PRECIPITAÇÃO EFETIVA E INTERCEPTAÇÃO PLUVIOMÉTRICA EM POVOAMENTO DE Eucalyptus spp. EM VITÓRIA DA CONQUISTA – BA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2020.9896

Palavras-chave:

precipitação interna, escoamento pelo tronco, hidrologia florestal, partição de chuva

Resumo

O estudo da partição de chuva em um povoamento florestal é de suma importância, porque pequenas mudanças na frequência ou magnitude das precipitações têm implicações significativas para a disponibilidade de água no solo. Este estudo teve como objetivo caracterizar a precipitação efetiva, escoamento pelo tronco e interceptação da precipitação incidente em um povoamento de Eucalyptus spp. no município de Vitória da Conquista, BA. Os dados foram coletados entre janeiro de 2012 a dezembro de 2013. Para quantificar os valores de cada variável foram utilizados 25 pluviômetros, dispostos a 1,5 m do solo e 20 coletores alocados no tronco das árvores em uma área de 400 m² no interior do povoamento. A precipitação interna média foi de 58,76 %. Precipitações mensais de até 4 mm tiveram as maiores interceptações, chegando a 85 %. O escoamento pelo tronco correspondeu a 0,06 %. A precipitação interna, a interceptação e a precipitação efetiva, foram diretamente proporcionais a intensidade da precipitação total. A precipitação efetiva média foi de 58,82 %. A precipitação interna, a interceptação e a precipitação efetiva, foram diretamente proporcionais a intensidade da precipitação total. A baixa precipitação total local influenciou negativamente a precipitação interna, o escoamento pelo tronco e a precipitação efetiva em relação a regiões de maior precipitação total. Em relação a interceptação, a baixa precipitação total local provocou uma maior taxa de retorno de água para a atmosfera, em comparação a regiões de maior precipitação total.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alessandro Paula, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Departamento de Engenharia Agrícola e Solos

Ciências Florestais

Francisnei da Silva Brilhante, Engenheiro Florestal

Mestre em Ciências Florestais

Cristiano Tagliaferre, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Departamento de Engenharia Agrícola e Solos

Engenharia

Manoel Nelson de Castro Filho, Engenheiro Agrônomo

Doutorando em Agronomia - UESB

Willyan Charles Amaral Batista, Engenheiro Florestal

Mestre em Ciências Florestais

Patrícia Anjos Bittencourt Barreto-Garcia, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Departamento de Engenharia Agrícola e Solos

Ciências Florestais

Referências

Almeida, A. C. D., Soares, J. V. (2003). Comparação entre uso de água em plantações de Eucalyptus grandis e Floresta Ombrófila Densa (Mata Atlântica) na costa leste do Brasil. Revista árvore, 27(2), 159-170.

Almeida, A. Q., Ribeiro, A., Leite, F. P. (2013). Modelagem do balanço hídrico em microbacia cultivada com plantio comercial de Eucalyptus grandis x urophylla no leste de Minas Gerais, Brasil. Revista Árvore, 37(3), 547-556.

Andrade, G. D. C., Da Silva, H. D., Ferreira, C. A., Bellote, A. F., Moro, L. (1995). Contribucion del agua de lluvia en la oferta de nutrientes minerales para Eucalyptus grandis. Bosque, 16(1), p. 47-51.

Balieiro, F. D. C., Franco, A. A., Fontes, R. L. F., Dias, L. E., Campello, E. F. C., Faria, S. M. D. (2007). Evaluation of the throughfall and stemflow nutrient contents in mixed and pure plantations of Acacia mangium, Pseudosamenea guachapele and Eucalyptus grandis. Revista Árvore, 31(2), 339-346.

Barbosa, V., Barreto-Garcia, P., Gama-Rodrigues, E., de Paula, A. (2017). Biomassa, carbono e nitrogênio na serapilheira acumulada de florestas plantadas e nativa. Floresta e Ambiente, 24, 0-0.

Calux, J., Thomaz, E. L. (2012). Interceptação e precipitação interna: comparação entre Floresta Ombrófila Mista e Pinus elliotttii var. elliotti. Geoambiente On-line, (19), 01-16.

Carlyle-Moses, D. E., Gash, J. H. (2011). Rainfall interception loss by forest canopies. In Forest hydrology and biogeochemistry (pp. 407-423). Springer, Dordrecht.

Facco, A. G., Ribeiro, A., Pruski, F. F., Monteiro, W. C., Leite, F. P., Andrade, R. G., Menezes, S. J. M. D. C. (2012). Técnicas de geoinformação para estimativa do balanço hídrico em eucalipto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 47(9), 1243-1250.

