QUESTÃO AGRÁRIA E EDUCAÇÃO DO CAMPO: CONTROVÉRSIAS E PERSPECTIVAS

Márcio Adriano Azevedo, Igor Rasec Batista Azevedo

Resumo


Objetiva analisar as controvérsias e perspectivas acerca da questão agrária no Brasil. Foram utilizados procedimentos teórico-metodológicos da revisão de literatura e da análise documental. Percebe-se que o Brasil tem suas raízes históricas, políticas, econômicas e culturais marcadas pela dimensão e questão agrária, sendo possível identificar diferentes momentos, quais sejam do período de transição da Monarquia à República, do Estado oligárquico ao populista, deste último ao militar, durante a crise do militarismo e nos movimentos e partidos que desde o final dos anos de 1970, vêm lutando para que o Estado formule e implemente políticas públicas de natureza agrária que desenvolvam ações socialmente referenciadas. Conclue-se que as orientações políticas acerca da educação rural vêm mostrando a necessidade de se melhorar a qualidade social da educação nos países Latino-Americanos, onde os índices de pobreza ainda são elevados e a questão do acesso educacional ainda continua pendente. Em meio às controvérsias, percebe-se que a partir dos anos de 1980 o movimento social e sindical do campo foi se fortalecendo em sua capacidade de luta e de organização político-ideológica, acentuando-se em 1990, quando se desencadearam discussões e proposições acerca da educação para os camponeses e trabalhadores rurais. Considerada uma conquista histórica, a política de educação do campo se tornou oficialmente pública e governamental em 2002, por meio da aprovação das Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo.

Palavras-chave


Educação do Campo; Questão agrária; Direitos; Espaços

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, Miguel. Educação para novas relações de trabalho no campo. (1983) In: SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO NO MEIO RURAL, 1982, Ijuí. Anais... Ijuí, RS: INEP.

BRASIL. Ministério da Educação. (2002) Diretrizes operacionais para a educação básica nas escolas do campo. Brasília: SECAD.

CALAZANS, Maria Julieta Costa. et al. (1981) Questões e contradições da educação rural no Brasil. In: WERTHEIN, Jorge; BORDENAVE, Juan Díaz. (Orgs). Educação rural no terceiro mundo: experiências e novas alternativas. Rio de Janeiro: Paz e Terra, p. 161-198.

CALAZANS, Maria Julieta. (2009) Para compreender a educação do Estado no meio rural: traços de uma trajetória. Disponível em: . Acesso em: 4 maio 2009.

FERNANDES, Bernardo Mançano. (2002) Diretrizes de uma caminhada. In: KOLLING, Edgar Jorge; CERIOLI, Paulo Ricardo; CALDART, Roseli Salete. Educação do campo: identidade e políticas públicas. Brasília: Articulação Nacional por uma Educação Básica do Campo. (Coleção Por uma Educação Básica do Campo, 4). p. 89-109.

FERNANDES, Bernardo Mançano & MOLINA, Mônica Castagna. (2004) O campo da educação do campo. In: JESUS, Sônia Meire Azevedo de; MOLINA, Mônica Castagna (Orgs.). Contribuições para a construção de um projeto de educação do campo. Brasília: Articulação Nacional por uma Educação Básica do Campo. (Coleção Por uma Educação Básica do Campo, 5). p. 53-89.

IANNI, Octavio. Origens agrárias do Estado brasileiro. (2004) São Paulo: Brasiliense.

LEITE, Sérgio Celani. (2002) Escola Rural: urbanização e políticas educacionais. 2. ed. São Paulo: Vozes.

LOURENÇO FILHO, Ruy. (2001) Preparação de pessoal docente para escolas primárias rurais. In: LOURENÇO FILHO, Ruy (Org.). A formação de professores: da Escola Normal à Escola de Educação/Manoel Bergstrom Lourenço Filho. Brasília: INEP; MEC, p. 72-91.

MAGALHÃES JÚNIOR, Antônio Germano; FARIAS, Isabel Maria Sabino de. (2007) Ruralismo, memórias e práticas educativas no cotidiano da primeira Escola Normal rural do Brasil: a Escola Normal do Juazeiro do Norte – CE (1934-1946). In: WERLE, Flávia Obino Corrêa (Org.). Educação rural em perspectiva internacional: instituições, práticas e formação do professor. Ijuí: Unijuí. p. 53-78.

MARTINS, José de Souza. (1999) O poder do atraso: ensaios de sociologia da história lenta. 2. ed. São Paulo: Hucitec.

MARTINS, José de Souza. (2000) Reforma agrária: o impossível diálogo. São Paulo: EDUSP.

MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck. (2007) As escolas rurais e a formação de professores: a experiência do Paraná. In: WERLE, Flávia Obino Corrêa (Org.). Educação rural em perspectiva internacional: instituições, práticas e formação do professor. Ijuí: Unijuí, p. 79-98.

MOLINA, Mônica Castagna. (2004) O Pronera como construção prática e teórica da Educação do Campo. In: ANDRADE, Marica Regina; DI PIERRO, Maria Clara; MOLINA, Mônica Castagna; JESUS, Sônia Meire Santos Azevedo de. A educação na reforma agrária: uma avaliação do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária. Brasília: Ação educativa, p. 61-88.

NOGUEIRA, Delane Lima. (2008) Amélia Xavier e a escola normal rural de Juazeiro do Norte: registros sobre a constituição de uma cultura docente para a educação no campo. Fortaleza, 2008. 200 f. Dissertação (Mestrado em educação) – Centro de Educação, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza.

QUEIROZ, Maria Aparecida de. (1984) A Questão Rural e os desacertos da educação: o caso de Ceará - Mirim. Campinas, 1984. 157 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP.

QUEIROZ, Maria Aparecida de. (1997) EDURURAL/NE no Rio Grande do Norte: o desafio de transformar a administração educacional municipal (1980/1985-1987). São Paulo, 1997. 173 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação - Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.

REIS, Douglas Sathler dos. (2006) O rural e o urbano no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS (ABEP), 15., 2006. Anais... Caxambú, MG, p. 1-18.

RIBEIRO, Darcy. (2004) Reforma Agrária e João Goulart. Revista Pense Século 21, Natal, p. 28-30, jun.

SAVIANI, Dermeval. (2003) Escola e democracia: polêmicas de nosso tempo. 36. ed. Campinas: Autores Associados.

SILVA, Lourdes Helena; COSTA, Vânia Aparecida. Educação rural. (2006) Presença pedagógica, Belo Horizonte, v. 12, n. 69, p. 63-69, maio/jun.

SOUZA, José Nicolau de; CABRAL NETO, Antônio. (2004) Proposta pedagógica adaptada ao meio rural: educação das populações rurais como prioridade. In: CABRAL NETO, Antônio (Org.). Política Educacional: desafios e tendências. Porto Alegre: Sulina, p. 178-213.

VALE, Ana Rute do. O rural brasileiro frente à urbanização: velha ou nova ruralidade? (2005) in: SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, 3. SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA JORNADA ARIOVALDO UMBELINO DE OLIVEIRA, 2., 2005. Anais... Presidente Prudente.

VEIGA, José Eli da. et al. (2001) O Brasil precisa de uma estratégia de desenvolvimento. Brasília: MDA/CNDRS/NEAD.

WERLE, Flávia Obino Corrêa (Org.). (2007) Educação rural em perspectiva internacional: instituições, práticas e formação do professor. Ijuí: Unijuí.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2018.1700



 

HOLOS IN THE WORLD