EFEITOS DA ADIÇÃO DE FRUTANOS TIPO INULINA NAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICA E SENSORIAL DE NÉCTAR MISTO

Autores

Palavras-chave:

Ananas comosus, Citrus sinensis, índice de aceitabilidade, Passiflora edulis, prebióticos

Resumo

A busca por alimentos “prontos para o consumo” tem crescido e as bebidas não alcoólicas podem ser matrizes alimentares de interesse para a aplicação de prebióticos. Assim, objetivou-se avaliar os efeitos da adição de frutanos tipo inulina nas características físico-química (umidade, cinzas, sólidos solúveis, pH, acidez total, açúcares redutores, não-redutores e totais) e sensorial (aparência, cor, aroma, sabor, consistência e impressão global; Índice de Aceitabilidade e intenção de compra) do néctar misto de abacaxi, laranja e maracujá. As médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de significância. O néctar misto com adição de inulina indicou aproximadamente 3× mais açúcares totais em relação ao controle. Os néctares mistos indicaram Índices de Aceitabilidade > 80% em todos os atributos avaliados. A recorrente indicação de que possivelmente comprariam o produto atestou que o néctar misto de abacaxi, laranja e maracujá adicionado de inulina pode ser viável e bem aceito sensorialmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Isadora Yashara Torres Rego, Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Ensino médio no IFRN- campus Pau dos Ferros, na área de tecnologia de alimentos, concluído em 2015. Graduando do Ensino Superior - Medicina - Universidade Federal do Maranhão-UFMA, desde 2017. Participou das ligas acadêmicas LAFAC (Liga Acadêmica de Farmacologia Clínica), LACOR (Liga Acadêmica do Coração de Imperatriz) e LASIMP (Liga Acadêmica de Semiologia Médica) Participa das ligas acadêmicas LUTE (Liga de Urgência Trauma e Emergência), GASTROLIGA (Liga acadêmica de Gastroenterologia) e OFTALMOLIGA (Liga acadêmica de Oftalmologia). Participou dos projetos "ACOMPANHAMENTO CLÍNICO LABORATORIAL DE PACIENTES DIABÉTICOS ATENDIDOS NO PROGRAMA Hiperdia-eSUS DA CIDADE DE IMPERATRIZ-MA" e "PREVENÇÃO DA COVID-19: A TELEVIGILÂNCIA DOS IDOSOS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE" Participa dos projetos " EDUCAÇÃO EM SAÚDE E INTERVENÇÕES DE ENFERMEGEM NA ATENÇÃO AO PACIENTE NO PERÍODO PÓS-OPERATÓRIO- EDUCARE" e "AVALIAÇÃO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE FRENTE À PANDEMIA DA COVID-19" Participou da 5 edição do Programa Cidadão do Mundo em intercâmbio linguístico e cultural na cidade de Cape Town - South Africa durante 90 dias. Foi monitora voluntaria de Fundamentos da Prática Assistência Médica II, Laboratório de Habilidades II e Eixo integrador II.

Júlia Medeiros Bezerra, Universidade Federal de Campina Grande

Possui graduação em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal de Campina Grande (2012). Mestrado em Sistemas Agroindustriais também pela UFCG (2015) e atualmente é aluna de doutorado no Programa de Pós-graduação em Engenharia de Processos pela UFCG. Atua em pesquisas das áreas de: ciência e tecnologia de alimentos, com ênfase em tecnologia de produtos de origem vegetal, fisiologia e pós-colheita, transformações bioquímicas, compostos bioativos e antioxidantes assim como também na elaboração de novos produtos.

Bruno Fonsêca Feitosa, Universidade Federal de Campina Grande

Técnico em Alimentos (IFRN, 2013-16). Acadêmico em Engenharia de Alimentos (UATA/CCTA/UFCG, 2017.1-atual). Foi Tutor de Aprendizagem e Laboratório em Análise de Alimentos (TAL/IFRN, 2015-16), bolsista de Iniciação Científica Júnior (BLD-ICJR/PaqTcPB-ITCG, 2017-18; 2021-atual) e Iniciação Científica (PIBIC/CNPq-UFCG, 2018-21). Pesquisa na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, portando experiência em tecnologia de frutas, processamento de queijos, desenvolvimento e armazenamento de produtos agroindustriais.