Groppo, J. D., Salemi, L. F., Moraes, J. M., Trevisan, R., Seghesi, G. B., Martinelli, L. A. (2019). Capacidade de retenção de água do dossel vegetativo: comparação entre Mata Atlântica e plantação florestal de eucalipto. Ciência Florestal, 29(1), 96-104.

Ibá, A. (2017). Indústria brasileira de árvores. Disponível em: https://iba.org/publicacoes. Acesso dia 06 de mar. de 2019.

Li, X., Xiao, Q., Niu, J., Dymond, S., van Doorn, N. S., Yu, X., ... Li, J. (2016). Process-based rainfall interception by small trees in Northern China: The effect of rainfall traits and crown structure characteristics. Agricultural and forest meteorology, 218, 65-73.

Lima, W. D. P. (1993). Impacto ambiental do eucalipto. Editora da Universidade de São Paulo.

Lima, W. D. P. (1976). Interceptação da chuva em povoamentos de eucalipto e de pinheiro. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais, 13, 75-90.

Moura, A. E. S. S. D., Correa, M. M., Silva, E. R. D., Ferreira, R. L. C., Figueiredo, A. D. C., Possas, J. M. C. (2009). Interceptação das chuvas em um fragmento de floresta da Mata Atlântica na Bacia do Prata, Recife, PE. Revista Árvore, 33(3), 461-469.

Murray, S. J. (2014). Trends in 20th century global rainfall interception as simulated by a dynamic global vegetation model: implications for global water resources. Ecohydrology, 7(1), 102-114.

Oliveira, L. L. D., Costa, R. F. D., Costa, A. C. L. D., Sousa, F. D. A. S. D., Braga, A. P. (2008). Modelagem da interceptação na Floresta Nacional de Caxiuanã, no leste da Amazônia. Revista Brasileira de Meteorologia, 23(3), 318-326.

Rodrigues, V. A., Costa, P. N. (2009). Precipitação efetiva e intercepção das chuvas em povoamento de eucalipto. Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas, 3(1), 077-86.

Sari, V., Paiva, E. M. C. D. D., Paiva, J. B. D. D. (2016). Interceptação da chuva em diferentes formações florestais na região sul do Brasil. RBRH, 21(1), 65-79.

Shinzato, E. T., Tonello, K. C., Gasparoto, E. A. G., Valente, R. O. A. Escoamento pelo tronco em diferentes povoamentos florestais na Floresta Nacional de Ipanema em Iperó, Brasil Stemflow in different forest fragments of Ipanema National Forest in Iperó, Brazil. Scientia Forestalis, 39(92), 395-402.

Sutanto, S. J., Wenninger, J., Coenders-Gerrits, A. M. J., Uhlenbrook, S. (2012). Partitioning of evaporation into transpiration, soil evaporation and interception: a comparison between isotope measurements and a HYDRUS-1D model. Hydrology Earth System Sciences, 16(8), 2605-2616.

Tonello, K. C., Gasparoto, E. A. G., Shinzato, E. T., Valente, R. D. O. A., Dias, H. C. T. (2014). Precipitação efetiva em diferentes formações florestais na Floresta Nacional de Ipanema. Revista Árvore, 38(2), 383-390.

Tucci, C. E. (2012). Hidrologia: ciência e aplicação. UFRGS Editora.

van Dijk, A. I., Gash, J. H., van Gorsel, E., Blanken, P. D., Cescatti, A., Emmel, C., Gielen, B., Harman, I. N., Kiely, G., Merbold, L., Montagnani, L., Moors, E., Sottocornola, M., Varlagin, A., Williams, C. A., Wohlfahrt, G. (2015). Rainfall interception and the coupled surface water and energy balance. Agricultural and Forest Meteorology, 214, 402-415.

Zhang, Y. F., Wang, X. P., Hu, R., Pan, Y. X., Paradeloc, M. (2015). Rainfall partitioning into throughfall, stemflow and interception loss by two xerophytic shrubs within a rain-fed re-vegetated desert ecosystem, northwestern China. Journal of Hydrology, 527, 1084-1095.

Downloads

Publicado

19/08/2020

Como Citar

Paula, A., Brilhante, F. da S., Tagliaferre, C., Castro Filho, M. N. de, Batista, W. C. A., & Barreto-Garcia, P. A. B. (2020). PRECIPITAÇÃO EFETIVA E INTERCEPTAÇÃO PLUVIOMÉTRICA EM POVOAMENTO DE Eucalyptus spp. EM VITÓRIA DA CONQUISTA – BA. HOLOS, 5, 1–12. https://doi.org/10.15628/holos.2020.9896

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)