AVALIAÇÃO DA ADOÇÃO DE ESPECIFICAÇÕES QUANTO À ESTABILIDADE NO CÁLCULO DE TORRE DE ESCALADA PARA NORMA BRASILEIRA DE PROJETOS EM MADEIRA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2020.9873

Palavras-chave:

Madeira serrada, madeira laminada colada, torres de escalada, estado limite último, estado limite de utilização.

Resumo

O uso da madeira, principalmente se tratando da madeira laminada colada, agrega versatilidade às construções, pois peças mais longas e com seções mais robustas podem ser fabricadas, apresentando boa proteção contra incêndios, além de se tratar de fonte sustentável de matéria-prima. Dentre as estruturas que podem ser construídas a partir da madeira, encontram-se as torres de escalada, comumente encontradas em países europeus. Com o auxílio das normas Eurocode 5 (2004) e ABNT NBR 7190 (1997), o presente trabalho propõe um design e a posterior verificação estrutural de uma torre de escalada constituída de elementos de madeira serrada e colunas em madeira laminada colada, cabendo destacar que as verificações devem respeitar aos estados limites último e de serviço relativos à resistência e à estabilidade, sendo dada ênfase para a verificação de estabilidade neste trabalho, estabelecendo uma comparação geral entre ambos os documentos normativos. Os resultados apontaram para alguns elementos em condição de instabilidade em flexo-compressão, sendo que a norma brasileira se mostrou menos rigorosa quanto a tal verificação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Edson Fernando Castanheira Rodrigues, Departamento de Engenharia Civil (DECiv), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Aluno/MSc.

Aluno do curso de mestrado em engenharia civil do programa de pós graduação em Engenharia Civil da UFSCar.

Referências

ALVIM, R. C. (2009). Projeto de estruturas de madeira: peças compostas comprimidas. São Paulo: Blucher Acadêmico.

ABNT NBR 7190, de 1997. Projeto de estruturas de madeira. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Normas Técnicas.

ABNT PNBR 02:126.10-001-1, de 2013. Madeiras – Método de ensaio de caracterização de corpos de prova isentos de defeitos para madeiras tropicais. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Normas Técnicas.

BARALDI, L.T. & LOGSDON, N.B (1998). Dimensionamento de elementos estruturais submetidos à compressão paralela – uma discussão da NBR 7190/97. Encontro brasileiro em madeiras e em estruturas de madeira. 6. Anais de Congresso UFSC-IBRAMEM, Florianópolis, SC, Brasil. 2, 157-168.

CEN BS EN 408, de 2003: Structural timber and glued laminated timber: Determination of some physical and mechanical properties. Brussels: Comité Européen de Normalisation.

CEN BS EN 12572-1, de janeiro de 2017. Artificial climbing structures: Safety requirements and test methods for ACS with protection points. Brussels: Comité Européen de Normalisation.

CALIL NETO, C. (2008). Recomendações para o sistema de controle de qualidade para a produção de madeira laminada colada (MLC) certificada. (Trabalho de conclusão de curso). Faculdade de Engenharia Industrial Madeireira – UNESP “Júlio de Mesquita Filho”, Itapeva, SP, BRASIL.

CHRISTOFORO, A. L.; DE ALMEIDA, T. H.; DE ALMEIDA, D. H.; BALANCO, G. G.; LAHR, F. A.R. (2019). Influence of exposure time to operating temperature on shear strength of wood used in roof structures, Engenharia Agrícola, Jaboticabal, 39(3), 365-369.

CEN, de 1993. Eurocode 5 – Design of timber structures. Brussels: Comité Européen de Normalisation.

DE ALMEIDA, D. H.; CAVALHEIRO, R. S.; MACÊDO, L. B.; CALIL NETO, C.; CHRISTOFORO, A. L.; CALIL JUNIOR, C.; LAHR, F. A.R. (2014). Evaluation of quality in the adhesion of glued laminated timber (Glulam) of Paricá and Lyptus Wood Species, International Journal of Materials Engineering, 4(3), 114-118.

Dennis Henderson. Method and Apparatus for assembling a portable tower. US 4,231,200, 17 apr. 1978, 4 nov. 1980.

CEN EN-1991.4, de 2006. Actions on structures. Silos and tanks. Brussels: Comité Européen de Normalisation.

CEN EN 1995-1-1, de 2004. Eurocode 5: Design of timber strucutres: Part 1-1: General: Common rules and rules for buildings. Brussels: Comité Européen de Normalisation.

CEN EN 1995-2, de 2004. Eurocode 5: design of timber structures: Part 2: bridges. Brussels: Comité Européen de Normalisation.

GEHRI, E. (2000). A nova versão do Eurocode 5. Encontro brasileiro em madeiras e em estruturas de madeira. São Carlos, SP, Brasil, 7.

HASSAN, Oubay. The Genius Guide to Staad.Pro – For Structural Analysis and Beyond: Apostila digital elaborada para alunos da Swansea University. Swansea.

