AS CONTRIBUIÇÕES TEÓRICAS DE PINTRICH PARA PESQUISAS SOBRE A MOTIVAÇÃO DE ALUNOS NO ENSINO SUPERIOR

Autores

  • Thiago Weslei de Almeida Sousa Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).
  • Carlos Antônio Pereira Júnior Universidade Federal de Goiás
  • Hamilton Matos Cardoso Júnior Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT)

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2019.6851

Palavras-chave:

Êxito, Graduação, Intervenção, Pintrich.

Resumo

Apesar do grande número de pesquisas na área de ensino sobre a motivação de alunos para a vida escolar, pouca atenção tem sido dada aos estudantes do nível superior, seja ela qual for a área do conhecimento. O estudo da temática “motivação no ensino superior” pode explicar a evasão, os altos índices de reprovação, o êxito nos cursos, além de outros fatos de relevante entendimento. Este trabalho tem como fim analisar teoricamente os fatores que influenciam a motivação dos alunos, focando a reflexão teórica em estudantes de graduação. Este estudo justifica-se para o embasamento de pesquisas que tratem da temática em questão, podendo ser um aporte teórico para futuras pesquisas. Utilizou-se aqui como metodologia a pesquisa bibliográfica, caracterizando este estudo como exploratório. Destaca-se, para a motivação dos alunos é necessário que haja um planejamento para que as metas sejam atingidas. Uma vez que o professor é o proponente e também o mediador das intervenções propostas é necessário que ele se prepare para a nova fase que ele e turma viverão. A pesquisa aqui apresentada apresenta-se como aporte teórico para futuras pesquisas, utilizando-se os conceitos aqui desenvolvidos para traçar estratégias para análises diagnósticas e de intervenção pedagógica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Thiago Weslei de Almeida Sousa, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Mestre em Química pelo Programa de Mestrado em Ciências Moleculares da Universidade Estadual de Gioás; Licenciado em Química e bacharel em Química pela Universidade Estadual de Goiás. É Técnico em Assuntos Educacionais na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Carlos Antônio Pereira Júnior, Universidade Federal de Goiás

Mestre em Educação em Ciências e Matemática (UFG); Graduado em Química - Licenciatura (UFG); Professor, pesquisador e extensionista na área de Formação de Professores e Ensino de Ciências com especificidade no Ensino de Química na Universidade Federal de Goiás.

Hamilton Matos Cardoso Júnior, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT)

Mestre em Ciências Sociais e Humanidades pelo Programa de Mestrado em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado – Universidade Estadual de Goiás; Graduado em Geografia/UEG. Atuou como Bolsista Capes e é atualmente é Técnico em Assuntos Educacionais na Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Referências

BALANCHO, M.J.; COELHO, F. Motivar os alunos – criatividade na relação pedagógica: conceitos e práticas. Lisboa: Texto Editora, 1996.

BEMBENUTTY, H.; MCKEACHIE, W. J.; KARABENICK, S. A.; LIN, Y. The relationship between test anxiety and selfregulation on student’s motivation and learning. Paper apresentado na Reunião Anual da “American Psychological Society”. Washington, 1998.

BROPHY, J. Research on motivation in education: past, present and future. In: URDAN, T.C.; MAEHR, M. E PINTRICH, P.R. (ED.). Advances in motivation and achievement p.1-44. Greenwich: Jai Press.1994.

BZUNECK, J. A. A motivação do aluno: aspectos introdutórios. In: BORUCHOVITCH, E.; BZUNECK, J. A. (orgs.). A Motivação do Aluno: Contribuições da psicologia contemporânea. 4. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, p.9-36, 2009.

BZUNECK, J. A. Como motivar alunos: Sugestões práticas. In E. Boruchovitch & J. A. Bzuneck (Orgs.), A motivação do aluno: Contribuições da psicologia contemporânea. Petrópolis, RJ: Vozes.3ª edição, p.58-77, 2010.

CAMARGO, D. A. F. Avaliação do rendimento escolar: estudos e concepção. Paidéia, Ribeirão Preto, n.8-9, p.53-62, 1995.

COTE, J. E.; LEVINE, C. Student motivations, learning environments, and human aquisition: toward an integrated paradigm of student development. In: Journal of College School Development. v.38, n.3, p.229-43, 1997.

DEMBO, M. H. Motivation and learning strategies for college success: a selfmanagement approach. Mahwah, New Jersey. Lawrence Erlbaum Associates Publishers. 2000.

ECCLES, J. S; WIGFIELD, A. Motivational beliefs, values, and goals. In: Annual Review of Psychology, v.53, p.109-132, 2002.

GUIMARÃES, S. E. R.; BORUCHOVITCH, E. O Estilo Motivacional do Professor e a Motivação Intrínseca dos Estudantes: Uma Perspectiva da Teoria da Autodeterminação. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 17, n.2, p.143-150, 2004.

