A INTERNALIZAÇÃO DOS PRINCÍPIOS DA NORMA ISO 26000: O CASO DA PETROBRAS

Autores

  • Arthur William Pereira da Silva Trainee no Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte -SEBRAE/RN
  • Elisabete Stradiotto Siqueira Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2015.2198

Palavras-chave:

Responsabilidade Social, ISO 26000, Princípios de Responsabilidade Social

Resumo

A ISO (International Organization for Standardization) 26000 vem contribuindo com o desenvolvimento da responsabilidade social empresarial, porém ainda mantém a natureza genérica, característica das abordagens anteriores e a ausência de indicadores. Dentro desse contexto, questiona-se se a ausência de indicadores da norma ISO 26000 compromete a avaliação e consequentemente a internalização do comportamento socialmente responsável por parte das organizações? Para responder a tal questionamento é proposto neste artigo analisar o relatório de sustentabilidade da PETROBRAS (Petróleo Brasileiro S/A) a fim de identificar de que forma os princípios da norma ISO 26000 são internalizados. O método utilizado foi o estudo de caso, sendo a empresa objeto do estudo a PETROBRAS. A técnica escolhida para a coleta dos dados foi a pesquisa documental. Os resultados e as discussões evidenciaram que existem incoerências entre os discursos sobre responsabilidade social da PETROBRAS e parte de suas ações e que a existência dessas divergências entre discurso e práticas torna-se possível graças à generalidade da norma, como também, pela ausência de indicadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Arthur William Pereira da Silva, Trainee no Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte -SEBRAE/RN

Trainee no Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte -SEBRAE/RN; Mestre em Ambiente, Tecnologia e Sociedade - UFERSA; Especialista em Gestão Empresarial - UNP; Graduado em Administração de Empresas - UNP.

Elisabete Stradiotto Siqueira, Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA

Professora Adjunta da Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA; Doutora em Sociologia - PUC /SP.

Referências

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS. ANJ repudia atitude da Petrobras: empresa divulga perguntas de jornalistas antes de matérias serem publicadas, 2009. Disponível em: <http://www.anj.org.br/sala-de-imprensa/noticias/anj-se-manifesta-contra-atitudes-da-petrobras>. Acesso em: 23 janeiro 2014.

AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS. Anuário Estatístico Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Rio de Janeiro: ANP, 2012.

BASTOS, M.C.E.S., LONGO O.C. ISO – 26000 responsabilidade social como diferencial universal. In: Anais do IV Congresso Nacional de Excelência em Gestão, Niterói, 2008.

BOWEN, H.R. Responsabilidades sociais do homem de negócios. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1957.

CARRIERI, A.P., BITTENCOURT, E. Responsabilidade Social: ideologia, poder e discurso na lógica empresarial. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v.45, Edição Especial, p. 10-22, set-dez 2005.

CARROLL, A.B. Corporate Social Responsibility: evolution of a definitional construct. Business e Society, v.38, n.3, p. 268-295, setembro 1999.

CAUSA OPERÁRIA. Petrobras registra mais de uma morte por mês, 2012. Disponível em: <http://www.pco.org.br/movimento-operario/petrobras-registra-mais-de-uma-morte-por-mes/eypa,p.html>. Acesso em: 25 janeiro 2014.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. INSTITUTO BRASILEIRO DE PETRÓLEO, GÁS E BIOCOMBUSTÍVEIS. A contribuição do setor brasileiro de petróleo, gás e biocombustíveis para o desenvolvimento sustentável no país. Brasília: CNI, 2012.

DEPARTAMENTO DE PESQUISAS E ESTUDOS ECONÔMICOS DO BANCO BRADESCO. Petróleo e Derivados, 2013. Disponível em: http://www.economiaemdia.com.br/EconomiaEmDia/ pdf/infset_petroleo_e_derivados.pdf>. Acesso em: 12 novembro 2013.

ESTADÃO. ANJ vê ''canhestra tentativa de intimidar jornalistas'', 2009. Disponível: <http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,anj-ve-canhestra-tentativa-de-intimidar-jornalistas,384511,0.htm>. Acesso em: 23 janeiro 2014.

