FACES DA CULTURA E DO JEITINHO BRASILEIRO: UMA ANÁLISE DOS FILMES O AUTO DA COMPADECIDA E SANEAMENTO BÁSICO

Autores

  • Danilo Cortez Gomes IFRN
  • Aline Fábia Guerra de Moraes Universidade Federal de Minas Gerais
  • Diogo Henrique Helal Fundação Joaquim Nabuco e Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2015.2988

Palavras-chave:

cultura nacional, jeitinho brasileiro, corrupção

Resumo

A cultura brasileira, com suas diversas características, permite análises mais apuradas em relação às origens, influências e contexto. Nesse estudo, a semelhança e diversidade da cultura nacional se fundem, haja vista que se buscou observar as representações do jeitinho brasileiro a partir das análises dos filmes O Auto da Compadecida e Saneamento Básico. Autores clássicos sobre cultura brasileira como DaMatta (1986), Holanda (1995) e Freyre (2006) foram pesquisados, além de estudos sobre o jeitinho brasileiro, como Barbosa, Costa e Vieira (1982), Barbosa (1992), Motta e Alcadipani (1999), Massukado-Nakatani, Mussi e Pedroso (2009). A presente pesquisa é de caráter qualitativo e utilizou-se da técnica de observação indireta para analisar os filmes comentados. Através de uma metodologia reflexiva, as categorias de análise dos dados tiveram como base os “desdobramentos” do jeitinho sintetizados por Massukado-Nakatani, Musi e Pedroso (2009). Se o jeitinho é exclusivamente brasileiro ou uma característica universal, não se sabe ao certo, mas as análises apresentadas neste artigo evidenciam que o jeitinho é presença marcante na cultura brasileira, seja no sertão nordestino ou em uma simples comunidade no sul do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Danilo Cortez Gomes, IFRN

Professor do IFRN - Mestre em Administração.

Aline Fábia Guerra de Moraes, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre em Administração pela UFPB e Doutoranda em Administração pela UFMG.

Diogo Henrique Helal, Fundação Joaquim Nabuco e Universidade Federal da Paraíba

Doutor em Ciências Humanas, com concentração em Sociologia, pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008), além de graduado e mestre em Administração pela Universidade Federal de Pernambuco (2001 e 2003). Atualmente é Pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ/MEC), lotado na Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (MECA), Professor Permanente do Programa de Pós Graduação em Administração (PPGA/UFPB), Professor Doutor da Faculdade Boa Viagem (FBV/DeVry) e Professor Colaborador do Mestrado Profissional em Gestão Pública, da Universidade Federal de Pernambuco (MGP/UFPE).

Referências

ALCADIPANI, Rafael; CRUBELLATE, João Marcelo. Cultura Organizacional: Generalizações improváveis e conceituações imprecisas. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 43, n. 2, p. 64-77, 2003.

BARBOSA, Lázaro Oliveira; COSTA, Frederico Lustosa da; VIEIRA, Clóvis Abreu. O “jeitinho” brasileiro como um recurso de poder. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 16, n.2, pp. 5-31, abril-julho, 1982.

BARBOSA, L. O jeitinho brasileiro. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

BOSI, Alfredo. Dialética da Colonização. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

CARDOSO, Fernando Henrique. Pensadores que inventaram o Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

DaMATTA, Roberto. O que faz o brasil, Brasil? Rio de Janeiro: Rocco, 1986.

_________. Carnavais, Malandros e Heróis: para uma sociologia do dilema brasileiro. 6 ed. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

FONTES, Érica Rodrigues. Corpo Negro e Cultura Brasileira em cinco filmes nacionais: uma leitura de Cidade de Deus, Orfeu Negro, Orfeu, Madame Satã e Ônibus 174. OPSIS, v. 7, n. 8, p. 125-138, jan./jun. 2007.

FREYRE, Gilberto. Casa-grande & senzala. 45 ed. Rio de Janeiro: Record, 2002.

HOFSTEDE, G. Culture´s consequences: international diferences in work-related values. London: Sage Publications, 1984.

HOLANDA, S. B. de. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

LEITE, Nildes Pitombo; LEITE, Fábio Pitombo; NISHIMURA, Augusto Takerissa; CHEREZ, Rodrigo Leandro. Educação tutorial: revitalizando ensino-aprendizagem e pesquisa em administração. Revista de Administração FACES Journal, v. 9, n. 4, set./dez. 2010.