JOLY, C. R. A.; DIAS, A. S.; ALMEIDA, L. S.; FRANCO, A. Autorregulação na Universidade. II Seminário Internacional “Contributos da Psicologia em Contextos Educativos”. Braga: Universidade do Minho, 2012.

LENS, W.; MATOS, L.; VANSTEENKISTE, M. Professores como fonte de motivação dos alunos: O quê e o porquê da aprendizagem do aluno. Educação, v.31, n.1, p.17-20, 2008.

LINNENBRINK, E.; PINTRICH, P. Motivation as an enabler for academic success. School Psychology Review, v.31, n.3, p.313-327, 2002.

LUQUE, L. M. A tribute to Paul R. Pintrich’s contributions to psychology and education. Eletronic Journal of Research in Education Psychology, v.2, n.1, p.159-162, 2004.

MACIEL, A. G. Motivação e intervenção em estratégias de aprendizagem para compreensão leitora. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Londrina, 2012.

MUELLER, R. J. Instrucional Psychology. Champaigh: Stipies, 1992.

PACHANE, G. G. A experiência universitária a partir da percepção do aluno. Resumo de Comunicação Científica apresentado na XXIX Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Psicologia. Ribeirão Preto 1999

POLYDORO, S. A. J. et al. Desenvolvimento de uma escala de integração ao Ensino Superior. In: Psico-USF, v.6, n.1, p.11-18, 2001.

PENNA, A. G. Introdução à motivação e emoção. Rio de Janeiro: Imago, 2001.

PINTRICH, P., SMITH, D., GARCIA, T. & MCKEACHIE, W. A manual for the use of the motivated strategies for learning questionnaire (MSLQ). National Center for Research to Improve, 1991.

PINTRICH, P. R. Understanding self-regulated learning. In: New directions for teaching and learning. v.63, p.3-12, 1995.

PINTRICH, P.R. The role of goal orientation in self-regulated learning. San Diego: Academic Press, p.452-502, 2005.

POLYDORO, S. A. J.; AZZI, R. Autorregulação: aspectos introdutórios. In: Bandura, A.; Azzi, R.; Polydoro, S. A. J. (orgs.). Teoria Social Cognitiva: conceitos básicos. Porto Alegre, Editora Artmed, p.149-164, 2008.

RATCLIFF, J. L. Realizing the potential: Improving postsecondary teaching, learning and assessment. The National Report of the National Center on Postsecondary Teaching, Learning and Assessment. University Park, the Center, 1995.

REGLIN. G. L.; ADAMS, D. R. Why Asian American high school students have higher grade point averages and SAT scores than other high school students. The High School, p.143-149, 1990.

RIBEIRO, R. A.; FONSECA, F. S. A.; SILVA, P. N. Estudantes do Ensino Médio e a motivação para estudar Química. XXVI Congreso Latinoamericano de Química. 30 de Maio a 02 de Junho de 2004.

RUIZ, M. V. (a) Motivação na Universidade. In: Revista Estudos de Psicologia, PUCCampinas, v. 20, n. 2, p. 15-24, 2003.

SASSI, A. G.; MARTINELLI, S. C. Relações entre Autoeficácia e Motivação Acadêmica. Revista PSICOLOGIA, CIÊNCIA e PROFISSÃO, v.30, n.4, p.780-791, 2010.

SCHUNK, D. H. Self-efficacy and academic motivation. Education Psychologist, v.26, p.207-231, 1992.

SWEITZER, N. G. “Fiddle-Dee-Dee, I’ll think about it tomorrow”: Overcoming academic procrastination in Higher Education. Tese de Mestrado. Califórnia, Universidade Biola, 1999.

TRAVIS, J. E. Models for improving college teaching: a faculty resource. 1996.

VEIGA, I.P.A.; RESENDE, M.L.G. E FONSECA, M. Aula universitária e inovação. In VEIGA, I.P.A. E CASTANHO, M.E.L. M. (org.). Pedagogia universitária. Campinas: Papirus, 2000.

VERHINE, R. E.; DANTAS, M. V. A avaliação do desempenho de alunos de educação superior: uma análise a partir da experiência do ENADE. In: LORDÊLO, J. A. C.; DAZZANI, M.V. (Org). Avaliação educacional: desatando e reatando nós [online]. Salvador: EDUFBA, p.349, 2010.

Downloads

Publicado

03/12/2019

Como Citar

Sousa, T. W. de A., Pereira Júnior, C. A., & Cardoso Júnior, H. M. (2019). AS CONTRIBUIÇÕES TEÓRICAS DE PINTRICH PARA PESQUISAS SOBRE A MOTIVAÇÃO DE ALUNOS NO ENSINO SUPERIOR. HOLOS, 1, 1–12. https://doi.org/10.15628/holos.2019.6851

Edição

Seção

ARTIGOS