Aspectos ergonômicos no ensino profissional tecnológico – EPT

estudo de caso no curso técnico de agricultura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2023.14254

Resumo

Objetivou-se realizar o diagnóstico sobre o conhecimento básico referente à ergonomia no IFPI – Campus Campo Maior e investigar junto aos discentes do curso técnico em agricultura e equipe multidisciplinar as condições ergonômicas no âmbito escolar. Tratou-se de uma pesquisa de campo, exploratória e descritiva, com abordagem quanti-qualitativa, utilizando-se a técnica de levantamento de dados por meio da aplicação e análise de questionários. Constatou-se que a escola pesquisada apresenta condições ambientais, equipamentos, materiais, e mobiliários ergonomicamente adequados. Entretanto, ficou claro que os discentes não têm o conhecimento básico sobre ergonomia e praticam posturas inadequadas em diversas situações, revelando a necessidade na oferta de ações educativas no contexto escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Irisneth Duarte Santos Vieira, IFPI

Bacharel em Enfermagem. Especialização em Mediação de Processos Educacionais na Modalidade Digital; Gestao em Saude; Saude Publica;Docencia do Ensino Superior;Saude da Familia e Comunidade; Saude Mental com enfase em Dependencia quimica. Mestre em Educaçao Profissional e Tecnologica.

Kleiton Rocha Saraiva, Instituto Federal do Piauí - IFPI

Engenheiro Agrônomo. Mestre e Doutor em Engenharia Agrícola.

Márcio Aurélio Carvalho de Morais, IFPI

Doutor em Geografia, Mestre em Ensino de Ciência e Matemática.

Marcello de Alencar Silva, UNIFACID

Graduação em Fisioterapia, Doutor em Biotecnologia, Estágio Pós-Doutoral em Biotecnologia.

Diego Rubens Alves de Sena, Hospital Geral Buenos Aires

Graduação em Ciências Biológicas e graduação em Enfermagem.

Referências

ALBUQUERQUE, C. et al. Determinantes de alterações musculoesqueléticas em adolescentes: implicações para a prevenção. 2019.

AIALA, C. P. M.; MOREIRA, E.O.; VIANA, I.M.P.; FORMIGA, M.A. Estudo sobre a influência climática no rendimento escolar dos alunos do ensino fundamental, no município de Conceição do Araguaia. In: II Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental. 2011.

ANGELINI, P. C.B.; UGEDA JÚNIOR, J. C. Conforto térmico em ambiente escolar na cidade de Cuiabá-MT. Brazilian Geographical Journal, v. 11, n. 1, p. 145-176, 2020.

ARAÚJO, L. N.; VILLAROUCO, V.; ALBUQUERQUE, S. R. Revisão Sistemática da Análise Ergonômica do Processo de Produção Artesanal com base no Método Prisma. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 2, p. 9071-9089, 2020.

ASSUNÇÃO, L. V.M; SILVA, G. R. A conscientização da linguagem postural em âmbito escolar. Revista de Educação, Saúde e Ciências do Xingu, v. 1, n. 2, 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10152 - Níveis de ruído para conforto acústico. Rio de Janeiro, 1987. Disponível em: http://www.joaopessoa.pb.gov.br/portal/wpcontent/uploads/2015/02/NBR_10152-1987- Conforto-Ac_stico.pdf. Acesso em: 18 de out. de 2019.

BOIANOVSKY, I. Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia da região Centro-Oeste: análise temática dos cursos de educação profissional técnica em nível médio. 2020.

BRASIL. Educação profissional técnica de nível médio integrada ao ensino médio. Documento base. Brasília, DF: MEC/SETEC, 2007.

BRASIL. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República: [2008].

BRACCIALLI, L. M. P.; VILARTA, R. Aspectos a serem considerados na elaboração de programas de prevenção e orientação de problemas posturais. Revista paulista de educação física, v. 14, n. 2, p. 159-71, 2000.