LEITE, Nildes Pitombo; AMARAL, Iraides Gonçalves do; FREITAS, Alessandra Demite Gonçalves de; ALVARENGA, Marcelo Aparecido. Projetos educacionais e estudos observacionais em análise fílmica: qual o status de produção no Brasil? Revista de Gestão e Projetos - GeP, São Paulo, v. 3, n. 3, p 215-250, set./dez. 2012.

MACHADO, M. N. da M. Cultura e Imaginário Organizacionais: Análise Psicológica de Algumas Imagens Típicas Brasileiras. Pesquisas e Práticas Psicossociais, 3 (1), São João del-Rei, Agosto, 2008, pp. 44-50.

MARTINS, H. F. A ética do patrimonialismo e a modernização da administração pública brasileira. In: MOTTA, Fernando C. Prestes e CALDAS, Miguel P., (orgs), Cultura Organizacional e Cultura Brasileira, SP, Atlas, 1997.

MASSUKADO-NAKATANI, Márcia Shizue; MUSSI, Fabrício Maron; PEDROSO, José Pedro Penteado. A relação entre o jeitinho brasileiro e o perfil empreendedor: possíveis interfaces no contexto da atividade empreendedora no Brasil. RAM, v. 10, n. 4. São Paulo, Jul./Ago. 2009, pp. 100-130.

MENDONÇA, J. Ricardo C. de; GUIMARÃES, Flávia Peixoto. Do quadro aos “quadros”: o uso de filmes como recurso didático no ensino da administração. CADERNOS EBAPE.BR, Número especial, ago. 2008.

MOTTA, F. P. Cultura e Organizações no Brasil. In: MOTTA, Fernando C. Prestes; CALDAS, Miguel P. (Orgs.). Cultura Organizacional e Cultura Brasileira, São Paulo: Atlas, 1997.

MOTTA, Fernando C. Prestes; ALCADIPANI, Rafael. Jeitinho Brasileiro, Controle Social e Competição. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 39, n. 1, p. 6-12, 1999.

MUZZIO, H. Cultura Organizacional na Perspectiva Cultural Regional Brasileira. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v. 12, n. 37, p. 447-463, 2010.

NUNES, Edson de Oliveira. A gramática política do Brasil: Clientelismo, corporativismo e insulamento burocrático. 4 ed. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

REZENDE, Júlio F. D.; ARAÚJO, M. A. D. Uso do filme Matrix para o ensino da Administração. Revista Holos, Natal, ano 28, v. 4, p. 216-225, 2012.

RIBEIRO, Darcy. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

RODRIGUES, Grace; TUDE, J. M. Culturas Regionais no Brasil: um Estudo sobre as Percepções Mútuas de Gaúchos e Baianos no Ambiente de Trabalho. In: V ENEO – Encontro Nacional de Estudos Organizacionais, 2008, Belo Horizonte. Resumo dos Trabalhos do V Encontro de Estudos Organizacionais, 2008.

SOBRAL, Filipe; PECI, Alketa. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro. 2 ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2013.

TAVARES, Caroline Aparecida Bueno; FERREIRA, Roberto Carlos; SILVA, Marco Antonio Batista da; LEITE, Nildes R. Pitombo. Sucesso Psicológico, Felicidade e Linguagem Fílmica em Administração. Administração de Empresas em Revista, Curitiba, v. 11, n. 12, p. 1-18, 2012.

VANOYE, Francis; GOLIOT-LÉTÉ, Anne. Ensaio sobre a análise fílmica. Trad: Marina Appenzeller. 5 ed. Campinas: Papirus, 2008.

VIEIRA, Fabiano Mourão. Cultura brasileira e corrupção. Revista da CGU, Brasília, ano III, n. 4, jul./ago., p. 46-62, 2008.

Downloads

Publicado

11/12/2015

Como Citar

Gomes, D. C., Moraes, A. F. G. de, & Helal, D. H. (2015). FACES DA CULTURA E DO JEITINHO BRASILEIRO: UMA ANÁLISE DOS FILMES O AUTO DA COMPADECIDA E SANEAMENTO BÁSICO. HOLOS, 6, 502–519. https://doi.org/10.15628/holos.2015.2988

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)