USO DO KAHOOT COMO FERRAMENTA DE AVALIAÇÃO E ENSINO-APRENDIZAGEM NO ENSINO DE MICROBIOLOGIA INDUSTRIAL

Denise Sande, Danilo Sande

Resumo


A gamificação é uma estratégia de usar elementos dos jogos fora do ambiente dos jogos e pode ser aplicada para auxiliar o professor na tarefa não mais de fornecer informações mas sim de ensinar a selecionar as informações úteis e de aplicar esse conhecimento para resolver problemas da profissão. Nesse contexto, foi aplicado um quiz usando a plataforma kahoot como estratégia de avaliação e ensino-aprendizagem na disciplina Microbiologia Industrial. Os alunos realizaram a atividade avaliativa e em seguida responderam a um questionário através de um formulário do GoogleDocs. Os alunos citaram a competição como estímulo para o aprendizado e perceberam que o kahoot pode ser usado como substituto da avaliação tradicional uma vez que consegue alcançar diferentes níveis de complexidade que desafiam os alunos e tornam o aprendizado mais eficiente e duradouro. A técnica, entretanto, apresenta algumas limitações. A percepção e interesse dos alunos foi positiva diante da experiência. 


Palavras-chave


Metodologia ativa; quiz; avaliação; educação

Texto completo:

PDF

Referências


Bottentuit Júnior, J. B. (2012) Do computador ao tablet: vantagens pedagógicas na utilização de dispositivos móveis na educação. Revista educaonline, 6(1), 125-149.

Cavalcanti, E. L. D, & Soares, M. H. F. B. (2009) O uso do jogo de roles (roleplaying game) como estratégia de discussão e avaliação do conhecimento químico. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, 8(1), 255-282.

Coil, D. A., Ettinger, C. L., & Eisen, J. A. (2017) Gut Check: The evolution of an educational board game. PLOS Biology, 15(4), e2001984.

Costa, C. H. C., Dantas Filho, F. F., & Moita, F. M. G. S. C. (2009) Marvinsketch e kahoot como ferramentas no ensino de isomeria. HOLOS, 1, 31-43.

Dellos, R. (2015) Kahoot! A digital game resource for learning. International Journal of Instructional Technology and Distance Learning, 12(4), 49-52.

Martinez, E. R. M, Fujihara, R. T., & Martins, C. (2008) Show da genética: um jogo interativo para o ensino de genética. Genética na escola, 3(2), 24-27.

Mitre, S. M., Siqueira-Batista, R., Girardi-de-Mendonça, J. M., Morais-Pinto, N. M., Meirelles, C. A. B., Pinto-Porto, C., Moreira, T., & Hoffmann, L. M. A. (2008) Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciência & Saúde Coletiva, 13(2), 2133-2144.

Tardif, M. (2011). Saberes docentes e formação profissional (12. ed.). Petrópolis, RJ: Vozes.

Van Nuland, S. E., Roach, V. A., Wilson, T. D., & Belliveau, D. J. (2015) Head to head: the role of academic competition in undergraduate. Anatomical Sciences Education, 8, 404-412.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2018.6300



 

HOLOS IN THE WORLD