Emanuel Neto Alves de Oliveira, Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Graduado em Tecnologia de Alimentos pela Faculdade de Tecnologia CENTEC - Cariri (2009). Especialista em Ensino de Química pela Universidade Regional do Cariri (2009), em Ciência dos Alimentos pela Universidade Federal de Pelotas (2012) e em Gestão Pública pelo IFRN (2020). Mestre (2012) e Doutor (2016) em Engenharia Agrícola na Área de Concentração em Processamento e Armazenamento de Produtos Agrícolas pela Universidade Federal de Campina Grande. Possui Pós-Doutorado em Engenharia Química pela Universidade de Coimbra, Portugal (2018) na área de Tecnologia e Controle de Qualidade de Vinhos. É Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), lotado no campus Pau dos Ferros/RN onde atualmente ocupa a função de Diretor Geral do campus. Possui experiência na área de Engenharia Agrícola e Ciência e Tecnologia de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: Secagem e Armazenamento de Produtos Agrícolas, Processamento de Alimentos de Origem Vegetal e Animal, Análises Físicas e Químicas de Alimentos e Controle de Qualidade. É professor permanente do Curso de Mestrado Acadêmico em Ensino do Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGE) do Campus Avançado de Pau dos Ferros (CAPF), da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) na linha de pesquisa de Ensino de Ciências Exatas e Naturais. Atualmente também atua no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) como avaliador institucional de instituições de ensino superior.

Claudia Patrícia Mourão Lima Fontes, Instituto Federal do Ceará

Possui graduação em Engenharia de alimentos pela Universidade Federal do Ceará (2006, Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal do Ceará (2009) e Doutorado na Nordeste de Biotecnologia (2013). com o desenvolvimento de sucos de frutas pré-bióticos. Atualmente, é professora efetiva do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE), desenvolvendo projetos que visam o aproveitamento de resíduos agroindustriais. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de suco de frutas contendo oligossacarídeos pré-bióticos, cromatografia, aproveitamento de matérias-primas regionais e de baixo custo, aproveitamento de resíduos agroindustriais, produtos lácteos, desenvolvimento de produtos com maior valor nutricional (fibras) e processos enzimáticos. 

Érica Milô de Freitas Felipe Rocha, Instituto Federal do Ceará

Possui graduação em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal do Ceará (2003), Especialização em Vigilância Sanitária de Alimentos pela Universidade Estadual do Ceará (2005) e Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Universidade Candido Mendes (2015), mestrado em Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal do Ceará (2006), Doutorado em Ciência e Tecnologia de Aimentos da Universidade Federal Ceará (2013) e, Especialização em Docência no Ensino Superior pelo Instituto Prominas (2020). Tem experiência como coordenadora do curso de graduação tecnológica do Instituto CENTEC (FATEC Sertão Central) no período de jan/2007 a mar/2010 e Coordenadora do Curso Técnico em Alimentos do IFCE - Campus Ubajara no período maio/2018 a maio/2019. Na área técnica, tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos e área de Higiene e Segurança do Trabalho, com ênfase em Avaliação, Controle de Qualidade de Alimentos, Bebidas, Secagem, Análise Sensorial e Segurança do Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação físico-química, resíduos agroindustriais, frutas tropicais e bebidas. Foi professora do Curso Técnico integrado e subsequente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Pau dos Ferros. Atualmente é professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE.

Referências

Abdel-Rahman, G. N., Ahmed, M. B., Sabry, B. A., Ali, S. S. (2019). Heavy metals content in some non-alcoholic beverages (carbonated drinks, flavored yogurt drinks, and juice drinks) of the Egyptian markets. Toxicol Rep; 6:210-214.

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2019, Jan). Alegações de propriedade funcional aprovadas. Disponível em: <https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/inspecao/produtos-vegetal/legislacao-1/biblioteca-de-normas-vinhos-e-bebidas/alegacoes-de-propriedade-funcional-aprovadas_anvisa.pdf>.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. (2009). Decreto nº 6.871, de 4 de junho de 2009. Regulamenta a Lei no 8.918, de 14 de julho de 1994, que dispõe sobre a padronização, a classificação, o registro, a inspeção, a produção e a fiscalização de bebidas. Diário Oficial da União. Brasília, DF.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. (2018, Out 08). Secretaria de Defesa Agropecuária. Instrução Normativa nº 37, de 08 de outubro de 2018. Parâmetros analíticos e quesitos complementares aos padrões de identidade e qualidade de polpa de fruta. Diário Oficial da União, Edição 194, Seção 1.

