FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE CUIDADORES DE IDOSOS ATUANTES EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA

Autores

  • Irma Lúcia Silveira Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte
  • Flávia Christiane de Azevedo Machado Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte
  • Maria Ângela Fernandes Ferreira Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Maísa Paulino Rodrigues Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2015.3215

Palavras-chave:

Envelhecimento, profissional da saúde, cuidador, idoso, Permanência para Idosos

Resumo

Trata-se de um estudo descritivo e analítico com abordagem quantitativa cujo objetivo foi investigar a formação profissional dos cuidadores atuantes em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) em Natal/RN no ano de 2014. Para tanto, aplicou-se um questionário semiestruturado a 63 cuidadores de nove ILPIs, representando 75% do total de profissionais exercendo atividades nessas instituições. O questionário viabilizou a captação de dados relativos ao perfil socioeconômico e à formação profissional do cuidador. Os dados foram analisados mediante observação das frequências absolutas e relativas e medidas de tendência central das variáveis numéricas. Assim, identificou-se que a maioria dos cuidadores possuía condição socioeconômica desfavorável e não apresentava curso específico para exercer a função de cuidador. Contudo, entre aqueles que realizaram cursos, grande parte relata que os conteúdos abordados durante a formação deram segurança para a práxis do cuidado, embora refiram à necessidade de se capacitar. Os resultados apontam a presença de um baixo nível de capacitação formal para o exercício da ocupação, revelando fragilidades como a ausência de um currículo básico que norteei a formação e a baixa escolaridade requisitada ao exercício dos profissionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA (ANVISA). Resolução RDC nº 283, de 26 de setembro de 2005. Aprova o regulamento técnico para o funcionamento das instituições de longa permanência para Idosos. Disponível em: <http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/58109e00474597429fb1df3fbc4c6735/RDC+N%C2%BA+283-2005.pdf?MOD=AJPERES>. Acesso em: 08 ago. 2014.

ALONSO, F. R. B. Como envelhece uma população: uma análise demográfica dos componentes do crescimento populacional que conduziram ao acentuado e peculiar processo de envelhecimento da população do munícipio de Santos-SP. In: Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 17, Caxambu, 2010. Anais... Belo Horizonte: ABEP, 2010.

ARAÚJO, C. A. D. Uma análise sociodemográfica dos cuidadores formais de idosos institucionalizados no município de Natal/RN, 2012. Dissertação (Mestrado em Demografia) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.

BESSA, M. E. P. et al. Idosas residentes em instituições de longa permanência: uso dos espaços na construção do cotidiano. Acta paul. enferm. v. 25, n. 2, p. 177-182, 2012.

BORN, T. A formação de cuidadores: acompanhamento e avaliação. In: Seminário Velhice Fragilizada. Anais... São Paulo: SESC, 2006.

BRASIL. República Federativa do Brasil. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei nº 4702, de 09 de novembro de 2012. Dispõe sobre o exercício da profissão de cuidador de pessoa idosa e dá outras providências. Disponível em: < http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1053572&filename=Avulso+-PL+4702/2012>. Acesso em: 12 set. 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria Ministerial nº 2.528, de 19 de outubro de 2006. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa e dá outras providências. Disponível em:< http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html>. Acesso em: 01 de out de 2013.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. Classificação brasileira de ocupações. 2002. Disponível em: http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/pesquisas/BuscaPorTituloResultado.jsf. Acesso em: 06 ago. 2014.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Política Nacional de Saúde do Idoso. Regulamentada pela Portaria nº 1.395, de dezembro de 1999(a).

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Previdência e Assistência Social. Portaria Interministerial nº 5.153, de 07 de abril de 1999(b). Institui o Programa Nacional de Cuidadores de Idosos a ser coordenado por Comissão Interministerial, constituída por representantes da Secretaria de Estado de Assistência Social do Ministério da Previdência e Assistência e da Secretaria de Políticas de Saúde do Ministério da Saúde. Disponível em: http://www.desenvolvimentosocial.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/biblioteca/legislacao/portaria5153.pdf. Acesso em: 06 nov. de 2014.

CALDAS, C. P. O idoso em processo de demência: o impacto na família. In: MINAYO C. S. M.; COIMBRA JÚNIOR, C. E. A. (Orgs.). Antropologia, saúde e envelhecimento. Rio de Janeiro: Fiocruz. 2002. p. 51-71.