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS PETROLEIROS. Irregularidades com terceirizados colocam Petrobrás em lista de devedores trabalhistas, 2012. Disponível em: <http://fnpetroleiros.org.br/?p=2016>. Acesso em: 25 janeiro 2014.

FEDERAÇÃO ÚNICA DOS PETROLEIROS. FUP cobra da Petrobrás e Petros o pagamento dos níveis para todos os assistidos do Plano Petros, 2014. Disponível em: <http://www.fup.org.br/2012/petros/2222431-fup-cobra-da-petrobras-e-petros-o-pagamento-dos-niveis-para-todos-os-assistidos-do-plano-petros>. Acesso em: 22 janeiro 2014.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

ISO. ISO/TMB/WG SR N 172, 2008. Disponível em: . Acesso em: 13 setembro 2012.

LOPES, D. Metodologia Científica Aplicada. In: Rodrigues Júnior, G. et al. (Org.). Temas em gestão de negócios. Natal: UnP, 2010.

MACHADO FILHO, C.A.P. Responsabilidade Social Corporativa e a criação de valor para as organizações: um estudo multicasos. São Paulo, 2002. Tese de doutorado-Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade-Universidade de São Paulo, 2002.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. MPF denuncia Petrobras por dano ambiental na implantação de gasoduto na Baixada Fluminense, 2012. Disponível em: <http://www.prrj.mpf.mp.br/ frontpage/noticias/noticia_1057 >. Acesso em: 20 janeiro 2014.

PETROBRAS. Código de ética do Sistema Petrobras, 2005. Disponível em: <http://www.br. com.br/wps/wcm/connect/3e0b838043a79e5abce9bfecc2d0136c/codigo_de_etica_sistema_petrobras.pdf?MOD=AJPERES>. Acesso em: 25 setembro 2013.

______. Acordo Coletivo de Trabalho, 2011. Disponível em: <http://www.fup.org.br/down loads/act_2011_fup_31_10_11.pdf>. Acesso em: 26 setembro 2013.

______. Relatório de Sustentabilidade 2012, 2012. Disponível em: <http://www.petrobras. com.br/rs2012/downloads/RS_portugu%C3%AAs_2012.pdf>. Acesso em: 22 setembro 2013.

MIRANDA, D.S., SILVA, R.G., ALMEIDA, L.B. Impactos ambientais da exploração e produção de petróleo na Bacia de Campos-RJ. Bolsista de Valor, v.1, p. 133-138, 2010.

SIQUEIRA, E.S., SPERS, V.R.E., BINOTTO, E., SPERS, E.E. Responsabilidade Social: possibilidade de conciliação entre o econômico e o social em uma perspectiva internacional. Porto Alegre: Análise, 2009.

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO. Lista das 100 pessoas jurídicas com maior número de processos com débitos trabalhistas na Justiça do Trabalho, 2012. Disponível em: <http://www.tst.jus.br/estatistica-do-cndt?p_auth=zYX0m9qx&p_p_auth=4ZKLk1Bn&p_p_id=20&p_p_lifecycle=1&p_p_state=exclusive&p_p_mode=view&_20_struts_action=%2Fdocument_library%2Fget_file&_20_groupId=10157&_20_folderId=351894&_20_name=10517>. Acesso em: 25 janeiro 2014.

VEJA. PF acusa Petrobras de poluir oceano com resíduos tóxicos, 2012. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/pf-acusa-petrobras-de-poluir-oceano-com-residuos-toxicos>. Acesso em: 23 janeiro 2014.

Downloads

Publicado

03/03/2015

Como Citar

Silva, A. W. P. da, & Siqueira, E. S. (2015). A INTERNALIZAÇÃO DOS PRINCÍPIOS DA NORMA ISO 26000: O CASO DA PETROBRAS. HOLOS, 1, 227–243. https://doi.org/10.15628/holos.2015.2198

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)