HEMSTRÖM, K.; MAHAPATRA, K.; GUSTAVSSON, L. (2010). The perceptions of Swedish architects and structural engineers towards use of wood frames in multi-storey buildings. DiVA, 22-24.

Jeffrey D. Wilson. Mobile, modular climbing tower. US006083142A, 26 jun. 1998, 4 jul. 2000.

Marques, L. E. M. M. (2008). O papel da madeira na sustentabilidade da construção (Dissertação de mestrado). Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Porto, Portugal.

MCCOY, Sean. Excalibur isn’t the tallest climbing wall, but might be the coolest. 2014. Recuperado de https://gearjunkie.com/excalibur-climbing-spire. Acesso em: 13 de novembro de 2017.

Miotto, J. L.; Dias, A. A. (2007). Compression and combined bending and axial compression: comparison among normative criteria. UNOPAR Cient., Ciênc. exatas e tecnol, 7, 21-28.

Nathan B. Postma. Climibing wall structure and method of construction. US007572207B2, 10 may. 2005, 11 aug. 2009.

Peter Gunnar Petersen. Method for regulating the traction in a line of a ladder. USOO7987945B2, 10 mar. 2005, 02 aug. 2011.

RAMAGE, M. H.; BURRIDGEB, H.; BUSSE-WICHERC, M.; FEREDAYA, G.; REYNOLDSA, T.; SHAHA, D. U., … Schermane, O. (2017). The wood from the trees: The use of timber in construction, Renewable and Sustainable Energy, 68, Part 1, 333-359.

Sang Ho Kwak. Climbing safety device for tower crane. US006083142A, 09 jun. 2003, 15 feb. 2005.

SATO, J. N.; MASCIA, N. T. (2019). Estabilidade em peças de madeira: comparação de critérios normativos. Congresso latino americano de estructuras e maderas, Montevidéo, Argentina, 4. Recuperado de: http://clem2019.uy/admin/files/clem2019/upload/files/F2-4611803-F1-4611809_Artigo_Completo.pdf. Acesso em: 27 março 2020.

SANTOS, L. B.; MORALES, E. A. M.; LAHR, F. A. R. (2002). Algumas considerações sobre os critérios propostos pela NBR 7190/97 para a verificação da segurança em pilares de madeira. Encontro brasileiro em madeiras e em estruturas de madeira - UFU, Uberlândia. 8. 1 CD-ROM.

Renzo Vettori. Artificial climbing structure. USOO6514178B2, 01 aug. 2001, 4 feb. 2003.

SEGUNDINHO, P. G. A.; REGAZZI, A. J.; POLETTI, F. S.; PAULA, M. O.; MENDONÇA, A. R.; GONÇALVES, F. G. (2018). Variação dos módulos de elasticidade e ruptura em madeira de Cedro-Australiano por meio de ensaios não destrutivo e destrutivo. Ciência Florestal, 28(3), 1163-1178.

Site da empresa F.V. de Araujo. Disponível em: <http://fvdearaujo.com.br>. Acesso em 13 de novembro de 2017.

Site da empresa CK Florestal. Disponível em: <http://www.ckflorestal.com.br>. Acesso em 13 de novembro de 2017.

Site do acampamento Timber-lee. Disponível em: <http://www.timber-lee.com/build-retreat/full-list-retreats/build-your-retreat-activity-options>. Acesso em 13 de novembro de 2017.

Site da empresa Bolder climbing walls. Disponível em: <http://www.bolderclimbingwalls.com/wall_types/index.html>. Acesso em 13 de novembro de 2017.

Site do acampamento Timber Wolf Lake. Disponível em: <https://timberwolf.younglife.org/Pages/default.aspx>. Acesso em 13 de novembro de 2017.

Stoji?, D.; Cvetkovi?, R.; Stoji?, N. (2006). The design of glued laminated timber footbridge structure according to eurocodes. Facta Universitatis - Series: Architecture and Civil Engineering, 4(1), 59-70.

SZÜCS, C. A.; TEREZO, R.F.; DO VALLE, Ângela; DE MORAES, P. D. (2016). Estruturas de madeira. Florianópolis: UFSC.

USMAN, A.P.; SUGIRI, S. (2015). Analysis of the strength of timber and glulam timber beams with steel reinforcement. J. Eng. Technol. Sci., 47(6), 601–611.

Publicado

16/12/2020

Como Citar

Bragion, A. P., Rodrigues, E. F. C., Almeida, J. P. B., Christoforo, A. L., & Lahr, F. A. R. (2020). AVALIAÇÃO DA ADOÇÃO DE ESPECIFICAÇÕES QUANTO À ESTABILIDADE NO CÁLCULO DE TORRE DE ESCALADA PARA NORMA BRASILEIRA DE PROJETOS EM MADEIRA. HOLOS, 6, 1–23. https://doi.org/10.15628/holos.2020.9873

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)