AVALIAÇÃO DE CATALISADOR A BASE DE CONCHAS DE OSTRAS PARA A PRODUÇÃO DE BIODIESEL UTILIZANDO PLANEJAMENTO FATORIAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2017.5204

Palavras-chave:

Biodiesel, Ostras, Planejamento Experimental.

Resumo

O Biodiesel é um combustível renovável derivado de óleos vegetais ou de gordura animal que pode substituir total ou parcialmente o óleo diesel derivado de petróleo. Possui algumas vantagens quando comparado ao diesel fóssil tais quais biodegrabilidade e não toxicidade. A transesterificação com álcool de cadeia curta e catalisadores básicos é a forma mais usual de produção desse combustível. Otimizar a proporção de catalisador e álcool empregados na reação é importante do ponto de vista técnico e econômico, possibilitando identificar as quantidades mínimas necessárias para obter um produto final com alto teor de éster. O objetivo desse trabalho foi avaliar o processo de produção de biodiesel, realizando um estudo das variáveis de processo que influenciam na reação de transesterificação do óleo de girassol utilizando um catalisador heterogêneo básico obtido da farinha das conchas de ostras, de forma a se obter as condições operacionais que levam a uma maior conversão em biodiesel. As reações de transesterificação do óleo de girassol com metanol foram realizadas em um reator batelada a uma temperatura de 65 °C por 5 horas. Os experimentos foram realizados de acordo com o planejamento experimental 32 acrescidos de três pontos centrais, resultando em 12 experimentos. As variáveis estudadas foram: concentração do catalisador (1%, 2%, 3%), razão molar óleo: metanol (1:06, 1:09, 1:12). As condições otimizadas da reação foram XRM (1:12 mol:mol), XCAT (2% wt.%) com produção de 99,99% ( ± 0,04 wt) de biodiesel metílico de girassol. No presente trabalho o parâmetro de avaliação foi a conversão em biodiesel, determinada por cromatografia gasosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Clarissa Dantas Paula, Universidade Federal do Ceará

Estudante do nono semestre de Engenharia de Petróleo. Atualmente é bolsista de iniciação científica no GPSA da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Fernando José Soares Barros, Universidade Federal do Ceará

Engenheiro químico pela Universidade Federal do Maranhão e Universidad de Vigo. Possui mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Ceará. Atualmente cursa o doutorado em Engenharia Química na mesma instituição. Atua principalmente nos seguintes temas: biodiesel, estabilidade oxidativa , espectroscopia de impedância eletroquímica, eterificação do glicerol e catálise heterogênea.

Leandro Marques Correia, Universidade Federal do Ceará

Graduado em Licenciatura em Química (UFC/2008) e Bacharelado em Química Industrial (UFC/2010). Especialista em Metodologia do Ensino de Química e Biologia (UCAM/2012) e Especialista em Gestão Ambiental (FVJ/2011). Mestre em Engenharia Química (UFC/2012). Tem experiência na área de química analítica, química ambiental, tecnologia dos biocombustíveis, caracterização de materiais inorgânicos e orgânicos. Tem experiência na área de catalise homogênea e heterogênea na área de adsorção de compostos sulfurados e na reação catalítica de H2S a SO2 e S (oxidação seletiva a S).Foi professor substituto da UECE/2012 ministrando disciplinas da área de química analítica. Foi professor efetivo da SEDUC/CE. Atualmente é revisor de periódicos científicos: Holos (Natal. Online), Revista Virtual de Química, Acta Scientiarum.Technology (Online) e CONNEPI 2013, 2014 e 2015. Atualmente é revisor de projetos de pesquisa em Programa de Apoio à Pesquisa Aplicada em Arranjos Produtivos Locais- PAP/APL/IFTO - 2016/2017 e Programa de Iniciação Científica - PIC/IFTO - 2016/2017.