Carvalho, C. (2019). Anuário brasileiro de horti&fruti 2020. Santa Cruz do Sul: Editora Gazeta Santa Cruz. 96p.

Costa, J. C., Oliveira, E. N. A., Oliveira, K. M. P., Alves, R. N., Feitosa, B. F., Souza, R. L. A. (2021). Utilization of whey for the preparation of chocolate milkshakes with chia (Salvia hispanica L.). ForScience; 9(1), e00887.

Dutcosky, S. D. (2013). Análise sensorial de alimentos. 4ª ed. Curitiba: Champagnat. 531p.

Feitosa, B. F., Fontes, C. P. M. L., Oliveira, E. N. A., Machado, A. L., Oliveira Neto, J. O., Feitoza, J. V. F. (2019a). Prebiotics fructooligosaccharides as a substitute for commercial sugar in aerated strawberry desserts with a non-dairy matrix. Rev Verde de Agroecologia e Desenvolv Sustent; 4(4):571-577.

Feitosa, B. F., Oliveira, E. N. A., Oliveira Neto, J. O., Germano, A. M. L. O., Feitosa, R. M. (2019b). Sobremesas lácteas prebióticas de manga: desenvolvimento e caracterização. Energia na Agricultura; 34(2):271-282.

Gularte, M. A. (2009). Análise sensorial. Pelotas: Editora Universitária da Universidade Federal de Pelotas. 66p.

Holanda, N. S. O., Rocha, É. M. F. F., Silva, Á. G. F., Feitosa, B. F., Oliveira, E. N. A., Holanda Neto, J. P. (2020). Effects of different sweeteners in the preparation of drinks composed of cashew (Anarcadium occidentale) and whey. Res, Soc Dev; 9(5), e88953121.

IAL. Instituto Adolfo Lutz. (2008). Métodos físico-químicos para análise de alimentos. 4ª ed., 1ª ed. Digital, São Paulo. 1020p.

Macedo, L. L., Vimercati, W. C., Araújo, C. S. (2020). Fruto-oligossacarídeos: aspectos nutricionais, tecnológicos e sensoriais. Brazilian J Food Technol; 23.

Oliveira, E. N. A., Feitosa, B. F., Souza, R. L. A. (2018). Tecnologia e processamento de frutas: doces, geleias e compotas. 1. ed. Natal: Editora IFRN. 316p.

Oliveira, F. A. A., Oliveira, E. N. A., Rodrigues, F. F. G., Feitosa, B. F., Almeida, F. L. C. (2017). Caraterização físico-química e sensorial de bebidas funcionais mistas de graviola com água de coco. Energia Agr; 32(3):301-308.

Pimentel, T. C., Garcia, S., Prudencio, S. H. (2012). Aspectos funcionais, de saúde e tecnológicos de frutanos tipo inulina. Bol Cent Pesqui Process Aliment; 30(1):103-118.

Santana, K. I., Passos, F. R., Carvalho, A. M. X., Mendes, F. Q. (2018). Suco misto de laranja e cenoura em diferentes concentrações. Journal Eng Exact Sci; 4(3):338-344.

Silva, F. A. Z., Azevedo, C. A. V. (2016). The assistat software version 7.7 and its use in the analysis of experimental data. Afr J Agric Res; 11(39):3733-3740.

Downloads

Publicado

2022-03-11

Como Citar

Rego, I. Y. T., Bezerra, J. M., Feitosa, B. F., Oliveira, E. N. A. de, Fontes, C. P. M. L., & Rocha, Érica M. de F. F. (2022). EFEITOS DA ADIÇÃO DE FRUTANOS TIPO INULINA NAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICA E SENSORIAL DE NÉCTAR MISTO. HOLOS, 1. Recuperado de https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/13727

Edição

Seção

SECTA - IFRN

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)