FLAMBAGEM VERTICAL EM TUBULAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2017.5187

Palavras-chave:

Hobbs, flambagem vertical, rede de distribuição, gás natural, dutos enterrados

Resumo

Tubulações de aço são normalmente utilizadas em sistemas de transmissão e também em redes de distribuição de gás natural.  Estas estruturas, quando em operação, são submetidas a cargas externas, que quando atingem valores críticos, podem ocasionar falhas, até mesmo catastróficas.  Os acidentes, nestas circunstâncias, podem resultar em prejuízos muito elevados, danos ambientais e até mesmo problemas de imagem para a empresa envolvida. No caso específico das redes de transmissão e distribuição de gás natural, o projeto e construção seguem rígidos padrões, entre as quais podem se destacar a norma NBR-12712.  A combinação de altas temperaturas e pressões internas aos quais os dutos podem ser submetidos causa expansões, as quais são restringidas pela ação solo, gerando assim forças axiais de compressão. Neste contexto, o tubo pode entrar em colapso através do fenômeno conhecido como flambagem vertical ou flambagem horizontal. No entanto, como essas tubulações são normalmente enterradas, elimina-se a preocupação com a flambagem horizontal permanecendo, entretanto, uma maior preocupação com a flambagem vertical assim existente.  O objetivo do presente trabalho é determinar, de forma conceitual, as temperaturas limites que uma malha de distribuição de gás natural pode ser submetida, sem apresentar problemas de flambagem vertical.  Este estudo é realizado com os dados operacionais da rede de distribuição de gás natural da COMPAGAS - empresa de distribuição de gás natural ou responsável no estado do Paraná.  Para tanto se utilizou equações matemáticas simplificadas para o estudo da flambagem em dutos verticais aquecidos, seguindo o modelo proposto e adaptado por Hobbs.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Julio Cezar Almeida, UFPR COMPAGAS

UFPR - DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA

COMPAGAS - GERÊNCIA DE OPERAÇÕES

Referências

ABNT, NBR 12712. (2002). Projeto de Sistemas de Transmissão e Distribuição de Gás Combustível. Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Almeida, J. C. (2014). Estudo numérico e experimental de escoamentos transitórios em redes de distribuição de gás natural. Tese de Doutorado, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.

Chajes, A. (1974). Principles of structural stability theory. Prentice-Hall, Englewoord Cliffs.

Dvorkin, E.N., & Toscano, R.G. (2011). Effects of internal/external pressure on the global buckling of pipelines. Elsevier Science Ltd. Computational Fluid and Solid Mechanics.

Grangeiro, A.E.B.; & Júnior, E.P. (2009a). Flambagem vertical de dutos submetidos a aumento de temperatura. 5º Congresso Brasileiro de Petróleo e Gás. Universidade Federal do Ceará , Fortaleza, CE, Brasil.

Grangeiro, A.E.B. (2009b). Um estudo da flambagem vertical de dutos através de modelos analíticos e computacionais. Trabalho de Monografia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil.

Hobbs, R.E. (1984). In service buckling of heated pipelines. Journal of transportation engineering, ASCE, vol. 110, n.2, pp. 175-189.

Neto, L.B. (2009). Análise numérica de dutos sujeitos à flambagem. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.

Downloads

Publicado

18/07/2017

Como Citar

Almeida, J. C. (2017). FLAMBAGEM VERTICAL EM TUBULAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL. HOLOS, 1, 116–124. https://doi.org/10.15628/holos.2017.5187

Edição

Seção

ARTIGOS