CAMARANO, A. A.; KANSO S. As instituições de longa permanência para idosos no Brasil. Rev. Bras. Estud. Popul., v. 27, n. 1, p. 233-235, 2010.

CAMARANO, A. A.; PASINATO, M. T. O envelhecimento populacional na agenda das políticas públicas. In: CAMARANO, A. A. (Org.). Os novos idosos brasileiros. Rio de Janeiro: IPEA, 2004. p. 253-292.

FREITAS, A. V. S.; NORONHA, C. V. Idosos em instituições de longa permanência: falando de cuidado. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v. 14, n. 33, p. 359-369, 2010.

GAIOLI, C. C. L. O.; FUREGATO, A. R. F.; SANTOS, J. L. F. Perfil de cuidadores de idosos com doença de Alzheimer associado à resiliência. Texto Contexto Enfermagem, v. 21, n. 1, p. 150-157, 2012.

INOUYE, K; PEDRAZZANI, E. S.; PAVARINI, S. C. I. Implicações da doença de Alzheimer na qualidade de vida do cuidador: um estudo comparativo. Caderno Saúde Pública, v. 26, n. 5, p. 891-899, 2010.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Síntese de Indicadores Sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

KARSCH, Ú. M. Idosos dependentes: famílias e cuidadores. Cad. Saúde Pública, v. 19, n. 3, p. 861-866, 2003.

LIMA, C. R. V. Políticas públicas para idosos: a realidade das instituições de longa permanência no Distrito Federal. Monografia (Especialização em Legislativo e Políticas Públicas) - Programa de Pós-graduação do Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento - CEFOR, Câmara dos Deputados, Brasília, 2011.

MENDES, E. V. As redes de atenção à saúde. Ciênc. Saúde Coletiva, v. 15, n. 5, p. 2297-2305, 2010.

NATAL. Prefeitura Municipal de Natal. Decreto Nº 8.553 de 02 de outubro de 2008. Aprova a Norma Técnica Especial que regulamenta o funcionamento de Instituições de Longa Permanência destinadas a idosos no município de Natal. Disponível em: http://www.normasbrasil.com.br/norma/decreto-8553-2008-natal_175683.html. Acesso em: 01 jul. 2014.

PERPÉTUO, I. H. O.; WONG, L. R. Programas y políticas nacionales que afectaron el curso de la fecundidad en el Brasil. Seminar La Fecundidad en América Latina y El Caribe: Transición o Revolución? Santiago, Chile: Celade, 2003. (Serie Seminarios y Conferencias).

RIBEIRO, M. T. et al. Perfil dos cuidadores de idosos nas instituições de longa permanência de Belo Horizonte, MG. Ciênc. Saúde Coletiva., v. 13, n. 4, p. 1285-1292, 2008.

ROCHA, M. P. F. et al. Desvelando o cotidiano dos cuidadores informais de idosos. Rev. Bras. Enferm., v. 61, n. 6, p. 801-808, 2008.

SALIBA, N. A. et al. Perfil de cuidadores de idosos e percepção sobre saúde bucal. Rev. Interface: Comum., Saúde, Educ., v. 11, n. 21, p. 39-50, 2007.

SILVA, M. C. O processo de envelhecimento no Brasil: desafios e perspectivas. Textos Envelhecimento. v. 8. n. 1, p. 43-60, 2005.

SIMSON, O. R. M. V.; PINTO, S. P. L. C. Instituições de longa permanência para idosos no Brasil: sumário da legislação. Rev. Bras. Geriatr. Geront., v. 15, n. 1, p. 169-174, 2012.

WONG, L. L. R; CARVALHO, J. A. O rápido processo de envelhecimento populacional no Brasil: sérios desafios para as políticas públicas. Rev. Bras. Estat.1 Popul., v. 23, n.1, p. 5-26, 2006.

Downloads

Publicado

2016-01-13

Como Citar

Silva, I. L. S., Machado, F. C. de A., Ferreira, M. Ângela F., & Rodrigues, M. P. (2016). FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE CUIDADORES DE IDOSOS ATUANTES EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA. HOLOS, 8, 342–356. https://doi.org/10.15628/holos.2015.3215

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)