O PROEJA NO IFRN-CAMPUS MOSSORÓ POR SEUS ESTUDANTES

Autores

  • Jose Moises Silva IFRN
  • Lanuzia Tércia Sá IFRN

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2016.4711

Palavras-chave:

PROEJA, Práticas Pedagógicas, Currículo Integrado

Resumo

O artigo discute a temática educação de jovens e adultos (EJA). O objetivo é analisar, sob a perspectiva dos estudantes, como o campus Mossoró do IFRN vem materializando a proposta curricular do curso técnico integrado em Edificações na modalidade EJA, oferecido no âmbito do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA). Metodologicamente, o estudo se insere na categoria exploratório-descritiva, com base na dialética. As fontes de informação são o Projeto Pedagógico do Curso e os dados (questionários e entrevistas) coletados dos estudantes do último semestre da primeira turma do curso. Considerando as práticas pedagógicas desenvolvidas pelos professores, constata-se que não há a materialização concreta do currículo integrado no curso e, sim, que apenas algumas ações didáticas, muito específicas e não sistematizadas nem planejadas coletivamente, concorrem para esse fim.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Jose Moises Silva, IFRN

Licenciado em Matemática, pela UFAM.

Bacharel em Ciências Contábeis, pela UFAM.

Especialista em Auditoria, pela PUC-MG.

Especialista em PROEJA, pelo IFRN.

Mestre em Desenvolvimento Regional, pela UFAM.

Doutor em Educação, pela UFRN.

 

Lanuzia Tércia Sá, IFRN

Licenciada em Educação Física, pelo UFRN.

Especializada em Educação Física Escolar, pela UFRN.

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional do IFRN.

Referências

BRASIL. Decreto n. 5.478, de 24 de junho de 2005. Brasília, DF, 2005.

______. Decreto n. 5.840, de 13 de julho de 2006. Brasília, DF, 2006.

______. Ministério da Educação. Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos. Formação Inicial e Continuada/Ensino Fundamental. Documento Base. Brasília, DF, 2007.

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE. Plano de curso do curso técnico de nível médio integrado em Edificações na modalidade educação de jovens e adultos. Natal, RN, 2006.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A interdisciplinaridade como necessidade e como problema nas ciências sociais. Revista do Centro de Educação e Letras, UNIOESTE, Foz do Iguaçu, v. 10, n. 1, p. 41-62, 1. sem. 2008.

KRÜGER, Tânia R. Serviço social e saúde: espaços de atuação a partir do SUS. Revista Serviço Social & Saúde. UNICAMP, Campinas, v. IX, n. 10, p. 123-45, dez. 2010.

MACHADO, Lucília R. S. PROEJA: o significado socioeconômico e o desafio da construção de um currículo inovador. In: TVescola: Programa Salto para o Futuro. EJA: formação técnica integrada ao ensino médio. Boletim 16, Rio de Janeiro, set. 2006.

______. Ensino médio e técnico com currículos integrados: propostas de ação didática para uma relação não fantasiosa. In: MOLL, Jaqueline e Colaboradores. (Org.). Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: Desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre, RS: Artmed, 2010, p. 80-95.

RAMOS, Marise. Possibilidades e desafios na organização do currículo integrado. In FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (Org.). Ensino Médio Integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005, p. 106-127.

SILVA, Edna Lúcia da; MENEZES Estera Muszkat. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. 3. ed. Florianópolis: Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, 2001.

Downloads

Publicado

12/11/2016

Como Citar

Silva, J. M., & Sá, L. T. (2016). O PROEJA NO IFRN-CAMPUS MOSSORÓ POR SEUS ESTUDANTES. HOLOS, 7, 378–387. https://doi.org/10.15628/holos.2016.4711

Edição

Seção

ARTIGOS