CERDEIRA, D. Q.; SALGUEIRO, C.C.M.; NUNES, J.F. Estudo comparativo da prevalência de alterações posturais na coluna vertebral em escolares do ensino fundamental do município de Quixadá/CE. Fisioterapia Brasil, v. 19, n. 4, p. 444-456, 2018.

CECHINATO, J.; MALUF FILHO, W. M. Análise ergonômica aplicada à atividade de professor universitário. Centro Universitário FEI. VII Simpósio de Iniciação Científica, Didática e de Ações Sociais da FEI. São Bernardo do Campo. 2017.

DE LIRA, J. E. S. Estudo sobre o conforto ambiental nas escolas públicas de Itajubá/MG. 2019. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Recursos Hídricos) – Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, 2019.

FARIA, D.A.; FONSECA, P.H.N.; MARQUES, D.G.M.; COSTA, K.A.R.; MARTINS, L.A.H. Hábitos posturais inadequados e dor em adolescentes. Investigação, Sociedade e Desenvolvimento, [S. l.] , v. 10, n. 9, pág. e37310918096, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.18096. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18096. Acesso em: 9 mai. 2023.

GRIMMER, K.; DANSIE, B.; MILANESE, S.; PIRUNSAN, U.; TROTT, P. Adolescent standing postural response to backpack loads: a randomised controlled experimental study. BMC Musculoskeletal Disorders, v. 3, p. 10, 2002.

HAVERINEN-SHAUGHNESSY, U; SHAUGHNESSY, R. J; COLE, E. C; TOYINBO, O.; MOSCHANDREAS, D. J. An assessment of indoor environmental quality in schools and its association with health and performance. Building and Environment, West Lafayette, v. 93, p. 35-40, 2015.

IIDA, I.; BUARQUE, L. Ergonomia: projeto e produção. Editora Blucher, 2016. Disponível em: https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=LcGPDwAAQBAJ&oi=fnd&pg=PA1&dq=ERGONOMIA+PROJETO+E+PRODU%C3%87AO&ots=i9PpVuJiKf&sig=VhUaTaWy44g3ANVaUv_m-BXzDIc#v=onepage&q=ERGONOMIA%20PROJETO%20E%20PRODU%C3%87AO&f=false. Acesso em: 08 de set. de 2019.

IIDA, I.; BUARQUE, L. I. A. Ergonomia: projeto e produção. Editora Blucher, 2021.

IIDA, I. Ergonomia: projeto e produção. 2. ed. rev. ampl. São Paulo: Edgard Blücher, 2005.

KLOCK, M. C. L.; MALHEIROS, T.S.; MODESTO, Z.; FREITAS, M.C.; KLOCK, B.A.T. Qualidade de vida acústica em ambientes escolares– um desafio à educação moderna. Divers@!, v. 9, n. 1/2, 2017.

LEITE, M. K.; SILVA, J. C.P. Mobiliário escolar: o espaço da mesa utilizado pelos alunos do Ensino Fundamental I. Uma abordagem do design ergonômico. In: V CONGRESSO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM DESIGN. 2009. Bauru-SP.

MAZIERO, R.; FORTUNATO, F.S. NR 17 no contexto acadêmico: aplicada na educação técnica Brazilian Journal of Production Engineering-BJPE, p. 1-16, 2021.

MENOTTI J.; JUSTIN, E.; BANDEIRA, A.; MENOTTI, L.V.; THOMAZI, C.P.F.; CORRÊA, P.S.; GALVAN, T.C. A importância da educação postural evitando situações que possam afetar a saúde de crianças e adolescentes em idade escolar. Revista Cientifica Perspectiva Ciência e Saúde 2018; 3(2): 12-23.

MENDONÇA, T. L. Incidência de problemas posturais ocasionados durante a vida escolar no ensino fundamental público: um estudo bibliográfico. Trindade-GO. 2020. Monografia. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano.

