PRINCIPAIS AMEAÇAS À GEODIVERSIDADE IDENTIFICADAS NO TERRITÓRIO DO PROJETO GEOPARQUE SERIDÓ

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2019.7957

Palavras-chave:

Geodiversidade, Ameaças, Diversidade Natural, Geoparque Seridó

Resumo

O Projeto Geoparque Seridó está localizado na região semiárida do Rio Grande do Norte, nordeste brasileiro. Geologicamente, está compreendido no contexto da Província Borborema, mais especificamente no Domínio Rio Grande do Norte – Subprovíncia Setentrional, com registros desde o Paleoproterozoico ao Recente. A variedade de elementos de natureza abiótica, ou geodiversidade local apontam para a existência de um importante patrimônio natural que precisa ser monitorado e conservado, com ampliação do uso sustentável e da educação ambiental. Para que a geoconservação alcance seus objetivos, precisa-se, identificar na região de estudo, quais as principais ameaças, sejam elas antrópicas ou naturais que podem afetar os elementos da geodiversidade. Disto, podem ser elencadas algumas ameaças principais, como pichações e lixo (causas antrópicas) e erosão e intemperismo (causas naturais). A identificação das ameaças à diversidade abiótica dos elementos da natureza na área do Projeto Geoparque Seridó mostram que estas estão bastante associadas à falta de educação e conhecimento ambiental dos visitantes a cerca do local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Angelim, L. A. A., Nesi J. R., Torres, H. H. F., Medeiros, V. C., Santos, C. A., Veiga Jr, J. P., Mendes, V. A. (2006). Geologia e Recursos Minerais do Estado do Rio Grande do Norte – Escala 1:500.000. Recife: CPRM, 119p.

Brilha, J. (2005). Património Geológico e Geoconservação. Braga: Palimage Editores, 190p.

Brilha, J. (2009). A Importância dos Geoparques no Ensino e Divulgação das Geociências. Geologia USP, 5, 27-33.

Delgado, I. M., Souza, J. D., Silva, L. C., Silveira Filho, N. C., Santos, R. G., Pedreira, A. J., Guimarães, J. T., Angelim, L. A. A., Vasconcelos, A. M., Gomes, I. P., Lacerda Filho, J.V., Valente, C. R., Perrotta, M. M., Heineck, C. A. (2003). Geotectônica do Escudo Atlântico. In: Bizzi, L. A., Schobbenhaus, C., Vidotti, R. M., Gonçalves, J. H. (Eds.). Geologia, tectônica e recursos minerais do Brasil: texto, mapas & SIG (Cap. V, pp. 227-334). Rio de Janeiro: CPRM.

Gray, M. (2004). Geodiversity: valuing and conserving abiotic nature (1a ed.). Chichester: John Wiley & Sons, 434p.

Gray, M. (2013). Geodiversity: valuing and conserving abiotic nature (2a ed.). Chichester: John Wiley & Sons, 495p.

Hjort, J., Gordon, J. E., Gray, M., Hunter Jr, M. L. 2015. Why geodiversity matters in valuing nature’s stage. Conservation Biolology, 29(3), 630-639.

Jones, C. (2008). History of Geoparks. In: Burek, C. V., Prosser, C. D. (Eds). The history of Geoconservation (Cap. 21, pp. 273-287). London: The Geological Society.

MacFadyen, C. (2007). Coreholes: a widespread problem. Earth Heritage, 28, 17-17.

Mansur, K. L., Ponciano, L. C. M. O., Castro, A. R. S. F. (2017). Contributions to a Brazilian Code for Fieldwork in Geology: na approach based on Geoconservation and Geoethics. Anais da Academia Brasileira de Ciências, 89, 431-444.

Medeiros, J. L. (2015). Práticas Turísticas em Geossítios: Uma Avaliação Ambiental no Projeto Geoparque Seridó – RN. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Turismo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Brasil.

Nascimento, M. A. L., & Ferreira, R. V. (2012). Geoparque Seridó (RN): proposta. In: Schobbenhaus C. & Silva C.R. (Org.) Geoparques do Brasil: propostas – Volume 1 (Cap. 11, p. 361-416). Rio de Janeiro: CPRM.

Nascimento, M. A. L., Gomes, C. S. D., Soares, A. S. (2015). Geoparque como forma de gestão territorial interdisciplinar apoiada no geoturismo: caso do Projeto Geoparque Seridó. Revista Brasileira de Ecoturismo, 8(2), 347-364.

Prosser, C. D. (2013). Our rich and varied geoconservation portfolio: the foundation for the future. Proceedings of the Geologists Association, 124(4), 568-580.

Schobbenhaus, C., & Silva, C. R. (Org.) (2012). Geoparques do Brasil: propostas – Volume 1. Rio de Janeiro: CPRM, 748p.

Serrano, E. & Ruiz-Flaño, P. (2007). Geodiversity. A theoretical and applied concept. Geographica Helvetica, 62, 140-147.

Sharples, C. (1993). A Methodology for the Identification of Significant Landforms and Geological Sites for Geoconservation Purpose. Tasmania: Forestry Commission, 31p.

Stanley, M. (2003). Geodiversity: our foundation. Geology Today, 19(3), 104-107.

UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciências e a Cultura (2016). UNESCO Global Geoparks: Celebrating Earth Heritage, Sustaining local Communities. Paris: UNESCO, 17 p.

Downloads

Publicado

03/12/2019

Como Citar

Silva, M. L. N. da, Nascimento, M. A. L. do, & Mansur, K. L. (2019). PRINCIPAIS AMEAÇAS À GEODIVERSIDADE IDENTIFICADAS NO TERRITÓRIO DO PROJETO GEOPARQUE SERIDÓ. HOLOS, 1, 1–16. https://doi.org/10.15628/holos.2019.7957

Edição

Seção

ARTIGOS