OS SABERES DA FORMAÇÃO DOCENTE

Autores

  • J. S. Leiva IFMS
  • L. E. Moraes Sinésio IFMS - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIENCIA E TECNOLOGIA
  • A. M. Corrêa IFMS

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2019.8465

Resumo

Este estudo teve por objetivo identificar de que forma se estrutura a formação de professores que atuaram/atuam na docência na educação profissional, no Centro de Educação Profissional de Aquidauana Geraldo Afonso Garcia Ferreira – CEPA. Como procedimento metodológico, desenvolveu-se uma pesquisa qualitativa, com revisão bibliográfica e documental; como instrumento de coleta de dados utilizou-se um questionário com base na TALIS/OCDE (BRASIL, 2012). Verificou-se que um considerável número de professores que atuam na educação profissional são graduados em outras áreas e não licenciados para a docência. O estudo mostrou que são professores em caráter temporário, tendo em vista não terem sido contratados por meio de concurso público, pelo menos até o momento que antecedeu este processo de investigação. Esses fatores somados à reflexão sobre a prática docente, entre outros, constituem proposições para uma intervenção no sentido de instrumentalizar uma formação continuada. A problemática da formação dos professores antecede à ideia de “ser professor” e perpassa a motivação intrínseca de ser profissional do ensino; está muito ligada à escolha profissional, que começa na adolescência, o que nem sempre acontece de modo consciente. Dessa forma, as experiências adquiridas pelos docentes ao longo de sua trajetória profissional corroboram para a consolidação de uma prática pedagógica mais consistente, reflexiva, capaz de mudar as inter-relações dos elementos teóricos e práticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

L. E. Moraes Sinésio, IFMS - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIENCIA E TECNOLOGIA

DOCÊNCIA PARA A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

Referências

ARROYO, Miguel G. Ofício de Mestre, imagens e auto-imagens. 10. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

BRASIL. Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm > Acesso em: 02 dez. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da rede federal. Disponível em: < http://redefederal.mec.gov.br/expansao-da-rede-federal>. Acesso em: 02 dez. 2016.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (Brasil). Câmara de educação básica. Resolução nº 6, de 20 de setembro de 2012. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional e Técnica de Nível Médio. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11663-rceb006-12-pdf&category_slug=setembro-2012-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 24 nov. 2016.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (Brasil). Câmara de educação básica. Resolução nº 11, de 09 de maio de 2012.

Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Médio. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=10804-pceb011-12-pdf&category_slug=maio-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 24 nov. 2016.

FARTES, Vera; SANTOS, Adriana Paula Q. Oliveira. Saberes, identidades, autonomia na cultura docente da educação profissional e tecnológica. Cadernos de Pesquisa, 41(143), 2011, 376-401. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742011000200004>. Acesso em: 05 dez. 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 2015.

_______. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1987.

GARIGLIO, José Ângelo; Burnier, Suzana Lana. Professional education teachers: knowledges and practices. Cadernos de Pesquisa, 44(154), 2014, 934-959. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/198053142880>. Acesso em: 05 dez. 2016.

LIBÂNEO, José Carlos; PIMENTA, Selma Garrido. Formação de profissionais da educação: visão crítica e perspectiva de mudança. Educ. Soc., Campinas, v. 20, n. 68, p. 239-277, dez. 1999.

MACHADO, Lucília R. S. Diferenciais inovadores na formação de professores para a educação profissional. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, Brasília, v. 1, n. 1, Brasília, 2008. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/rev_brasileira.pdf>. Acesso em: 24 nov. 2016.

MINAYO, M. C. S (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2001.

MOURA, D.H. A formação de docentes para educação profissional e tecnológica. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, Brasília, v. 1, n. 1, Brasília, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/rev_brasileira.pdf>. Acesso em: 24 nov. 2016.

NÓVOA, A. (Org.) Profissão professor. Portugal: Porto, 1995.

PERRENOUD, Philippe. Formar professores em contextos sociais em mudanças: prática reflexiva e participação crítica. Revista brasileira de educação, n. 12, p. 5-21, dez. 1999.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: saberes da docência e identidade do professor. Revista da Faculdade de Educação, USP, v. 22. n. 2, p.72-89, jul/dez.1996.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia: o espaço da educação na universidade. Cadernos de Pesquisa, 37(130), 2007, 99-134. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742007000100006>. Acesso em: 12 dez. 2016.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 17ª ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

VEIGA, Ilma Passos A. Profissão docente: novos sentidos, novas perspectivas. Campinas: Papirus, 2008.

Downloads

Publicado

2019-06-27

Como Citar

LEIVA, J. S.; SINÉSIO, L. E. M.; CORRÊA, A. M. OS SABERES DA FORMAÇÃO DOCENTE. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 16, p. e8465, 2019. DOI: 10.15628/rbept.2019.8465. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/8465. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS