PANORAMA GERAL SOBRE A GEOCONSERVAÇÃO EM NATAL (RN): AMEAÇAS À GEODIVERSIDADE IN SITU E EX SITU

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2016.4743

Palavras-chave:

Geodiversidade, geoconservação, geoturismo, ecossistema, Natal

Resumo

A geodiversidade é tida como a variedade de todos os elementos abióticos do planeta, como minerais, rochas, solos, além de elementos hidrológicos e pedológicos, entre outros. É um termo relativamente novo, em voga desde a década de 1990, mas que tem sido usado de forma crescente, sobretudo por estudos nas áreas de educação e divulgação das geociências. Os estudos no Brasil têm sido intensificados nos últimos 10 anos e têm colaborado também com ações de proteção ao meio ambiente, por meio da chamada geoconservação, que procura desenvolver o consumo sustentável dos elementos abióticos do planeta. Em Natal, capital do Rio Grande do Norte, além das belas paisagens, compostas por praias, dunas, falésias, rios, mangues e lagoas, existem diversos registros de usos dos recursos da geodiversidade, sobretudo, de rochas em monumentos e edifícios, históricos e recentes.  Todos esses registros, naturais ou não, estão susceptíveis a ameaças que podem provocar desde pequenas modificações até a supressão das ocorrências. Essas ameaças são ampliadas nos centros urbanos, onde a necessidade por constantes mudanças e obras acaba agredindo o ambiente em que a cidade fora instalado. Assim, este trabalho apresenta conceitos de geodiversidade, geoconservação e geoturismo e mostra as principais ameaças à diversidade abiótica na cidade do Natal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Matheus Lisboa Nobre da Silva, UFRN

- Técnico em Geologia e Mineração pelo Insituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

- Geólogo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Marcos Antonio Leite do Nascimento, Professor Adjunto II Departamento de Geologia Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Geólogo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com Mestrado e Doutourado em Geodinâmica pela mesma universidade

Referências

BENTES, D., TRINDADE, M. A. S. F. Zonas Especiais de Interesse Social – ZEIS – e Grandes Empreendimentos: resistência de territórios populares e elementos para inclusão sócio-territorial no litoral potiguar. Revista da FARN, v.7, n.2, p.143-159, 2008.

BRILHA, J. 2005. Património Geológico e Geoconservação: a conservação da natureza na sua vertente geológica. Braga, Palimage Editores, 183p.

CARVALHIDO, R. J., BRILHA, J. B., PEREIRA, D. I. Designation of Natural Monuments by the Local Administration: the Example of Viana do Castelo Municipality and its Engagement with Geoconservation (NW Portugal). Geoheritage, 2016.

CARVALHO, H. L. 2010. Patrimônio Geológico do Centro Histórico de Natal. Natal, 2010. Relatório de Graduação, Departamento de Geologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 105p, 2010.

DECRETO NORMATIVO Nº 19.930, de 25 de julho de 2007. Tomba a Travessa Pax localizado no Bairro da Ribeira, localizada em Natal/RN. Diário Oficial do Estado, nº 11525, p.1.

GALOPIM DE CARVALHO, A. M. Como Bola Colorida, a Terra, Património da Humanidade. Lisboa, Âncora Editora, 245p, 2007.

GRAY, M. Geodiversity: valuing and conserving abiotic nature. 2ª edição. Chichester, John Wiley & Sons, 495p, 2013.

HJORT, J., GORDON, J. E., GRAY, M., HUNTER JR., M. L. Why Geodiversity Matters in Valuing Nature’s Stage. Conservation Biology, v.29, n.3, p. 630-639, 2015.

MACE, G. M., NORRIS, K., FITTER, A. H. Biodiversity and ecosystem services: a multilayered relationship. Trends in Ecology and Evolution, v. 27, n. 1, p. 19-26, 2012.

MANSUR, K. L., ROCHA, A. J. D., PEDREIRA, A., SCHOBBENHAUS, C., SALAMUNI, E., ERTHAL, F. C., PIEKARZ, G., WINGE, M., NASCIMENTO, M. A. L., RIBEIRO, R. R. Iniciativas institucionais de valorização do patrimônio geológico do Brasil. Boletim Paranaense de Geociências, v.70, p. 02-27, 2013.

NASCIMENTO, M. A. L., RUCHKYS, U. A., MANTESSO-NETO, V. Geodiversidade, Geoconservação e Geoturismo: trinômio importante para a proteção do patrimônio geológico. Natal, Sociedade Brasileira de Geologia, 84p, 2008.

NOBRE, P. J. L. Entre o cartão-postal e a cidade-real: um estudo sobre paisagem e produção imobiliária em Natal/RN. Natal, 2001. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 156p, 2001.

UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciências e a Cultura. Manual de Referência do Patrimônio Mundial. Paris, IPHAN, 163p, 2016.

SILVA, M.L.N. Geodiversidade da Cidade do Natal: Valores, Classificações e Ameaças. Natal, 170p. Monografia de Conclusão de Curso, Curso de Geologia, Centro de Ciências Exatas e da Terra Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 170p, 2016.

Downloads

Publicado

12/11/2016

Como Citar

Silva, M. L. N. da, & Nascimento, M. A. L. do. (2016). PANORAMA GERAL SOBRE A GEOCONSERVAÇÃO EM NATAL (RN): AMEAÇAS À GEODIVERSIDADE IN SITU E EX SITU. HOLOS, 7, 3–14. https://doi.org/10.15628/holos.2016.4743

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)