ESTUDO PROSPECTIVO DE ESPÉCIES DE PEIXES DE ÁGUA DOCE COMO ALTERNATIVA PARA O PROCESSO DE ENLATAMENTO NA INDÚSTRIA DE CONSERVAS DE PESCADO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2019.6208

Palavras-chave:

Tecnologia, prospecção, matrinxã, sardinha de água doce.

Resumo

Nos últimos anos tem-se registrado uma alternância  dos estoques naturais de sardinha, espécie primordial para as indústrias enlatadoras. Para assegurar a proteção de sua reprodução e garantir sempre altos  estoques foi instituído o Período de Defeso. Assim, o objetivo deste estudo foi prospectar para a indústria de conservas de pescado espécies nativas de peixes de água doce, como alternativa para o processo de enlatamento, a fim de estimular a transferência de tecnologia para a produção de alimentos saudáveis e funcionais, que ainda não tem apelo comercial. Foram utilizadas as técnicas de avaliação de aceitabilidade e intenção de compra das espécies enlatadas de peixe matrinxã (Brycon amazonicus) e sardinha de água doce (Hemiodus unimaculatus). A matrinxã e a sardinha de água doce são espécies nativas promissoras como matéria-prima alternativa para a indústria conserveira de pescados, principalmente, para ocupar diferentes nichos de mercado, além de propiciar outras opções de alimento que garantam segurança alimentar à população menos favorecida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Diego Neves de Sousa, Embrapa Pesca e Aquicultura

Gestor de cooperativas (Universidade Federal de Viçosa - UFV, Brasil); Mestre em Extensão Rural (UFV); Doutor em Desenvolvimento Rural (Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS, Brasil). Analista da Embrapa Pesca e Aquicultura no setor de Transferência de Tecnologia.

Patricia Costa Mochiaro Soares Chicrala, Embrapa Pesca e Aquicultura

Médica Veterinária (Universidade Federal Fluminense - UFF, Brasil), Especialista em Controle de Qualidade de Alimentos (Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, Brasil), Mestre em Higiene Vetererinária e Processamento Tecnológico de Produtos de Origem Animal (UFF). Pesquisadora da Embrapa Pesca e Aquicultura

Caroline Roberta Freitas Pires, Universidade Federal do Tocantins

Nutricionista (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM, Brasil), Mestre em Ciência dos Alimentos (Universidade Federal de Lavras - UFLA, Brasil). Doutorado em Ciência dos Alimentos (UFLA). Professora da Universidade Federal do Tocantins no curso de Nutrição e no Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos

Referências

ANTUNES, S. A. (1984) Processamento, parâmetros de qualidade e espécies de atuns e bonitos no desenvolvimento da indústria de enlatamento de pescado no Brasil. Brasília, DF: SUDEPE.

BATISTA, L. X. (2005) Tecnologia de produção de conserva de tilápia (Oreochromis niloticus, Linnaeus, 1758 – Linhagem chitralada). 38f. Dissertação (Mestrado em Recursos Pesqueiros e Aquicultura) – Programa de pós-graduação em recursos pesqueiros e aquicultura, Universidade Federal Rural de Pernambuco.

BEUREN, I.M; CARDOSO, R. S. (2009) Gestão de matérias-primas em indústrias de conserva de pescado do Brasil e da Espanha. Anais do XVI Congresso Brasileiro de Custos. UFCE: Fortaleza/CE.

CARVALHO, N. L. A; LESSI, E. (1990) Elaboração de uma semi-conserva de pescado de água doce "Picles de Peixe": Tempo de cura, acidificação, textura e nível de sal. Acta Amaz., 20:321-329.

CERGOLA, M. C; DIAS NETO, J. (2011) Plano de Gestão para o Uso Sustentável da Sardinha-verdadeira do Brasil. In: CERGOLA, M, C; DIAS NETO, J. (Orgs). Série Plano de Gestão dos Recursos Pesqueiros. Brasília-DF: Ibama. Disponível em <http://www.ibama.gov.br/phocadownload/plano_gestao_sardinha_verdadeira_2011.pdf>. Acesso em: 31 jan. 2017.

CHAVES, J. B. P; SPROESSER, R. L. (2002) Práticas de laboratório de análise sensorial de alimentos e bebidas. 1ª ed. Viçosa: UFV.

CHICRALA, P. C. M. S; LIMA, L. K. F; MORO, G. V; NEUBERGER, A. L; MARQUES, E. E; FREITAS, I. S. (2013) Catálogo de peixes comerciais do lago da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães. Brasília-DF: Embrapa. Disponível em <https://www.embrapa.br/pesca-e-aquicultura/busca-de-publicacoes/-/publicacao/995263/catalogo-de-peixes-comerciais-do-lago-da-usina-hidreletrica-luis-eduardo-magalhaes-tocantinsbrasil>. Acesso em: 15 abr. 2017.

CONEPE - Conselho Nacional de Pesca e Aquicultura. (2014) Relatório exportações e importações brasileiras de pescado. Brasília: Conepe.

DUTRA, F. M; MACHADO, W. J; CAETANO, M, S; GOBBO, D. A. (2012) Avaliação sensorial do processamento em conserva, utilizando-se as espécies: tilápia (Oreochromis niloticus), lambari (Astianax spp) e pacu (Piaractus mesopotamicus). Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 14 (3):239-244.

FAO - Food and Agriculture Organization of the United Nation. (2016) The state of world fisheries and aquaculture. Roma: FAO. Disponível em <http://www.fao.org/3/a-i5555e.pdfhttp://www.fao.org/3/a-i5555e.pdf>. Acesso em: 12 jul. 2017.

MPA - MINISTÉRIO DA PESCA E AQUICULTURA. (2011) Boletim estatístico da pesca e aquicultura – Brasil 2010. Brasília-DF: MPA. Disponível em <http://sinpesq.mpa.gov.br/preps_cms/download/boletim_2010/boletim_estatistico_mpa_2010.pdf>. Acesso em: 10 ago. 2015.

MUNOZ, A. E. P; SANTOS, V. R. V; SOUSA, D. N; CHICRALA, P. C. M. S. (2015) Viabilidade econômica da matrinxã como alternativa de matéria-prima à sardinha para o mercado de conservas de pescado. Série Documentos Embrapa, 9 (33): 1-36.

Disponível em <https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/1023020/1/CNPASADoc9.pdf>. Acesso em: 15 de abr. 2017.

OGAWA, M; OGAWA, N. B. P. Enlatamento (1999). In: Manual de pesca. OGAWA, M; MAIA, E. L. (Orgs). São Paulo: Livraria Varela, 324-335.

SANTOS, V. R. V; FREITAS, D. G. C; CHICRALA, P. C. M. S; SOUSA, D. N; FURTADO, A, A, L; LUIZ, D. B. (2015) O matrinxã como alternativa para enlatamento: avaliação da aceitação e da intenção de compra. Série Documentos Embrapa, 12 (20): 1-24. Disponível em <http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/128871/1/CNPASA-Doc12.pdf>. Acesso em: 15 abr. 2017.

Downloads

Publicado

03/12/2019

Como Citar

Sousa, D. N. de, Chicrala, P. C. M. S., & Pires, C. R. F. (2019). ESTUDO PROSPECTIVO DE ESPÉCIES DE PEIXES DE ÁGUA DOCE COMO ALTERNATIVA PARA O PROCESSO DE ENLATAMENTO NA INDÚSTRIA DE CONSERVAS DE PESCADO. HOLOS, 1, 1–11. https://doi.org/10.15628/holos.2019.6208

Edição

Seção

ARTIGOS