, 1994.

MARCELO. Carlos Garcia. Formação de professores para uma mudança educativa. Portugal: Porto, 1999.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria do Socorro Lucena. Estágio e docência. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

SAVIANI. Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. São Paulo: Cortez Editora: Autores Associados, 1989.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Faculdade de Educação. Departamento de Educação. Projeto Pedagógico do Curso de Pedagogia. Mossoró/RN, 2012.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. A prática pedagógica do professor de didática. 3. ed. Campinas. São Paulo: Papirus, 1994.

ZABALZA. Miguel A. Diários de aula: um instrumento de pesquisa e desenvolvimento profissional. Tradução de Ernani Rosa. Porto Alegre: Artemed, 2004.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2016.3284



 

HOLOS IN THE WORLD