Rodrigo Silveira Vieira, Universidade Federal do Ceará

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal do Ceará (2001), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (02/2004), doutorado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (03/2008) e pós-doutorado no Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas, na área de Biomateriais. Atualmente Professor Adjunto IV do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal do Ceará e Bolsista de Produtividade Nivel 2 do CNPq. Coordena do Curso de Engenharia de Petróleo e faz parte da Coordenação do Programa de Pós-graduação em Engenharia Química da UFC. Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Desenvolvimento de Novos Materiais para Aplicações Tecnológicas (biomédicas e catálise).

Referências

Alcântara, R., Amores, J., Canoira, L. T., Fidalgo, E., Franco, M. J., & Navarro, A. (2000). Catalytic production of biodiesel from soy-bean oil, used frying oil and tallow. Biomass and bioenergy, 18(6), 515-527.

Al-Widyan, M. I., & Al-Shyoukh, A. O. (2002). Experimental evaluation of the transesterification of waste palm oil into biodiesel. Bioresource technology, 85(3), 253-256.

Antol?n, G., Tinaut, F. V., Briceno, Y., Castano, V., Perez, C., & Ram?rez, A. I. (2002). Optimisation of biodiesel production by sunflower oil transesterification. Bioresource technology, 83(2), 111-114.

Buasri, A., Rattanapan, T., Boonrin, C., Wechayan, C., & Loryuenyong, V. (2015). Oyster and Pyramidella shells as heterogeneous catalysts for the microwave-assisted biodiesel production from Jatropha curcas oil. Journal of Chemistry, 2015, 1-7.

Correia, L. M., Saboya, R. M. A., de Sousa Campelo, N., Cecilia, J. A., Rodríguez-Castellón, E., Cavalcante, C. L., & Vieira, R. S. (2014). Characterization of calcium oxide catalysts from natural sources and their application in the transesterification of sunflower oil. Bioresource technology, 151, 207-213.

Demirbas, A. (2009). Progress and recent trends in biodiesel fuels. Energy conversion and management, 50(1), 14-34.

Domingos, A. K., Saad, E. B., Wilhelm, H. M., & Ramos, L. P. (2008). Optimization of the ethanolysis of Raphanus sativus (L. Var.) crude oil applying the response surface methodology. Bioresource Technology, 99(6), 1837-1845.

Gomes, J. F., Puna, J. F., Bordado, J. C., & Correia, M. J. N. (2008). Development of heterogeneous catalysts for transesterification of triglycerides. Reaction Kinetics and Catalysis Letters, 95(2), 273-279.

Lôbo, I. P., Ferreira, S. L. C., & Cruz, R. S. D. (2009). Biodiesel: parâmetros de qualidade e métodos analíticos. Química Nova, 32, 1596-1608.

Meher, L. C., Sagar, D. V., & Naik, S. N. (2006). Technical aspects of biodiesel production by transesterification—a review. Renewable and sustainable energy reviews, 10(3), 248-268.

Montgomery, D. C. (2001). Design and analysis of experiments. John Wiley and sons.

Oliveira, J. F. G., Lucena, I. L., Saboya, R. M. A., Rodrigues, M. L., Torres, A. E. B., Fernandes, F. A. N., ... & Parente, E. J. S. (2010). Biodiesel production from waste coconut oil by esterification with ethanol: The effect of water removal by adsorption. Renewable Energy, 35(11), 2581-2584.

Pinto, A. C., Guarieiro, L. L., Rezende, M. J., Ribeiro, N. M., Torres, E. A., Lopes, W. A., ... & Andrade, J. B. D. (2005). Biodiesel: an overview. Journal of the Brazilian Chemical Society, 16(6B), 1313-1330.

Silva, D. (2007). Resíduos sólidos da malacocultura: caracterização e potencialidade de utilização de conchas de ostras (Crassostrea gigas) e mexilhão (Perna perna) (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Downloads

Publicado

18/07/2017

Como Citar

Paula, C. D., Soares Barros, F. J., Correia, L. M., & Vieira, R. S. (2017). AVALIAÇÃO DE CATALISADOR A BASE DE CONCHAS DE OSTRAS PARA A PRODUÇÃO DE BIODIESEL UTILIZANDO PLANEJAMENTO FATORIAL. HOLOS, 1, 316–324. https://doi.org/10.15628/holos.2017.5204

Edição

Seção

ARTIGOS