MINISTERIO DA EDUCAÇÃO. Cursos da Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Disponível em:http://portal.mec.gov.br/cursos-da-ept/cursos-da-educacao-profissional-tecnica-de-nivel-medio.Acesso em 06 mai.2023.

MOTA, J. Utilização do Google Forms na pesquisa acadêmica. Humanidades & Inovação, v. 6, n. 12, pág. 371-373, 2019.

OLIVEIRA, I.V.P.; BRAZ, M.C.A.; URBANO, S.C.F.; SANTOS, I.C.; ARAKI, A.T. Conhecimento de alunos e professores sobre medidas ergonômicas. Arquivos em Odontologia, Belo Horizonte, v.54: 1-10, 2018.

POLETTO, A. R.; VIDAL, M. C. R.; GONÇALVES, F.J.F. Os desafios do ensino de ergonomia na educação profissional técnica de nível médio. Anais... XXXVI ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCÃO. Contribuições da Engenharia de Produção para Melhores Práticas de Gestão e Modernização do Brasil. João Pessoa/PB. Brasil. 2016.

RAMOS, M.N. História e política da educação profissional. Curitiba: Instituto Federal do Paraná, 2014. Disponível em: https://curitiba.ifpr.edu.br/wp-content/uploads/2016/05/Hist%c3%b3ria-e-pol%c3%adtica-da-educa%c3%a7%c3%a3o-profissional.pdf. Acesso em: 24 de set. de 2019.

RIBAS, N. Y. P.C.; RIBAS, S.S.; LARA, S.; BALK, R.S.; LANES, K.G.; GRAUP, S. Efeito da natação sobre a postura corporal de adolescentes. Vivências, v. 15, n. 29, p. 115-130, 2019.

RUCKERT, D.; GUILLÉN, C.V.; SCHEFFER, A.; RODRIGUES, K.; GALVAN, T.C.; THOMAZI, C.P.F.; CORRÊA, P.S.S. Ergonomia da sala de aula: restrições posturais impostas pelo ambiente escolar e a utilização da dança como intervenção. Revista Perspectiva: Ciência e Saúde, v. 3, n. 2, 2018.

SANTOS, M. I. S; BATISTA, F. L. Ergonomia: um estudo de caso em uma escola pública do interior de minas gerais. Anais do 3° Simpósio de TCC, das faculdades FINOM e Tecsoma. 2020; 906-931.

SILVA, M. R. Constrangimentos ergonômicos em profissionais de enfermagem: contribuições da Ergonomia em centro cirúrgico. 2018. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Pernambuco.

SOUZA, J. M. de A.; KLOCK, M. C. L.; OLIVEIRA, S. de. Problemas de Saúde Ocupacional causados pela Questão do Ruído em uma Escola Municipal de Matinhos/PR. Saúde e meio ambiente: revista interdisciplinar, [S. l.], v. 9, p. 224–232, 2020. DOI: 10.24302/sma.v9i0.2539. Disponível em: http://www.periodicos.unc.br/index.php/sma/article/view/2539. Acesso em: 9 maio. 2023.

WOOLNER, P.; HALL, E. H. Noise in Schools: A Holistic Approach to the Issue. International Jornal Environmental Science and Technology, v 7, p.3255-3269, 2010.

WILHELM. L; MERINO, E. A. D. A ergonomia e o trabalho docente: reflexões sobre as contribuições da ergonomia na educação. Anais... XXVI ENEGEP – Fortaleza-CE, Brasil, 9 a 11 de outubro de 2006.

Downloads

Publicado

05/02/2024

Como Citar

VIEIRA, Irisneth Duarte Santos; SARAIVA, Kleiton Rocha; MORAIS, Márcio Aurélio Carvalho de; SILVA, Marcello de Alencar; DE SENA, Diego Rubens Alves. Aspectos ergonômicos no ensino profissional tecnológico – EPT: estudo de caso no curso técnico de agricultura. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 24, p. e14254, 2024. DOI: 10.15628/rbept.2023.14254. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/14254. Acesso em: 20 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS